Inscreva-se

Menu

A fé católica: você conhece o mistério por trás do nome de Deus?

Na Era da Lei, Deus se apresenta com o nome de Jeová; na Era da Graça, com o nome de Jesus. Porém, o Livro do Apocalipse revelou que Deus teria mais um novo nome. Por que Deus muda de nome? Muitos cristãos desconhecem essa verdade, fazendo com que percam a oportunidade de acolher a vinda do Senhor. Como cristãos, compreender as verdades relacionadas aos nomes do Senhor é fundamental para acolhermos a volta do Senhor Jesus.

Noções de acolhimento, fechando a porta a Deus

Em setembro de 2017, meu amigo convidou o irmão Yang para compartilhar um sermão conosco. Naquele dia, cheguei com antecedência ao lugar indicado, e depois que todos se cumprimentaram, começamos o nosso estudo bíblico.

O irmão Yang compartilhou sobre a obra da salvação para a humanidade, utilizando a Bíblia. Ele falou sobre a obra de Jeová na Era da Lei, na obra da cruz na Era da Graça, e nas profecias no Livro do Apocalipse de que Deus abriria o pergaminho e os sete selos nos últimos dias. Também foi profetizado em Apocalipse que Deus falaria a todas as igrejas e que todos que tivessem ouvidos ouviriam. Quer sejam cristãos, católicos ou ortodoxos orientais, todos devem ser virgens sábias e atentas à voz de Deus para que possam acolher o retorno do Senhor Jesus. O sermão do irmão Yang foi bem fundamentado e iluminado; foi realmente uma benção na minha vida. Eu já acreditava em Deus há bastante tempo, mas eu nunca havia ouvido alguém explicar sobre a obra da salvação da humanidade de forma tão clara. Senti-me muito feliz e, desejoso, continuei a ouvir o irmão Yang.

Depois do almoço, o irmão Yang sorriu e disse: “A Bíblia diz em 1 Pedro 4:17: ‘Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus.’ É evidente que quando Deus voltar nos últimos dias, Ele julgará e purificará, classificando todas as pessoas de acordo com a sua natureza. Finalmente, aqueles que estiverem limpos de seus pecados entrará no reino dos céus. A volta do Senhor Jesus já aconteceu, a obra de julgamento começou na casa de Deus e o pergaminho profetizado no Livro do Apocalipse foi aberto. — “Irmã, gostaria de ler as palavras reveladas por Deus nos últimos dias?

“Como? O Senhor voltou? O pergaminho foi aberto”? Fiquei muito surpreso ao ouvir o irmão Yang dizer isso. Pensando no misterioso pergaminho de pele de carneiro de lendas que fora aberto, coberto com palavras de parte a parte, fiquei bastante entusiasmado. O irmão Yang entregou-me um livro, e sob minha posse, perguntei: “Este é o pergaminho aberto por Deus?” Não pude esperar para abri-lo, mas ao observar a contracapa do livro, vi que estava escrito “PUBLICADO PELA IGREJA DE DEUS TODO-PODEROSO”, fiquei espantado. Então, pensei: “Será que o irmão Yang seria um membro da Igreja de Deus Todo-Poderoso?” Senti uma certa decepção, então refleti: “Ouvi dizer que os membros de Deus da Igreja de Deus Todo-Poderoso acreditam em Deus Todo-Poderoso, mas o Deus que estou esperando chama-se Jesus. Como pode ser chamado Deus Todo-Poderoso? “Não, preciso pensar melhor nisso.” Depois eu disse: “Perdão, preciso cuidar da loja esta noite. É o bastante por hoje.” O irmão Yang viu que eu estava levantando para sair e me aconselhou: “Irmã, devemos ouvir atentamente as palavra expressas por Deus. Se tiver alguma pergunta, podemos orar juntos em busca de resposta”. Ele também explicou que as ovelhas ouvem a voz de Deus e me pediu para orarmos em busca da orientação de Deus.

No meio de uma batalha, mais uma vez, Deus envia um mensageiro para bater a porta

Ao longo dos dias, cada vez que eu pensava na comunhão do irmão Yang naquele evento, uma batalha era travada no meu coração. “A luz e a orientação do Espírito Santo estavam na comunhão do irmão Yang. Se Deus Todo-Poderoso significa a volta do Senhor Jesus, se eu não ouvi-la, não será o mesmo que fechar a porta para Deus? Mas é óbvio que o nome de Deus é Jesus, então como ele poderia ser chamado de Deus Todo-Poderoso?” Quanto mais pensava nisso, mais confuso ficava. Eu não sabia se continuava a minha busca ou não. Mais tarde pensei nos principais sacerdotes, escribas e fariseus da Era da Lei, que serviram a Deus por toda a sua vida e clamaram a todo tempo o nome de Jeová. Porém, quando o Senhor Jesus veio a terra exercer o seu ministério, eles se agarraram às suas próprias ideias, acreditando que qualquer um que não se chamasse Messias não era Deus. Assim, eles resistiram e condenaram o Senhor Jesus ao pregá-Lo na cruz. Eu deveria aprender com as amargas lições de fracasso daqueles que vieram antes de mim. Não posso andar pelo mesmo caminho de pecado!

Depois de dois dias, o irmão Yang, a irmã Zhang e a minha amiga da igreja, a sra. Fang, vieram à minha loja. A sra. Fang compartilhou sua experiência de como era rebelde e resistente. Entretanto, converteu-se ao ministério de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Fiquei muito comovida e disposta a continuar a falar sobre a volta do Senhor com eles.

Então, me abri e partilhei a confusão que estava em mim. “Minha mãe e eu, desde pequena, cremos no Senhor. Orei ao Senhor Jesus durante parte da minha vida e desfrutei de muitas bênçãos. Jesus é o Senhor, mas agora você diz que o Senhor está falando sob o nome de Deus Todo-Poderoso. Do que se trata? Ao aceitar o nome de Deus Todo-Poderoso, eu não estaria traindo o Senhor Jesus?”

De maneira calma, o irmão Yang respondeu: “Irmã, é perfeitamente normal sermos incapazes de aceitar imediatamente que o Senhor está fazendo uma obra nova sob o nome de Deus Todo-Poderoso. Isso se dá pela nossa falta de clareza sobre a verdade que está no nome de Deus. Vamos refletir: na Era da Lei, o nome de Deus era Jeová, porém o Seu nome mudou para Jesus na Era da Graça. Aceitar o nome de Jesus seria trair Deus Jeová?”

Fiquei surpreso com as palavras do irmão Yang, que respondeu prontamente: “claro que não. O Senhor Jesus e Jeová são o mesmo Deus”.

O irmão Yang sorriu e disse: “Irmã, já que Jeová e Jesus são o mesmo Deus, por que o Senhor mudou o nome Dele para Jesus? Depois de orar ao Senhor por décadas, sabemos por quê Ele é chamado de Jesus? Conhecemos o mistério por trás do nome de Deus?”

Eu não falei, mas pensei: “Onde posso aprender sobre esse mistério?”

Vendo que eu estava confuso, o irmão Yang pegou seu telefone e encontrou duas passagens de Deus Todo-Poderoso para eu ler.

O significado dos nomes de Deus Jeová e Jesus

Eu li essas palavras de Deus Todo-Poderoso: “Por que Jeová e Jesus são um, todavia Eles são chamados por nomes diferentes em eras diferentes? Não é porque as eras de sua obra são diferentes? Poderia um único nome representar Deus em Sua totalidade? Sendo assim, Deus deve ser chamado por um nome diferente em uma era diferente, e Ele deve utilizar o nome para alterar a era e representar a era. Pois nenhum nome pode representar totalmente o Próprio Deus, e cada nome só é capaz de representar o aspecto temporal do caráter de Deus em uma determinada era; tudo que ele precisa fazer é representar Sua obra. Portanto, Deus pode escolher qualquer nome apropriado a Seu caráter para representar a era inteira” (de “A visão da obra de Deus (3)” em A palavra manifesta em carne). “‘Jeová’ é o nome que usei durante Minha obra em Israel, e significa o Deus dos israelitas (o povo escolhido de Deus) que pode se apiedar do homem, amaldiçoar o homem e guiar a vida do homem. Significa o Deus que possui grande poder e é cheio de sabedoria. ‘Jesus’ é Emanuel, e significa a oferta pelo pecado que é repleta de amor, repleta de compaixão e que redime o homem. Ele fez a obra da Era da Graça, e representa a Era da Graça, e só pode representar uma parte do plano de gestão. […] Em cada era e em cada estágio da obra, Meu nome não é infundado, mas tem um significado representativo: cada nome representa uma era” (de “Salvador já voltou sobre uma ‘nuvem branca’” em A palavra manifesta em carne).

O irmão Yang disse: “Das palavras de Deus Todo-Poderoso vemos que o nome de Deus, chamado em cada era, é sempre significativo. Assim, eles representam a obra que Deus faz e o caráter que Deus expressa nessa Era. Todos sabemos que os primeiros homens nada sabiam; desconheciam como viver, como interagir com os outros, como adorar a Deus e como deixar Deus ser exaltado. Então, em nome de Jeová, Deus iniciou a Sua obra na Era da Lei, em acordo com as necessidades da humanidade. O caráter que Ele expressou foi o de misericórdia, maldição, majestade e ira. Deus usou Moisés para proclamar as Suas leis e mandamentos, para que soubessem que Deus criou o céu, a terra e todas as coisas, para ensiná-los como os sacrifícios deveriam ser feitos, para adorá-Lo, para o que é bom e o que é mau, e assim por diante. Àqueles que infringissem a Lei seriam apedrejados até a morte ou queimados pelo fogo celestial, enquanto aqueles que cumprissem a Lei teriam a misericórdia e as bênçãos de Deus. Deus padronizou o comportamento deles e os guiou para uma vida que estava inclinada a ordem e a regularidade. Durante o período posterior a Era da Lei, a humanidade tornou-se cada vez mais corrompida por Satanás, incapazes de manter as leis e os mandamentos. Assim, todos eles enfrentaram o perigo de serem executados pela Lei. Somente quando Deus Se tornou carne para servir como oferta pelo pecado do homem, lavando-o, ele ficou apto para estar diante de Deus. Portanto, Deus se fez redentor da humanidade com o nome de Jesus, expressou caráter de misericórdia e amor, trouxe o caminho do arrependimento, ensinou o homem a ser tolerante, paciente e a amar nossos inimigos, e assim por diante. Ele também curou os doentes, expulsou demônios e tornou a humanidade rica e com graça generosa. Finalmente, o Senhor Jesus foi crucificado e completou a Sua obra de redenção. Na medida que aceitemos Sua obra redentora e oremos em Seu nome, seremos perdoados e desfrutaremos da paz e alegria que vêm de Deus. Vemos, a partir das duas fases anteriores da obra, que Deus assume nomes diferentes em tempos distintos, de acordo com as exigências de Seu trabalho, bem como as necessidades da humanidade corrompida. Desta forma conhecemos mais a Deus sem limitar o que Deus tem e é”.

Depois de ouvir a palavra de Deus Todo-Poderoso e a comunhão do irmão Yang, de repente percebi: “Então o nome que Deus é baseado nas exigências de Sua obra e nas necessidades da humanidade corrompida! Não importa o nome que Ele tenha independente do era, todos eles representam a Sua obra e Seu caráter e são significativos. Acreditei no Senhor todos estes anos e orei todos os dias, mas nunca soube quão profundo era o significado do Seu nome. E no passado nunca compreendi a razão pela qual o caráter de Jeová fora tão grandiosa na Era da Lei, pois os que violavam a lei eram amaldiçoados e queimados, mas o Senhor Jesus estava cheio de misericórdia e amor pelas pessoas. Por isso afirmou que era preciso perdoar setenta vezes sete. Isso aconteceu porque tanto a obra quanto aos caracteres expressos por Deus eram diferentes. Nisto contém a vontade de Deus em salvar a humanidade!”

O Livro do Apocalipse profetizou que Deus teria outro novo nome

O irmão Yang continuou: “Deus quer nos livrar do domínio de Satanás e nos trazer para o reino, mas a obra de redenção que o Senhor Jesus fez na Era da Graça foi somente para perdoar nossos pecados. Nossa natureza pecaminosa ainda está profundamente enraizada, por isso ainda não podemos ter o controle de nossa rebelião e resistência ao Senhor. Vivemos dentro de um ciclo vicioso de pecado e confissão; ainda não estamos qualificados para entrar no Reino dos céus. É por isso que Deus Todo-Poderoso dos últimos dias deu mais um passo rumo ao julgamento sobre o alicerce da obra do Senhor Jesus para transformar e limpar-nos do pecado. Assim, podemos nos libertar dos laços do pecado e nos tornar pessoas que obedecem e amam a Deus, quem são os qualificados para entrar no reino dos céus e viver com Ele para sempre. Irmã, Deus recebeu o nome de Jeová na Era da Lei, e Jesus, na Era da Graça. Portanto Deus tem nomes diferentes em períodos distintos. Você acha que quando Deus voltar nos últimos dias Ele ainda usará o nome de Jesus para representar a Sua obra nova?”

Ao ouvir a pergunta dele, respondi: “Provavelmente não”.

O irmão Yang sorriu e disse: “Isso mesmo. Há uma nova obra em uma nova era, em que Deus assume um nome que constitui um novo tempo. Ele representa e muda as eras com Seus nomes. Vamos ler Apocalipse capítulo 3, versículo 12”.

Rapidamente abri a Bíblia e li este versículo, “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, donde jamais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, da parte do meu Deus, e também o meu novo nome.

O irmão Yang disse: “Esse versículo afirma com certeza que Deus terá um novo nome nos últimos dias. Como é um novo nome, já não deverá ser Jesus. Então qual é o novo nome do Senhor quando ele voltar? Vamos ler em Apocalipse 1: 8, ‘Eu sou o Alfa e o èmega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.’”

Ao ouvir isso, de repente me veio a mente. “Sim, o novo nome de Deus, Deus Todo-Poderoso, está mesmo escrito aqui. Li a Bíblia várias vezes, mas nunca havia notado esse versículo. Na verdade, achei que fosse um crente fiel, mas percebi que não sei coisa alguma!”

O significado de Deus receber o nome de “Deus Todo-Poderoso” nos últimos dias

Então, a sra. Fang continuou: “Podemos ver pelas profecias no Livro do Apocalipse que o novo nome de Deus nos últimos dias é Todo-Poderoso, isto é, Deus Todo-Poderoso. Portanto, sabemos por quê Deus recebeu o nome de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias? Qual é o significado desse nome? Vamos ler algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso”. Dizendo isso, a Sra. Fang abriu as palavras de Deus Todo-Poderoso e leu, “Já fui conhecido como Jeová. Também já fui chamado de Messias, e as pessoas no passado Me chamaram de Jesus o Salvador porque elas Me amavam e respeitavam. Hoje, porém, não sou o Jeová nem o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que encerrará esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue da extremidade da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória. As pessoas nunca se envolveram Comigo, nunca Me conheceram e sempre foram ignorantes do Meu caráter. Desde a criação do mundo até hoje, nem uma só pessoa Me viu. Este é o Deus que aparece ao homem durante os últimos dias, mas que está oculto entre os homens. Ele reside entre os homens, verdadeiro e real, como o sol ardente e a chama flamejante, cheio de poder e transbordante de autoridade. Não há uma única pessoa ou coisa que não será julgada por Minhas palavras nem uma única pessoa ou coisa que não será purificada pelo fogo ardente. No fim, todas as nações serão abençoadas por causa de Minhas palavras e também esmagadas em pedaços por causa de Minhas palavras. Dessa forma, todas as pessoas durante os últimos dias verão que Eu sou o Salvador que retornou e que Eu sou o Deus Todo-Poderoso que conquista toda a humanidade. E todos verão que já fui a oferta pelo pecado para o homem, mas que, nos últimos dias, Eu também Me torno as chamas do sol que queimam todas as coisas, bem como o Sol da justiça que revela todas as coisas. Essa é a Minha obra dos últimos dias. Eu assumi esse nome e possuo esse caráter para que todas as pessoas possam ver que Eu sou um Deus justo, e o sol ardente, a chama flamejante, para que todos possam Me adorar, o único Deus verdadeiro, e para que possam ver Minha verdadeira face: não sou apenas o Deus dos israelitas e não sou apenas o Redentor; Eu sou o Deus de todas as criaturas nos céus, na terra e nos mares.” (de “Salvador já voltou sobre uma ‘nuvem branca’” em A palavra manifesta em carne).

A Sra. Fang passou a compartilhar em comunhão: “Nós, humanos, fomos tão profundamente corrompidos por satanás e estamos cheios de pecado, tais como arrogância, engano. e maldade. Somos rebeldes e resistentes a Deus a cada passo. Para mudar nossos caracteres corruptos completamente e nos livrar da influência de satanás, Deus criou a obra do julgamento da Era do Reino sob o nome de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Ele apareceu para nós em seu caráter de justiça, majestade e ira, expondo a verdade de nossa corrupção por satanás, revelando e apontando o caminho para mudarmos nossos caracteres. Passando pelo julgamento e castigo de Deus, nós podemos conhecer nossas próprias naturezas e essências, e ver quão profundamente corrompidos por Satanás. Somos nós que carecemos de qualquer semelhança humana. Também podemos ter alguma compreensão de caráter justo de Deus, que não tolerará ofensa humana, e ver o caráter real e vivo de Deus. Quando somos fracos e negativos, a palavra de Deus nos conforta e apoia. Quando somos rebeldes e resistimos a Deus, Sua palavra nos julga. Ele prepara ambientes, pessoas, eventos e coisas para podar e lidar conosco. Ao passar pelo julgamento e castigo de Deus várias vezes, adquirimos o verdadeiro entendimento dos nossos próprios caracteres; odiamos a nós mesmos, sentimos remorso em nossos corações e desenvolvemos um coração de reverência a Deus, tornando-nos dispostos a abandonar a carne e colocar em prática a palavra de Deus. Então os nossos caracteres são limpos gradativamente. Finalmente, Deus quer que vejamos que ele não só criou a humanidade. Ele é capaz de emitir leis para guiar a vida da humanidade na terra e ser crucificado para redimir nossos pecados. Também pode revelar palavras para nos lavar do pecado e nos salvar completamente das amarras de satanás. É por isso que é tão significativo que Deus tenha recebido o nome de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias! Na verdade, não importa como o nome de Deus pode mudar, Sua essência não muda, sua identidade e status não mudam — no céu e na terra, há apenas um único e verdadeiro Deus. Aceitar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias não é trair o Senhor Jesus, mas está seguindo os passos do Cordeiro. Porque não reconhecemos a obra de Deus ou compreendemos o significado de Ele mudar seus nomes em tempos distintos, confiamos em nossas próprias ideias, acreditando que ‘se Deus, que voltou nos últimos dias, não é chamado de Jesus, então Ele não é Deus, e aceitar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias é trair o Senhor Jesus’. Essa é uma percepção tão tola e absurda. Não está alinhado com a vontade do Senhor Jesus. Se continuarmos agarrados a essa ideia, fecharemos a porta ao Senhor Jesus, que já veio, e nos tornaremos pessoas que anseiam pela vinda do Senhor, mas resistimos a Ele, ou seja, pessoas que traem o Senhor!”

A comunhão da sra. Fang foi como uma espada em meu coração. Deus é o Todo-Poderoso e sábio, mas eu, uma criatura insignificante, tinha noções sobre o nome de Deus. Tão arrogante! Todavia também dei graças a Deus que ao ler as palavras de Deus e ao ouvir a comunhão de meu irmão e minha irmã, reconheci o quão significativo é o nome de Deus Todo-Poderoso. Isso também me permitiu maior compreensão de Deus. Começar uma nova era e terminar outra, ser a oferta pelo pecado da humanidade, julgar e castigar caracteres corruptos do homem — tudo isso são intenções de Deus sob nomes diferentes em tempos distintos. Esta é a única maneira de nosso entendimento de Deus se tornar mais abrangente e preciso.

Nas semanas seguintes devorei o livro inteiro, O Pergaminho aberto pelo Cordeiro. Lendo as palavras de Deus Todo-Poderoso, vim a saber que Deus Jeová, na Era da Lei deu orientação para a vida da humanidade na terra, o Senhor Jesus foi crucificado para nos redimir de nossos pecados na Era da Graça, e Deus Todo-poderoso nos últimos dias tem proferido palavras de julgamento e castigo para limpar nossos caracteres corruptos, permitindo-nos finalmente abandonar completamente nossas corrupções e sermos ganhos por Deus. Cada nova etapa da obra de Deus é construída sobre o alicerce da etapa anterior; cada uma das três etapas foi progressivamente elevada. Embora as eras e os nomes de Deus não sejam os mesmos, elas foram feitas por um só Deus, do princípio ao fim. Entender a vontade de Deus para a salvação e conhecer o significado dos nomes de Deus me fez perceber que aceitar o novo nome de Deus não era trair, mas acolher a Sua volta. Através de um período de busca e investigação, aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias e segui os passos do Cordeiro. Graças à liderança de Deus!

Deixe uma resposta