Inscreva-se

Menu

O que a divisão do Cristianismo em mais de duas mil denominações nos mostra?

Olá, irmãos e irmãs do Perguntas e Respostas Espirituais,

As pessoas que creem no Senhor Jesus estão divididas em muitas denominações ao redor do mundo. Só no território principal da China, há a Justificação pela Fé, a Igreja Carismática, os Gritadores, a Igreja do Grande Louvor, a Igreja dos Três Graus de Servos, a Igreja Jesus Verdadeiro, e assim por diante. Não consigo entender isso. Já que todos cremos no Senhor Jesus e lemos a mesma Bíblia, por que aparecem tantas denominações? Podemos ganhar a aprovação do Senhor crendo Nele deste modo?

Li Meng

Cristianismo

Olá, irmã Li Meng,

Suas perguntas tocam em questões muito práticas. A maioria dos irmãos e irmãs também se confundem com isto. Com relação a este aspecto da verdade, gostaríamos de comungar sobre como as várias denominações acontecem.

Denominações diferentes surgem devido à compreensão unilateral da Bíblia e sua natureza arrogante.

Todos nós, crentes no Senhor, sabemos que o cristianismo surgiu como resultado da obra do Senhor Jesus, e que, no começo, foi guiado e pastoreando pessoalmente por Ele. Naquele tempo, os seguidores não desviaram do caminho certo e, portanto, não havia divisões. Mas, após o Senhor Jesus ascender ao céus e Seus discípulos e apóstolos falecerem, aos poucos apareceram denominações diferentes. Por que essas denominações se formaram? Vejamos o que as palavras de Deus dizem e vamos entender. Deus diz: “As pessoas estudaram a Bíblia por todos esses anos, encontraram muitas explicações e dedicaram muito trabalho; elas também têm muitas diferenças de opinião sobre a Bíblia, que debatem sem parar, de modo que hoje existem mais de duas mil denominações diferentes”.

A partir das palavras de Deus, podemos ver que a razão principal para denominações diferentes se formarem é que as pessoas que creem no Senhor têm sua própria compreensão unilateral da Bíblia. Todos sabemos que o Senhor Jesus partiu quando Ele terminou a obra da crucifixão, e, então, os seguidores do Senhor Jesus começaram a espalhar Seu evangelho. Devido ao fato de os seguidores de Deus não terem uma compreensão pura dos ensinamentos na Bíblia, muitos tomam essa compreensão unilateral como doutrinas para estabelecer uma igreja, e se apegam firmemente a isso. Por exemplo, algumas pessoas tomaram as palavras de Paulo: “Pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10), e depois criaram a Justificação pela Fé; algumas pessoas aderiram às palavras do Senhor Jesus: “Arrependei- vos, porque é chegado o reino dos céus” (Mateus: 4:17), e pensam que “Denominação do Arrependimento” é o que está mais em linha com a vontade do Senhor. Cada denominação tem sua própria compreensão unilateral da Bíblia. Além disso, as pessoas têm caracteres satânicos de arrogância, orgulho, presunção, vaidade, etc. Elas pensam que têm dons e erudição, que sua compreensão da Bíblia é a mais pura, e que somente elas estão certas. Portanto, negam fortemente ou julgam as opiniões dos outros, e se exibem explicando os ensinamentos da Bíblia. Elas juntam um grupo de pessoas à sua volta e organizam uma denominação para si mesmas. É assim que as denominações surgem. Por dois mil anos, devido às doutrinas diferentes, os cristãos discutem sem fim e formam novas denominações; eles atacam, desprezam, discutem e se excluem entre si, e nunca conseguem ser unir como um. É assim como uma igreja se desenvolveu em mais de duas mil denominações. A partir disso, podemos ver que o estabelecimento das denominações vem dos humanos. Isto não é o que o Senhor Jesus exige, e não está nem um pouco de acordo com a vontade de Deus.

As pessoas em religiões organizadas que creem em Deus ficarão presas a pessoas, adorarão e seguirão pessoas, e nunca compreenderão a verdade ou conhecerão a Deus.

A partir da causa da formação de denominações diferentes, podemos ver que todos os líderes religiosos confiam em sua própria compreensão da Bíblia para realizar a obra e a pregação, ao invés de seguir aos ensinamentos do Senhor para servir a Deus. Então, qual é a substância de sua obra? Quais serão as consequências se nos juntarmos a tais denominações para crer em Deus? As palavras de Deus dizem: “Pastores e líderes no mundo religioso, por exemplo, confiam em seus dons e posições para realizar seu trabalho. As pessoas que os seguem por muito tempo serão infectadas por seus dons e influenciadas por parte do ser deles. Eles se concentram nos dons, habilidades e conhecimento das pessoas e dão atenção a algumas coisas sobrenaturais e a muitas doutrinas irrealistas profundas (essas doutrinas profundas são obviamente inatingíveis). Não se concentram na mudança dos caracteres das pessoas, mas sim em treiná-las para pregar e trabalhar, aprimorando o conhecimento das pessoas e suas abundantes doutrinas religiosas. Não se concentram em até que ponto o caráter das pessoas é mudado nem até que ponto as pessoas entendem da verdade. Não se preocupam com a substância das pessoas e muito menos tentam conhecer os estados normais e anormais das pessoas. Não contrariam as noções das pessoas, tampouco revelam suas noções, e muito menos podam as pessoas por causa de suas deficiências ou corrupções. A maioria daqueles que os seguem servem com seus dons e tudo que soltam são noções religiosas e teorias teológicas, que estão desconectados da realidade e totalmente incapazes de conferir vida às pessoas”.

A partir das palavras de Deus, sabemos que todos os líderes religiosos e os pastores confiam na sabedoria teológica e nas doutrinas para realizar a obra e pregar. Eles não resolvem as diversas visões incorretas dos crentes sobre a crença em Deus ou suas corrupções. Por exemplo, em meio aos ataques e discussões entre as denominações diferentes, todos os pastores insistem que suas opiniões estão certas e, as dos outros, erradas. Eles nunca refletem sobre seus próprios desvios ou erros, nem sabem que estão revelando seu caráter arrogante. E, com certeza, não comunicam a vontade de Deus para ajudar aos crentes conhecê-Lo. Ao invés disso, eles sempre evitam questões práticas e só falam de teorias vazias. Sua comunhão não tem nada a ver com se livrar da prisão do pecado; eles simplesmente querem expor seus talentos e como são abençoados, e ostentar sua sabedoria e teorias teológicas. Quando os crentes ouvem aos pastores por muito tempo, inevitavelmente são afetados e influenciados por eles. Adoram ao talento dos pastores e quão abençoados são, admirando-os por serem eloquentes e falarem bem, desejando que também tivessem uma sabedoria bíblica rica, e falassem bem, pregando e espalhando o evangelho como os pastores, para que pudessem ganhar a inveja e admiração dos outros. Como resultado, não prestam mais atenção em colocar as palavras de Deus em prática ou tentar descobrir Suas intenções, mas só seguem as cerimônias e regulamentos. Deste modo, os crentes religiosos são como as pessoas que acreditavam em Deus no templo, no final da Era da Lei, incapazes de aproveitar a orientação do Espírito Santo. Portanto, não importa quantos anos creiam em Deus, elas não conseguem compreender a verdade ou conhecer a Deus, e seu caráter não muda. Então, a substância de crer em Deus em um contexto religioso é meramente adorar e seguir líderes humanos, mas não realmente seguir a Deus.

Deixe a religião, acompanhe a obra de Deus, e volte a ficar diante Dele.

Está registrado na Bíblia que: “Acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa de Jeová, será estabelecido como o mais alto dos montes e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações” (Isaías 2:2).

As palavras de Deus dizem, “A menção dos três estágios da obra de Deus é para trazer todas as criaturas e pessoas de cada religião e denominação ao domínio de um único Deus. Independentemente de qual religião você pertença, no final todos se submeterão ao domínio de Deus. Somente o Próprio Deus pode realizar esta obra; não pode ser feito por nenhum chefe religioso. Existem várias religiões importantes no mundo, e cada uma tem seu próprio chefe, ou líder, e os seguidores estão espalhados por diferentes países e regiões em todo o mundo; todo país, seja grande ou pequeno, tem diferentes religiões dentro dele. No entanto, independentemente de quantas religiões existam em todo o mundo, todas as pessoas dentro do universo, em última instância, existem sob a orientação de um Deus. […] Todas as coisas estão nas mãos do Criador e, no final, todas elas retornarão às mãos do Criador. A humanidade foi originalmente criada por Deus e, independentemente da religião, cada pessoa retornará ao domínio de Deus — isso é inevitável”.

A partir das palavras de Deus, podemos ver que, no final dos últimos dias, todas as religiões se tornarão uma e todas as pessoas retornarão à casa de Deus. Nos últimos dias, Deus precisa realizar a etapa da obra de salvar a humanidade, para que todos aqueles que realmente anseiam pela manifestação Dele possam ouvir a Sua voz, deixar suas denominações e retornarem para diante Dele. Esta obra não pode ser feita por ninguém a não ser o próprio Deus. Ele nos cria, nos guia e, além disso, nos leva à destinação gloriosa – este é o símbolo da autoridade de Deus, assim como símbolo de Seu caráter único, que não pode ser substituído por nenhuma figura ou líder religioso. Existem mais de duas mil denominações no mundo, mas foram todas instituídas por humanos. As ovelhas de Deus finalmente caminharão para fora das denominações e retornarão para o domínio do Criador, e, deste modo, todas as denominações se tornarão uma. Esta é a obra que Deus pretende cumprir nos últimos dias. Não importa quanto status os pastores e presbíteros tenham, eles são pessoas corrompidas por Satanás. Eles não podem salvar a si mesmos, então como salvariam a outros? Somente o Deus único e verdadeiro que governa sobre todas as coisas pode nos salvar da aflição de Satanás e nos guiar para nos colocarmos diante Dele. Esta é a época dos últimos dias, e muitas pessoas estão testemunhando que o Senhor Jesus retornou. Devemos abrir mão de nossas noções, deixar as religiões, e buscar a obra de Deus e Suas palavras nos últimos dias. Esta é a escolha de uma pessoa sábia.

Isto é um pouco de nosso entendimento. Esperamos que isso te ajude. Se tiver quaisquer outras perguntas, pode nos escrever novamente.

Atenciosamente,

Perguntas e Respostas Espirituais