Inscreva-se

Menu

Maravilhosamente reunida com o Senhor, descobri a forma de estar livre de pecado

Gesto de oração

Em 2005, tive uma séria doença. Meu marido me levou para buscar formas de curar-me, mas foi em vão. Quando não tinha para onde ir, ouvi falar que minha doença poderia melhorar assim que eu cresse no Senhor Jesus, então fui a uma igreja e pedi a ajuda de um pastor. Depois que o pastor orou por mim várias vezes, gradualmente me recuperei de minha doença. A partir daí, cri que o Senhor Jesus é o verdadeiro Deus. Em meu tempo livre, ia à igreja para adorar, mas não lia a Bíblia ou orava com frequência. Em agosto de 2013, meu marido foi subitamente capturado e jogado na prisão por causa de um acordo de negócios, enfrentando a possibilidade de passar o resto da vida na cadeia. Foi como um relâmpago em dia claro, e eu não sabia o que fazer. Em desespero, só podia jejuar constantemente e perseverar em minhas orações ao Senhor. Graças ao Senhor por ouvir minhas orações. Dois meses depois, meu marido foi libertado.

Essa experiência mexeu comigo. Experimentei em pessoa que o Senhor é uma ajuda muito presente para mim, e que Ele é minha confiança a qualquer momento, então resolvi que jamais sairia do lado do Senhor, e que O serviria melhor. A partir de então, com frequência levava o pastor para divulgar o evangelho e dar testemunho na vila. Nunca estive ausente de nenhuma reunião semanal e também fiz uma oferta do dízimo de meu salário. Em tempos normais, quando estava em casa, juntava toda minha família para orar e ler a Bíblia toda manhã e noite. Como tínhamos uma vida bastante abastada, meus irmãos mais novos, sobrinhos, sobrinhas e alguns órfãos todos se voltaram para nós. No auge, havia 22 pessoas em minha casa. Embora eu não fosse instruída e não pudesse pregar, em minha fé no Senhor, estabeleci um exemplo. Naquela época, meu maior desejo era que cada membro de minha família pudesse ser um bom crente no Senhor e servisse sinceramente ao Senhor. Portanto, me esforcei para agir de acordo com os ensinamentos do Senhor na vida real, esperando que meus comportamentos estimulassem toda minha família. Ao mesmo tempo, eu considerava que, contanto que perseguisse e me esforçasse dessa maneira, e persistisse e resistisse até o fim, certamente entraria no reino dos céus.

Entretanto, por algum motivo, minha fé subitamente esfriou em 2016, e eu vivia frequentemente em negatividade e fraqueza. Não podia sentir o Senhor comigo, muito menos podia praticar Seus ensinamentos. Toda vez que via que o que os membros de minha família faziam não estava alinhado com minha vontade, não conseguia evitar de perder a cabeça. Mesmo por questões pequenas como varrer e passar pano no chão, se fosse incômodo aos meus olhos, eu resmungava com os outros. Além disso, com frequência eu discutia com meu marido por algumas trivialidades em casa. Como resultado, todos ficaram fartos e com medo de mim, e me evitavam com frequência. De fato, toda vez que ficava brava ou discutia com minha família, me sentia muito triste e culpada, pensando: “Sou uma crente no Senhor. Como posso pecar verbalmente?” Mas ainda não mudava depois que confessava meus pecados. O que me deixou ainda mais abatida foi que, influenciados por mim, eles não tinham interesse em reunir-se e ler a Bíblia. Não apenas eu os influenciava, mas também os desencorajava. Não conseguia lembrar quantas vezes me cheguei diante do Senhor para orar: “Oh, Senhor, sempre Te deixei triste e desapontado. Claramente disse que não faria nada que Tu não gostasses. Mas agora, com frequência não consigo deixar de pecar. Sempre quebro minhas promessas, então repetidamente Te magoo. Oh, Senhor, me ajude. Realmente não quer viver nesse tipo de estado, e não quero ficar devendo a nenhuma alma, muito menos estou disposta a ser uma pessoa que será esquecida por Ti”.

Para não ficar deprimida, decidi fortalecer meus esforços em ler a Bíblia e até fui a uma montanha para jejuar e orar. Entretanto, havia vezes em que lia apenas alguns versículos na Bíblia e depois meus olhos ficavam embotados; antes que proferisse orações, caía no sono. Eu não estava disposta a desistir, então fui visitar algumas igrejas locais, esperando encontrar uma com a obra do Espírito Santo. Inesperadamente, a situação na maioria das igrejas era a mesma. Em todo lugar, os crentes se tornaram negativos e fracos, desejando os prazeres do mundo. Confrontado pela condição da igreja, o pastor me disse que o Senhor não se importava com nossa fraqueza, contanto que não nos separássemos do caminho do Senhor ou O traíssemos, mas se nos esforçássemos e sacrificássemos mais a Ele, e resistíssemos até o fim, nós crentes certamente poderíamos entrar no reino dos céus. Na superfície, parecia que essas palavras eram certas, mas nunca me senti confiante.

Quando estava em confusão, certo dia de novembro de 2017, conheci a irmã Qin da Alemanha pelo Facebook. Um dia, enviei a ela uma mensagem porque me sentia muito aflita e escura em meu espírito, que me dizia que estava ansioso por recuperar minha fé e amor no Senhor. Ela comungou comigo: “Agora, há uma desolação generalizada no mundo da religião e eles estão morrendo de fome. Os crentes não conseguem sentir a presença do Senhor, e ficaram escuros e fracos em espírito. Perderam o coração que ama ao Senhor e ficou cada vez mais fácil seguir a carne para o pecado, eles não conseguem apegar-se aos ensinamentos Dele. Essas situações são muito perigosas. Devemos estar vigilantes e orar mais. Vou enviar-lhe um parágrafo de palavras para que você leia”. Então vi as palavras que diziam: “Se você for incapaz de reunir as forças em seu interior para amar a Deus, então como você ora? Você diz: ‘Ó, Deus! Meu coração é incapaz de Te amar verdadeiramente. Eu desejo Te amar, mas me falta a força. O que devo fazer? Que Tu abras meus olhos espirituais e que o Teu Espírito toque meu coração. Faze com que, quando eu vier diante de Ti, eu me despoje de tudo o que é negativo, deixe de ser restringido por qualquer pessoa, questão ou coisa e desnude meu coração completamente diante de Ti […]. Agora, eu busco Te amar e, independentemente de me deixares Te amar, independentemente de como Satanás interfira, eu estou determinado a Te amar’. Quando se deparar com essa questão, ore dessa maneira. Se orar assim todos os dias, a força para amar a Deus se elevará gradualmente”.

Depois de ler esta passagem, derramei lágrimas, pensando: “Essas palavras são realmente boas, se encaixam a minha situação atual perfeitamente. Preciso fazer uma oração franca como esta a Deus”. Ao ler essas palavras, senti meu coração ficar mais próximo de Deus e que um poder envolvia meu coração. Então ela me disse: “Irmã, se estivermos desprovidas da presença do Senhor em nossa fé Nele, não podemos ganhar Seu reconhecimento. Então, podemos apenas cair em uma condição negativa e fraca, mas em vez disso, devemos buscar Sua aparição e obra positivamente. Apenas encontrando as pegadas do Senhor e a fonte inesgotável de vida, nosso espírito sedento pode obter nutrição e alimento, e nossa fé e amor podem ser restaurados. Agora são os últimos dias, e as profecias do retorno do Senhor na Bíblia já foram basicamente cumpridas. Neste momento crítico de dar as boas-vindas ao Senhor, devemos ter mais reuniões, buscar a verdade e a aparição do Senhor com irmãos e irmãs que perseguem a verdade. Dessa forma, podemos encontrar as pegadas do Senhor e não sermos abandonados pelo Senhor.

Depois disso, a irmã Qin me apresentou a irmã Lucy e a irmã Xiling. Quando as irmãs me convidaram a ter reuniões, pensei que elas interpretariam a Bíblia comigo. Sendo arrogante, pensei que já sabia do que elas iriam falar. Consequentemente, não ficava on-line com frequência e mesmo que, às vezes, tivesse uma reunião breve com elas, ficava distraída. Certa vez, as ouvi dizendo: “O nome de Deus sempre muda quando Sua obra muda, então Ele não é mais chamado Jesus quando vem para fazer a obra dos últimos dias, mas Ele é chamado de Deus Todo-Poderoso”. Naquela ocasião, ainda me agarrava às letras da Bíblia crendo que apenas orando no nome do Senhor Jesus nós poderíamos ser salvos, então não coloquei meu coração nas reuniões ou buscas. Embora eu fosse tão desobediente, Deus não desistiu de me salvar, mas continuou se movendo em mim. Certa manhã, subitamente me senti vazia e entediada, então abri o YouTube e digitei as palavras “Igreja de Deus Todo-Poderoso”, a qual havia sido mencionada pelas irmãs. Não esperava que, nas páginas que surgiram, veria tantos filmes e vídeos evangélicos. Clique nos vídeos “Despertando na adversidade da perseguição” e “Doçura na adversidade” e comecei a assistir. Ao fazê-lo, fiquei profundamente atraída e tocada pelas experiências dos protagonistas. Diante de cruéis torturas, eles ainda eram capazes de manter sua fé e amor por Deus, o que era o que eu ansiava ter. Chorei enquanto assistia os filmes. Surpreendentemente, vi no vídeo as palavras que a irmã havia me enviado antes sobre como orar. Naquele momento, vim a saber que essas palavras eram de um livro da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Ao mesmo tempo, lembrei-me vagamente das palavras que as irmãs haviam lido para mim, que diziam que Deus já havia sido chamado de Jeová e também Jesus, e hoje Ele é chamado de poderoso, Deus Todo-Poderoso. Sob esta luz, Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado. Imediatamente sentei-me na cama e enviei mensagens para a irmã Qin, marcando uma reunião com as irmãs. Na reunião, lhes disse diretamente: “O que vocês me testificaram foi a obra de Deus Todo-Poderoso? Assistindo aos filmes, entendi que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado em carne”. Depois de ouvir isto, a irmã Lucy me disse, animada: “Irmã, você finalmente acordou! Antes, nós lhe dissemos tantas coisas, mas você não absorveu nem entendeu nada. Hoje, você finalmente acordou. Graças a Deus por Sua graça”. Naquele momento, me senti alegre e envergonhada. A partir daquele dia, eu fazia três ou quatro reuniões por semana com as irmãs e assistia filmes e vídeos de hinos desde a manhã até a noite. Quanto mais eu assistia, mais brilhante me sentia no coração e não ficava cansada ou farta de jeito nenhum. Além disso, senti que tinha fé e amor por Deus novamente. Foi como se eu tivesse voltado ao abraço de Deus e me sentia muito feliz.

Nas reuniões seguintes, me esforcei para buscar mais por que meu estado de pecado e confissão não podia ser resolvido e qual era a causa raiz do problema. Elas comungaram comigo em detalhes de acordo com as palavras de Deus. Deus diz: “Na época, a obra de Jesus foi para redimir toda a humanidade. Os pecados de todos que acreditavam Nele foram perdoados; contanto que você acreditasse Nele, Ele o redimiria; se você acreditasse Nele, não era mais um pecador e estava livre de seus pecados. É isso o que significava ser salvo e ser justificado pela fé. No entanto, naqueles que acreditavam ainda restava o que era rebelde e se opunha a Deus e que ainda precisava ser removido lentamente. A salvação não significava que o homem havia sido completamente ganho por Jesus, mas sim que o homem não era mais do pecado, que ele havia sido perdoado de seus pecados: se você acreditasse, nunca mais seria do pecado.” “Embora o homem possa ter sido redimido e perdoado de seus pecados, isso só pode ser considerado como Deus não Se lembrar das transgressões do homem e não tratar o homem de acordo com as suas transgressões. No entanto, quando o homem, que vive num corpo de carne, não foi liberto do pecado, ele só pode continuar pecando, revelando infinitamente o caráter satânico corrupto. Essa é a vida que o homem leva, um ciclo interminável de pecar e ser perdoado. A maioria da humanidade peca de dia apenas para confessar à noite. Desse modo, embora a oferta pelo pecado seja para sempre efetiva para o homem, ela não será capaz de salvar o homem do pecado. Apenas metade da obra da salvação já foi concluída, pois o homem ainda tem caráter corrupto”.

A irmã Lucy comungou: “Por que os crentes no Senhor Jesus ainda vivem no ciclo de pecar e confessar? Esta é uma questão crítica para nós. A Bíblia diz: ‘Porque o salário do pecado é a morte’. Enquanto ainda formos pecaminosos, não podemos ter a vida eterna, nem podemos entrar no reino de Deus. Portanto, é essencial que nós encontremos uma forma de estar livres de pecado, e assim que o fizermos devemos ter certeza disso. Todos consideramos que, contanto que creiamos no Senhor Jesus, oremos e nos arrependamos com Ele, nossos pecados serão perdoados. Entretanto, não sabemos o motivo porque vivemos no ciclo de pecar e nos arrepender, sem forma de sairmos disso. De fato, isso tudo é porque não temos uma compreensão da obra de Deus. Como todos sabemos, na Era da Lei, quando as pessoas cometiam pecados, elas expiravam seus pecados oferecendo sacrifícios, e seus pecados seriam perdoados contato que fizessem ofertas adequadas de acordo com a lei. Mas no período final da Era da Lei, conforme as pessoas cometiam pecados demais, tinham cada vez menos sacrifícios a oferecer, então ofertavam sacrifícios inadequados para enganar a Deus, com o resultado de que toda a humanidade enfrentava o perigo de ser legitimamente condenada e executada. Sob essas circunstâncias, de acordo com nossa necessidade, o Senhor Jesus foi encarnado como o Filho do homem, e pregado à cruz por nós, para redimir toda a humanidade. Contanto que oremos no nome do Senhor Jesus e admitamos nossos pecados e nos arrependamos, nossos pecados serão perdoados e não estaremos mais sujeitos à condenação e punição de acordo com Sua lei. Deus não nos considerará mais como pecadores e poderemos orar e clamar diretamente a Ele, e compartilhar de Sua abundante graça e verdade. Entretanto, isso não significa que não temos uma natureza pecaminosa dentro de nós. A obra do Senhor Jesus foi a de salvar o homem da condenação e laços da lei, mas não a de mudar o caráter de vida das pessoas nos últimos dias. De fato, a causa raiz de estarmos sempre cometendo pecados é a natureza de Satanás dentro de nós. Todos os tipos de filosofias, pensamentos e visões satânicas existem dentro desta natureza satânica. Se isso não for resolvido, jamais podemos escapar da situação de pecar de dia e confessar à noite. No passado, tínhamos longanimidade, paciência e perdão em relação aos outros, e podíamos também fazer algo que fosse benéfico aos demais. Mas essas são apenas boas ações temporárias, em vez da vida que deveríamos levar depois que nossos pecados são purificados. Assim que perdemos a obra do Espírito Santo e a presença de Deus, repetiremos os erros do passado: Dominados pela natureza de Satanás, revelaremos nossos caráteres corrompidos, perdendo a cabeça, sendo arrogantes, convencidos e insuportavelmente prepotentes, e assim por diante. O que vivemos é a imagem de Satanás. Além disso, no passado, quando corríamos diligentemente por aí e trabalhávamos para o Senhor, fazíamos sacrifícios, esforços e doávamos para caridade, pensávamos que estávamos praticando o amor ao Senhor. De fato, essas são apenas algumas boas ações externas e contêm muitos elementos de hipocrisia. Muitas de nossas boas ações são dominadas pela intenção de sermos abençoados, e são apenas para conduzir uma transação com Deus, de forma que possamos trocar nosso sacrifício externo pelas bênçãos do reino celestial, o que não é praticar o amor ao Senhor no verdadeiro sentido. Pode-se dizer que, direcionados pelos pensamentos e vistas de Satanás, “Cada um por si e o demônio pega quem fica por último”, corríamos por aí e trabalhávamos pelo Senhor. Mas não estávamos amando ao Senhor com todo nosso coração, alma e mente. Em resumo, se esta natureza satânica não for resolvida, ainda podemos pecar e resistir a Deus mesmo se nossos pecados forem perdoados, e nunca seremos capazes de alcançar uma compatibilidade com Deus. Portanto, o Senhor Jesus disse que Ele viria, o que significa que vem para purificar e salvar completamente a humanidade, e esta é a obra de julgamento dos últimos dias”.

Através da revelação das palavras de Deus e da comunhão da irmã, entendi a razão por que sempre falhava em me libertar do controle de minha natureza pecaminosa. Demonstrou-se que em meu coração ainda havia a natureza satânica – vários pensamentos, vistas e filosofias de Satanás, que não haviam sido purificadas na Era da Graça. Portanto, dominada por essas coisas, não podia me impedir de revelar meu caráter corrompido. Depois disso, também lhes perguntei como Deus Todo-Poderoso julga e castiga as pessoas nos últimos dias, de forma que possam alcançar pureza e transformação. As irmãs então continuaram a ler as palavras de Deus e a comungar.

As palavras de Deus dizem: “Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus”.

“Deus tem muitos meios de aperfeiçoar o homem. Ele emprega todo tipo de ambientes para lidar com o caráter corrupto do homem e utiliza várias coisas para desnudar o homem; num aspecto, Ele lida com o homem, em outro, Ele o desnuda, e em outro Ele o revela, desenterrando e revelando os ‘mistérios’ das profundezas do coração do homem e mostrando ao homem a sua natureza ao revelar muitos de seus estados. Deus aperfeiçoa o homem através de muitos métodos — através de revelação, lidando com o homem, através do refinamento do homem e do castigo — para que o homem saiba que Deus é prático”.

A irmã Xiling comungou: “A partir das palavras de Deus, vemos que quando Ele age para julgar e purificar a humanidade corrupta nos últimos dias, usa uma variedade de verdades para julgar e revelar nossa natureza satânica que é incompatível e resiste a Deus, e nos mostra o caráter santo, justo e inviolável Dele. A partir do julgamento das palavras de Deus, vemos a verdade de nossa profunda corrupção por Satanás, e realmente conhecemos a essência santa de Deus e Seu caráter justo que não tolera a ofensa, vindo assim a reverenciarmos Deus em nossos corações; como resultado, nos libertamos dos grilhões e laços do pecado, e recebemos a purificação e salvação de Deus. Quando lemos as palavras de Deus Todo-Poderoso, sentimos que Deus está nos julgando e expondo face a face, e todos sentimos que a palavra Dele, como uma espada de dois gumes, julga e expõe nossa desobediência e natureza satânica que resiste a Deus. Vemos claramente a verdade de que fomos corrompidos completamente por Satanás. No passado, como não conhecíamos nossa corrupção, éramos arrogantes e convencidos, e não nos submetíamos a ninguém que apontasse nossa corrupção. Depois de aceitar o julgamento e castigo das palavras de Cristo nos últimos dias, e sermos expostos pelos fatos, tratados e podados, vimos que a arrogância é a representação clássica do caráter satânico. Sentimos que é embaraçoso e trágico que vivamos neste caráter. Desse modo, levaremos uma vida moderada e não ficaremos mais em posição eminente de repreender as pessoas ou mandar em outros. Costumávamos pensar que, como podíamos sacrificar, nos esforçar e pregar o evangelho por Deus, éramos aqueles que O amavam e eram qualificados a entrar no reino dos céus e obter bênçãos. Entretanto, em nossa experiência com a obra de Deus, quando perdemos nossa posição e reputação, e não temos perspectivas, nos descuidaremos passivamente, jogaremos a toalha e até abrigaremos concepções sobre Deus, resistindo-O e traindo-O. A partir disso, vemos como somos egoístas e desprezíveis como a palavra de Deus revela. Cremos em Deus apenas para ganhar bênçãos e não temos amor verdadeiro por Deus, muito menos devoção verdadeira. Depois de perceber isso, nos sentimos julgados e censurados, e começamos a nos arrepender e buscar mudanças. Através de experimentar verdadeiramente esse julgamento e castigo de Deus, ganhamos uma compreensão genuína do caráter justo Dele. Sabemos que pessoas Deus ama ou detesta, salva ou elimina, abençoa ou amaldiçoa; também conseguimos saber que Deus, de fato, inspeciona tudo e domina sobre tudo. Deus está do nosso lado, na verdade, nos guiando, salvando e fazendo-nos apreciar que a verdade expressada por Deus é julgamento, castigo, inspeção e purificação para a humanidade corrupta. Com um coração que reverencia a Deus, as transformações em nosso caráter corrompido, buscando a verdade quando encontramos problemas e praticando a verdade, obedecendo a Deus, podemos gradualmente viver a semelhança de um verdadeiro humano”.

A partir da revelação das palavras de Deus e da comunhão das irmãs, vi o caminho para a purificação e salvação. Pensei: No fim, a obra de julgamento iniciando pela casa de Deus que Ele executa nos últimos dias, é a obra de purificação e transformação de pessoas. A parte dessa etapa da obra, de fato não temos forma de nos livrar dos laços e controle do pecado e obter verdadeira liberação e liberdade. Pensei que, enquanto orasse mais, lesse mais a Bíblia, permanecesse verdadeira ao nome do Senhor, não deixaria o caminho Dele, e poderia entrar no reino dos céus. Só agora vejo que esse pensamento é absurdo e equivocado. Estou cheia de caráter satânico; sem experimentar a obra de julgamento de Deus nos últimos dias, como posso ser qualificada para entrar no reino dos céus?

A partir de então, conforme lia a palavra de Deus, também refleti, examinei e me conheci, e pensei: Toda vez que revelo o caráter corrupto é uma representação de Satanás, é ser testemunha dele e, ao mesmo tempo, é resistir e humilhar a Deus. Portanto, decidi mudar a mim mesma. Depois disso, sempre que queria perder a cabeça porque as ações de minha família eram contra minha vontade novamente, praticava renunciar à carne, falando com eles pacientemente e em tom gentil; quando vi que se levantavam tarde e eram morosos, não resmungava com eles ou os acusava, mas praticava a longanimidade e tinha consideração por eles. Quanto a meus sobrinhos e sobrinhas, não os reprimia como antes, mas lhes dava uma medida de liberdade e os esclarecia calmamente se fizessem algo da forma errada. Além disso, não perdia mais minha cabeça com meu marido; quando eu o via repreendendo nossos filhos, me comunicava com ele pacientemente e lhe dizia que perder a cabeça era viver de acordo com o caráter de Satanás e que devíamos viver na semelhança de um humano e tratar nossos filhos com amor, tolerância, longanimidade, compreensão etc. Depois que minha família viu essas mudanças em mim, meu marido disse a meu sobrinho: “Sua tia ficou tão gentil. É realmente inacreditável!” Então meu sobrinho disse: “Depois de crer em Deus Todo-Poderoso, a titia parece ter se transformado em uma pessoa diferente. Que inimaginável!” Ao ouvir essas palavras, me senti muito gratificada e feliz em meu coração. Agradeci a Deus Todo-Poderoso por me salvar de meu predicamento de pecado e confissão, mostrando-me a senda para deixar o pecado atrás e me ajudando a caminhar em uma senda brilhante de salvação.

Depois disso, quando cooperei com meus irmãos e irmãs para testificar do reino evangélico de Deus com minha família, todos eles o aceitaram prontamente. Somos agradecidos pela graça de Deus a nossa família.

Deixe uma resposta