Inscreva-se

Menu

Por que existem tantas denominações Cristãs?

Quando o Senhor Jesus veio à terra fazer Sua obra em pessoa, todos aqueles que creram Nele ficaram sob Seu nome. Os apóstolos espalharam o evangelho por toda parte, e se uniram a todos os irmãos e irmãs que aceitaram a salvação do Senhor Jesus e ficaram sob Seu nome juntos, unindo-os em um em Cristo. Os crentes então apenas seguiam a Jesus Cristo. Assim como as escrituras dizem: “Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos” (Efésios 4:5-6). Portanto, na época dos apóstolos não havia tantas denominações diferentes.

Você sabe como Deus nos ama? Deus usou vários métodos, para nos dizer que Ele voltou. Você quer aprender mais? Entre em contato conosco agora.

Os últimos dias chegaram. Os seguidores do Senhor todos têm fé no mesmo Deus, leem a mesma Bíblia e falam dos ensinamentos do Senhor. Entretanto, mais de duas mil denominações diferentes vieram a existir entre os crentes no Senhor. Ainda mais, cada uma delas se apega ao princípio: Nossa denominação é a mais ortodoxa do mundo. Então aparece uma situação onde cada uma deseja tornar-se o “rei do castelo”, formam grupos e se apegam a suas próprias visões. Isso deixa vários dos crentes devotos ao Senhor confusos: Todos aqueles que estão no nome do Senhor Jesus se apoiam em Sua salvação da cruz, praticam o batismo, partem o pão, praticam a humildade, paciência, longanimidade, amor e trilham o caminho aberto por Ele. Então, por que tantas denominações surgem? Qual é o motivo?

Com relação a essa questão, certa vez perguntei a muitos pregadores e pastores da igreja, assim como a Ph.D.s em Teologia. Entretanto, ninguém pôde explicar. Mais tarde, um de meus amigos que pregou por muitos anos me deu um livro e eu descobri a resposta nele: “As pessoas estudaram a Bíblia por todos esses anos, encontraram muitas explicações e dedicaram muito trabalho; elas também têm muitas diferenças de opinião sobre a Bíblia, que debatem sem parar, de modo que hoje existem mais de duas mil denominações diferentes” (“A respeito da Bíblia (1)”). Ponderando essas palavras, entendi: Como nós, humanos corruptos, temos uma natureza arrogante, fazemos a obra pelos dons e conhecimento. Algumas pessoas estudaram variedades de teorias teológicas a partir dos fatos registrados na Bíblia e a pregaram fora de contexto, confiando em suas mentes e imaginações. Cada uma tem diferentes compreensões da Bíblia, e então surgiram diferenças de opinião. Depois disso, elas começaram a organizar um grupo para construir seus próprios reinos e administrado por suas próprias formas, trazendo crentes até elas e fazendo as pessoas acreditarem e seguirem a Deus de acordo com os sermões pregados pelos líderes. Dessa forma, os líderes inconscientemente transformaram a Deus em uma mera figura principal, e assim, muitas denominações diferentes foram formadas.

denominações Cristãs,Luz do sol,Igreja cristã

Por exemplo, a Bíblia diz que, quando o Espírito Santo desceu no Pentecostes, os discípulos do Senhor podiam falar em línguas e tinham vários dons. Assim, algumas pessoas dão importância nos dons do Espírito Santo e creem que alguém com certeza falará em línguas assim que for batizado, assim como o Espírito Santo desceu sobre os homens no Pentecostes. Além disso, também está escrito na Bíblia: “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:9-10). De acordo com esses versículos, alguns consideram a teoria de ser justificado pela fé como mais importante. Em suas opiniões, eles foram salvos e podem entrar no reino dos céus contanto que creiam em Deus de coração e confessem a Ele com seus lábios. Tome outro exemplo: Na Bíblia, quando o Senhor Jesus falou sobre regeneração com Nicodemos, Ele disse: “Necessário vos é nascer de novo” (João 3:7). Com base nisso, alguns pensam que seguir ao Senhor exige ser nascido novamente, confessar seus pecados e arrepender-se. Cada denominação conduz as pessoas com suas próprias teorias e doutrinas teológicas. Consequentemente, diferentes entendimentos produziram diferentes denominações, como a pentecostal, a igreja da justificação pela fé, o movimento do nascer de novo, e assim por diante. Além disso, muitas pessoas pensam que seus entendimentos são os mais altos e que seu conhecimento de Deus é o mais puro de todos. Ninguém consegue aceitar os entendimentos dos outros, o que leva a ataques, discussões e rejeições entre denominações, e divide uma denominação em frações.

Na verdade, essas declarações de toda denominação são imaginações e conceitos das pessoas, e são conhecimentos fora do contexto da Bíblia. Eles só funcionam em suas respectivas denominações, mas não podem convencer completamente toda o cristianismo. Este é o motivo porque há uma Bíblia, um Deus, um corpo ou uma crença, mas parece haver milhares de denominações.

Muitos irmãos e irmãs estão confusos: Esta situação será continuada assim? Agora que todos os irmãos e irmãs creem no mesmo Deus, como podemos alcançar a unidade genuína e voltar para diante de Deus? Por esse motivo, muitos colegas e eu oramos e buscamos ao Senhor, e estudamos as escrituras juntos. Então, vimos estas palavras na Bíblia: “Para a dispensação da plenitude dos tempos, de fazer convergir em Cristo todas as coisas, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra” (Efésios 1:10). Também lemos as palavras do Senhor Jesus: “Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor” (João 10:16). “Acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor, será estabelecido como o mais alto dos montes e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações” (Isaías 2:2). O livro que meu amigo me deu também explicou com clareza: “Existem várias religiões importantes no mundo, e cada uma tem seu próprio chefe, ou líder, e os seguidores estão espalhados por diferentes países e regiões em todo o mundo; todo país, seja grande ou pequeno, tem diferentes religiões dentro dele. No entanto, independentemente de quantas religiões existam em todo o mundo, todas as pessoas dentro do universo, em última instância, existem sob a orientação de um Deus, e sua existência não é guiada por chefes ou líderes religiosos. Isso significa dizer que a humanidade não é guiada por um chefe ou líder religioso em particular; em vez disso, toda a humanidade é conduzida pelo Criador, que criou os céus, a Terra e todas as coisas, e também criou a humanidade — e isso é um fato. Embora o mundo tenha várias religiões principais, independentemente de quão grandes sejam, todas elas existem sob o domínio do Criador, e nenhuma delas pode exceder o escopo desse domínio. O desenvolvimento da humanidade, o progresso social, o desenvolvimento das ciências naturais — cada um destes é inseparável dos arranjos do Criador, e essa obra não é algo que possa ser feito por um determinado chefe religioso. Os chefes religiosos são meramente os líderes de uma religião em particular, e não podem representar Deus ou Aquele que criou os céus e a Terra e todas as coisas. Chefes religiosos podem liderar todos os que pertencem à religião inteira, mas não podem comandar todas as criaturas sob os céus; esse é um fato universalmente reconhecido. Chefes religiosos são meros líderes e não podem ser iguais a Deus (o Criador). Todas as coisas estão nas mãos do Criador e, no final, todas elas retornarão às mãos do Criador. A humanidade foi originalmente criada por Deus e, independentemente da religião, cada pessoa retornará ao domínio de Deus — isso é inevitável. Somente Deus é o Altíssimo dentre todas as coisas, e o governante supremo dentre todas as criaturas também deve retornar sob Seu domínio. Não importa quão elevado seja o status do homem, ele não pode levar a humanidade a um destino adequado, e ninguém é capaz de classificar todas as coisas de acordo com sua espécie. O Próprio Jeová criou a humanidade e classificou cada um de acordo com sua espécie, e quando o tempo do fim chegar Ele Mesmo ainda fará Sua própria obra, classificando todas as coisas de acordo com sua espécie — essa obra não pode ser feita por ninguém a não ser Deus” (“Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus”). A partir dessas palavras, sabemos que a humanidade corrupta não pode resolver este problema, porque todos os líderes religiosos são homens, seres criados. Deus é o Criador. As pessoas em todas as denominações ficarão sob a autoridade de Deus. Também podemos ver que, nos últimos dias, a cena onde “todos os povos fluirão para esta montanha” aparecerá. Apenas o próprio Deus pode realizar sua obra, ninguém tem a capacidade de alcançar isso. Então, apenas quando Deus vem os verdadeiros crentes Nele de todas as denominações voltam sob Seu nome. Todos louvarão o nome do único Deus e naquele tempo haverá só um pastor.

Veja também:

1-Virgens prudentes sabem reconhecer a voz de Deus!

2-Saindo do templo religioso desolado, eu recebi a rega da água viva

Deixe uma resposta