Inscreva-se

Menu

Minha experiência em pregar o evangelho

Descobrindo a fonte de águas vivas

Quando eu era jovem, como meus pais sempre viajavam a negócios, minha irmã mais velha se tornou meu suporte espiritual. Com a idade de 15 anos, minha tia mais velha pregou o evangelho a minha irmã e a mim, então começamos a crer no Senhor. Depois de me casar, meu marido se tornou um drogado, então não tive escolha senão me divorciar dele. Junto com meus dois filhos pequenos, me refugiei na casa de minha irmã, e comecei a obra de servir ao Senhor na igreja que meu cunhado liderava.

Dez anos se passaram. Este ano, comecei a perceber que meu espírito estava murchando: não tinha iluminação em minhas leituras da Bíblia, e não me sentia alimentada em nada ao ouvir os sermões do pastor. Em particular, era incapaz de entender as intenções de Deus. Embora tivesse algumas conquistas em servir ao Senhor ao longo dos anos, elas não conseguiam satisfazer a sede de meu espírito. No momento em que me sentia mais presa nessa escuridão, conheci o irmão Zhao. Através de comunicar com ele, vim a entender que o motivo por que me sentia sedenta no espírito e por que a igreja estava desolada, era porque Deus havia feito uma nova obra e essa obra do Espírito Santo havia mudado, e apenas se atualizando com essa nova obra de Deus é que eu poderia receber a provisão da água viva. Através da comunhão com o irmão Zhao muitas vezes e lendo cada vez mais as palavras de Deus, meu espírito foi se fortalecendo aos poucos e me convenci de que Deus Todo-Poderoso é a aparição do Senhor Jesus.

Cristãos estão lendo a Palavra de Deus

Divulgando o evangelho e sendo testemunha de Deus

Depois que aceitei a nova obra de Deus, vi a seguinte passagem de Sua palavra: “Elas são pobres, lastimáveis, cegas e perdidas, lamentando na escuridão — onde está o caminho? Como elas anseiam para que a luz, como uma estrela cadente, desça repentinamente e disperse as forças da escuridão que oprimem a humanidade há tantos anos! Quem pode saber a extensão de sua esperança ansiosa, e como anelam, dia e noite, por isso? Mesmo num dia em que a luz passa brilhando, essas pessoas profundamente sofridas permanecem presas em um calabouço escuro sem esperança de libertação; quando deixarão de chorar? Terrível é o infortúnio desses espíritos frágeis, que nunca receberam descanso e que, há muito tempo, são mantidos presos nesse estado por laços impiedosos e história congelada. E quem já ouviu o som dos seus lamentos? Quem já contemplou seu estado miserável? Alguma vez já lhe ocorreu como o coração de Deus está entristecido e ansioso? Como Ele pode suportar ver a humanidade inocente, que Ele criou com Suas próprias mãos, sofrer tamanho tormento? Afinal de contas, os seres humanos são as vítimas que foram envenenadas. E, embora o homem tenha sobrevivido até hoje, quem poderia saber que a humanidade foi, há muito tempo, envenenada pelo maligno? Você se esqueceu de que é uma das vítimas? Em nome de seu amor a Deus, você não está disposto a se esforçar para salvar esses sobreviventes? Você não está disposto a dedicar toda a sua energia para retribuir ao Deus que ama a humanidade como Sua própria carne e sangue?” (“Como você deve cuidar de sua missão futura”). A partir das palavras de Deus, vi que o coração Dele fica muito contristado e ansioso quando vê que a humanidade que criou vive sob a escravidão e tormento de Satanás. Deus espera que aquelas pessoas que ainda estão nas igrejas desoladas e estão espiritualmente famintas e sedentas possam seguir Suas pegadas em breve. Pensei em como eu havia vivido em desamparo e sofrimento, e foi Deus que me salvou da sujeira. Então, naquele momento, quando confrontada com o desejo ardente de Deus, como poderia fechar os olhos e ser indiferente? Assim, decidi realizar meu dever como uma de Suas criações e trazer as pessoas que estavam aguardando pela volta do Senhor para diante Dele, para confortar Seu coração e retribuir Seu amor. Primeiro, lembrei de uma irmã muito devotada – a irmã Du. Então, comecei a orar por ela, pedindo a Deus que me concedesse uma oportunidade de pregar para ela o evangelho do reino de Deus. Não muito tempo depois disso, do nada, recebi uma ligação dela. Naquele momento, fiquei muito animada porque ela estava estudando em outro lugar e raramente nos falávamos em dois anos. Deus deve ter atendido minha oração, então ela, de repente, me ligou. Em nossa conversa, fiquei sabendo que ela se sentia espiritualmente fraca e era incapaz de suscitar entusiasmo suficiente para as devoções espirituais. Então, quis testemunhar da obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias para ela, mas tive algumas preocupações. Pensei: “Se você não se concentrar nos seus relacionamentos com as pessoas, mas mantiver um relacionamento normal com Deus, se estiver disposto a entregar seu coração a Ele e aprender a obedecê-Lo, então naturalmente seus relacionamentos com todas as pessoas se tornarão normais. Dessa maneira, esses relacionamentos não são estabelecidos na carne, e sim no fundamento do amor de Deus. Quase não há interações carnais […]” (“É muito importante estabelecer um relacionamento normal com Deus”). Nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso expressa palavras e concede a nós a verdade para resolver as dificuldades e problemas em nossa vida espiritual, permitindo-nos alcançar o conhecimento de Deus e, no fim, receber Sua aprovação e ser salvos por Ele. Se eu fosse realmente responsável pela vida da irmã Du, e se eu tivesse amor verdadeiro por ela em meu coração, devia dizer-lhe as boas novas da volta do Senhor, permitindo que ela pudesse dar as boas-vindas à manifestação de Deus. Além disso, trazer a irmã Du para diante de Deus é a vontade urgente Dele. Tinha que considerar as intenções de Deus e não podia recuar só para livrar minha cara. Mesmo se ela não aceitasse, pelo menos eu teria cumprido minha responsabilidade pessoal.

Portanto, entrei em contato com a irmã Du e lhe disse que havia um irmão no Senhor cujos sermões tinham muita iluminação e sua comunhão realmente me fez ganhar grande edificação e benefícios em minha vida. Graças a Deus! A irmã Du decidiu comungar junto conosco. Através da comunhão com o irmão Zhao várias vezes, a irmã Du também aceitou o evangelho do reino de Deus, o que me fez sentir que Ele havia ouvido minhas orações. Tendo visto a fidelidade de Deus, tive muito mais entusiasmo para pregar o evangelho.

Envolvimento direto com o pastor obstrutivo

Certo dia, no início de agosto, o irmão Zhao e eu divulgávamos o evangelho para a irmã Chen em nossa igreja. Depois da reunião, a irmã Chen disse que a comunhão do irmão Zhao era muito boa e que ela gostara muito, e esperava que nós continuássemos a comungar com ela. Depois de nossa segunda comunhão, uma irmã em nossa igreja disse a ela: “Se desejar comungar com o membro de outra igreja, você tem que pedir a permissão de nosso pastor”. Quando a irmã Chen ouviu isso, ela me disse que não queria mais comungar conosco. Logo após isso, minha irmã mais velha descobriu que eu estava pregando o evangelho na igreja. Então, ela leu um material promocional negativo para a irmã Chen e para mim, e exigiu que eu parasse de me comunicar com os irmãos e irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Depois disso, a irmã Chen começou a me evitar. Mesmo se tivéssemos que nos encontrar para algo, ela vinha com sua irmã para evitar ficar sozinha comigo. Além disso, alguns irmãos e irmãs também começaram a se proteger contra mim, e se distanciaram.

Certo dia, o pastor que também era meu cunhado, me pediu para ir até a sala de reuniões. Na hora percebi que algo estava errado, então me coloquei em oração a Deus, pedindo a Ele para proteger meu coração para que eu pudesse ser testemunha durante esta provação. Ao me ver, o pastor disse com fúria: “Por que você ficou relutante em escutar nossas sugestões nestes curtos dois meses em que ouviu as pregações do Relâmpago do Oriente?” Respondi: “Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado. Há pouco tempo, através da leitura das palavras de Deus Todo-Poderoso, vi que as palavras expressadas por Ele são declarações do Espírito Santo e a voz de Deus”. Sua face se inflamou de raiva e ele disse em voz alta: “Se o Relâmpago do Oriente é, de fato, o verdadeiro caminho, então por que a comunidade religiosa inteira o condena? Há algo de errado em que eu siga toda a comunidade religiosa? Se no fim eu estiver errado, ficarei feliz em ser destruído junto com todos os outros crentes nas cinco grandes denominações!” Eu disse: “Você é arrogante e egoísta demais. Está resistindo a Deus! Foi exatamente porque os fariseus e escribas daquela época não reconheceram o Senhor Jesus como Messias aguardado que eles O pregaram à cruz. Eles sofreram a perda de sua nação, e até sua descendência foi punida. Esta lição histórica não é uma advertência para você? Como pastor, quando ouvir as novas da volta do Senhor, você deve nos conduzir a buscar e investigar, e não resistir a Deus com base em seu próprio caráter arrogante e egoísta”. Ele gritou para mim, irado: “Eu vou lhe dar um mês para reconsiderar se vai parar de comunicar-se com as pessoas do Relâmpago do Oriente e continuar a ficar com esta igreja aqui para servir ao Senhor”. Sem a menor consideração, respondi: “Pastor, não preciso pensar nisso por um mês. Posso sair hoje, mas não desistirei de seguir a Deus”. Depois de ouvir o que disse, o pastor ficou sem palavras, com raiva, enquanto minha irmã chorava o tempo todo. Olhando para minha irmã, eu disse com tristeza: “Irmã, foi depois de ler muitas palavras de Deus Todo-Poderoso que tenho certeza que Ele é, de fato, a manifestação do Senhor Jesus. Por que você é tão teimosa?”

Ao terminar o que eu tinha a dizer, comecei a embalar as coisas em minha escrivaninha. Só então as lágrimas começaram a se acumular em meus olhos. Suprimi as lágrimas e dei a minha irmã a chave da igreja, e saí depois de me despedir dela. Caminhando para fora dos portões da igreja, não pude evitar em derramar algumas lágrimas. Pensei: “Faz dez anos desde que busquei refúgio com minha irmã e seu marido. Eles uma vez me ajudaram a superar dias difíceis e deprimentes, mas quando se trata de crer em Deus, não posso ter meio-termo”. Depois de voltar para casa naquela noite, não consegui mais controlar minhas emoções, e chorei continuamente porque jamais havia pensado que minha família e eu chegaríamos a esse ponto por causa da minha escolha do caminho para crer em Deus. Mais tarde, uma irmã comunicou muitas palavras de Deus comigo. Depois de ouvir sua comunhão, entendi que a obra de julgamento de Deus nos últimos dias é expor as pessoas e agrupá-las de acordo com o tipo. Aqueles que amam a verdade aceitarão a obra de Deus nos últimos dias ao ouvir Sua voz, enquanto aqueles que não o aceitarem, mas resistem e condenam a obra de Deus ao ouvir Sua voz, são anticristos e servos maus expostos pela obra de Deus nos últimos dias. Então, aos poucos, fui me acalmando.

Depois, li outra passagem da palavra de Deus: “Existem aqueles que leem a Bíblia em igrejas majestosas e a recitam o dia inteiro, mas nem um deles entende o propósito da obra de Deus. Nem um deles é capaz de conhecer Deus; menos ainda pode qualquer um deles estar de acordo com a vontade de Deus. Todos eles são pessoas inúteis e vis, cada uma se empinando para repreender a Deus. Eles intencionalmente se opõem a Deus mesmo quando carregam o estandarte Dele. Afirmando ter fé em Deus, ainda comem a carne e bebem o sangue do homem. Todas as pessoas assim são diabos que devoram a alma do homem, demônios chefes que deliberadamente se interpõem aos que tentam entrar na senda certa e pedras de tropeço que impedem os que buscam a Deus. Elas podem parecer ter uma ‘constituição robusta’, mas como os seus seguidores podem saber que não passam de anticristos que levam as pessoas a ficarem contra Deus? Como os seus seguidores podem saber que esses anticristos são diabos vivos dedicados a devorar as almas humanas?” (“Todos os que não conhecem a Deus são pessoas que se opõem a Deus”). As palavras de Deus me deram algum conhecimento da essência do pastor. Ele era arrogante e presunçoso, e se colocava em um pedestal, confiando no conhecimento bíblico e na teoria teológica que ele entendia, pensando que ele era um homem que agradava a Deus. Seu caráter arrogante fez com que ele cresse apenas em seu próprio juízo, então agora que Deus veio fazer a obra, como essa obra não está de acordo com a vontade ele, não aceitará nada dela. Por fora, ele parece muito espiritual. Mas não ele não se importa nada com a vida espiritual dos crentes, e até os impede de se voltar a Deus, arruinando assim suas vidas. Ele é, de fato, um anticristo que devora a alma das pessoas. Senti que era ainda mais minha responsabilidade cooperar com Deus para ajudar mais pessoas a se libertar das garras do pastor e não serem mais enganadas por ele. Acreditei com firmeza que, não importavam as dificuldades que encontraria, Deus certamente estaria ao meu lado.

Então, orei a Deus: “Oh, Deus Todo-Poderoso! Obrigada por Tua exaltação e salvação. Embora o pastor impeça os crentes de buscar e examinar o verdadeiro caminho, sei que Tu és o Todo-Poderoso Deus. Só quero cumprir meu dever como uma de Tuas criações. Te peço para me dar fé e poder, não importando as dificuldades que encontrarei, para que eu possa divulgar Teu evangelho e ajudar aqueles que de fato anseiam por Tua manifestação a aceitar Tua obra nos últimos dias. Obrigada, Deus! Amém!”

Continua…

Parte dois: Minha experiência em pregar o evangelho (II)

Minha experiência em pregar o evangelho (II)

Por Heyi, Malásia

A pregação do evangelho nunca para

Vários dias mais tarde, inesperadamente recebi uma ligação da irmã Amei, que vivia em Mianmar. Ela tinha grande humanidade e cria de coração em Deus. Assim, divulguei o evangelho de Deus dos últimos dias a ela e compartilhei a verdade do nome Dele com a irmã. Depois de ouvir isso, ela quis saber mais sobre a verdade da obra e do nome de Deus, então a convidei a participar de nossa reunião.

Lá, o irmão Zhao leu duas passagens da palavra de Deus: “Jeová’é o nome que assumi durante Minha obra em Israel e significa o Deus dos israelitas (o povo escolhido de Deus) que pode se apiedar do homem, amaldiçoar o homem e guiar a vida do homem; o Deus que possui grande poder e é cheio de sabedoria. ‘Jesus’é Emanuel, o que significa a oferta pelo pecado que é repleta de amor, repleta de compaixão e que redime o homem. Ele fez a obra da Era da Graça e representa a Era da Graça e só pode representar uma parte da obra do plano de gerenciamento. Isso significa, somente Jeová é o Deus do povo escolhido de Israel, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó, o Deus de Moisés e o Deus de todo o povo de Israel. E assim, na era atual, todos os israelitas, exceto o povo judeu, adoram Jeová. Eles fazem sacrifícios a Ele no altar e O servem usando vestes sacerdotais no templo. O que eles esperam é a reaparição de Jeová. Somente Jesus é o Redentor da humanidade, e Ele é a oferta pelo pecado que redimiu a humanidade do pecado. Ou seja, o nome de Jesus veio da Era da Graça e veio a existir por causa da obra da redenção na Era da Graça. O nome de Jesus veio a existir para permitir que as pessoas da Era da Graça renascessem e fossem salvas e é um nome específico para a redenção de toda a humanidade. Assim, o nome de Jesus representa a obra da redenção e denota a Era da Graça. O nome Jeová é um nome específico para o povo de Israel que viveu sob a lei. Em cada era e em cada estágio da obra, Meu nome não é infundado, mas tem um significado representativo: cada nome representa uma era” (“O Salvador já voltou sobre uma ‘nuvem branca’”).

Já fui conhecido como Jeová. Também já fui chamado de Messias, e as pessoas no passado Me chamaram de Jesus o Salvador porque elas Me amavam e respeitavam. Hoje, porém, não sou o Jeová nem o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que encerrará esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue da extremidade da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória. As pessoas nunca se envolveram Comigo, nunca Me conheceram e sempre foram ignorantes do Meu caráter. Desde a criação do mundo até hoje, nem uma só pessoa Me viu. Este é o Deus que aparece ao homem durante os últimos dias, mas que está oculto entre os homens. Ele reside entre os homens, verdadeiro e real, como o sol ardente e a chama flamejante, cheio de poder e transbordante de autoridade. Não há uma única pessoa ou coisa que não será julgada por Minhas palavras nem uma única pessoa ou coisa que não será purificada pelo fogo ardente. No fim, todas as nações serão abençoadas por causa de Minhas palavras e também esmagadas em pedaços por causa de Minhas palavras. Dessa forma, todas as pessoas durante os últimos dias verão que Eu sou o Salvador que retornou e que Eu sou o Deus Todo-Poderoso que conquista toda a humanidade. E todos verão que já fui a oferta pelo pecado para o homem, mas que, nos últimos dias, Eu também Me torno as chamas do sol que queimam todas as coisas, bem como o Sol da justiça que revela todas as coisas. Essa é a Minha obra dos últimos dias. Eu assumi esse nome e possuo esse caráter para que todas as pessoas possam ver que Eu sou um Deus justo, e o sol ardente, a chama flamejante, para que todos possam Me adorar, o único Deus verdadeiro, e para que possam ver Minha verdadeira face: não sou apenas o Deus dos israelitas e não sou apenas o Redentor; Eu sou o Deus de todas as criaturas nos céus, na terra e nos mares” (“O Salvador já voltou sobre uma ‘nuvem branca’”).

O irmão Zhao comunicou isto: “Antes que eu cresse no Senhor, não conhecia o mistério do nome Dele também. Mais tarde, só depois de ler as palavras de Deus entendi que Ele não tinha nome originalmente. É por causa das necessidades de Sua obra de gerenciamento que Deus adota um nome diferente durante cada era. Ele usa um nome diferente para iniciar uma nova era e finalizar a antiga. O fato de Deus adotar um nome diferente em cada era mostra Suas intenções e sabedoria. O nome assumido por Deus em cada era representa a obra que Ele faz e o caráter que expressa. Por exemplo, na Era da Lei, Deus trabalhou e mostrou à humanidade – aquela que foi corrompida por Satanás – como viver na terra, de forma que eles permanecessem sob a lei e aprendessem como adorá-Lo. Se essas pessoas vivessem de acordo com as exigências de Deus, receberiam Suas bênçãos; caso contrário, seriam punidas por Deus por violar a lei. Naquela era, Ele assumiu o nome ‘Jeová’, que representa o caráter divino como sendo de majestade, ira, misericórdia e maldições. No final da Era da Lei, as pessoas enfrentaram o perigo de serem executadas sob a lei porque não podiam mantê-la. Para redimir a humanidade, Deus assumiu outro nome, ‘Jesus’, para iniciar a obra da Era da Graça. Esse nome representa Deus como sendo misericordioso. Então, na Era da Graça, com Sua infinita misericórdia, Deus tolerou nossas transgressões e nos concedeu abundante graça, e no fim, Ele foi pregado à cruz por nós e levou todos nossos pecados. A partir daí, contanto que oremos no nome do Senhor Jesus, nossos pecados serão perdoados, e assim podemos vir diante de Deus para adorá-Lo novamente. Se o Senhor Jesus não tivesse feito sua obra redentora, todos teríamos sido mortos sob a lei devido ao caráter justo de Deus. Mas embora tenhamos sido redimidos pelo Senhor, ainda temos de escapar dos laços do pecado, e ainda vivemos em um estado de pecar e confessar. Assim, conforme é exigido de nós, humanidade corrupta, Deus está fazendo uma nova obra, promovendo a Era do Reino no nome de Deus Todo-Poderoso. Na Era do Reino, com Seu caráter justo e majestoso, Deus está expressando as palavras de julgamento nos últimos dias para toda a humanidade. No julgamento das palavras de Deus, vemos a verdade de nossa corrupção por Satanás e também sentimos o caráter justo de Deus, um caráter que não permite ofensa. Enquanto isso, Ele também está nos apontando o caminho para nos livrarmos dos laços de Satanás e alcançarmos a purificação: Contanto que aceitemos a obra de julgamento e castigo de Deus nos últimos dias, e praticarmos e experimentarmos Suas palavras, podemos de fato nos livrar dos laços do pecado e viver livres e soltos na luz. A partir dos nomes que Deus adota em diferentes eras e os caráteres que Ele expressa durante aquela era, podemos ver que cada nome pode somente representar uma parte do caráter divino, e apenas se conhecermos a Deus através de Sua obra completa de gerenciamento evitaremos defini-Lo de forma casual. Apenas assim nosso conhecimento de Deus pode ser preciso”.

Ao ouvir a comunhão do irmão Zhao, me senti muito feliz por dentro. No passado, somente sabia que, desta vez, Deus mudara Seu nome quando veio fazer Sua obra. Ele não é mais chamado de Jeová ou Jesus. Mas não sabia que Deus não tinha nome no início. Foi só porque Ele estava prestes a iniciar Sua obra de gerenciamento que assumiu um nome, e Deus usa um nome diferente para executar Sua nova obra e expressar Seu caráter diferente. Depois de entender essas coisas, senti ainda mais que Deus me incumbir do dever de pregar o evangelho não me exige somente trazer aqueles que estão aguardando o retorno do Senhor para diante de Deus, mas também usa a divulgação do evangelho para compensar minhas deficiências, permitindo-me entender a verdade e conhecer a Deus. Meu coração ficou cheio de agradecimento e louvor a Deus. A irmã Amei também ficou muito contente depois de ouvir a comunhão. Ela me enviou uma mensagem na qual dizia que nunca esperara que o nome de Deus teria tão grande mistério por trás dele, que ela sentiu que Ele era muito sábio, que ela oraria a Deus Todo-Poderoso naquele dia e diria essas boas novas com para sua irmã. Não muito tempo depois disso, Amei e a família de 5 pessoas de sua irmã todos começaram a crer em Deus Todo-Poderoso. Depois de experimentar isso, entendi que, o que Deus deseja alcançar não é restringido por nenhum indivíduo nem qualquer coisa, pois Ele é onipotente. Deus com certeza chamará de volta aqueles que estão predestinados por Ele para serem salvos. Obrigada, Deus! Pensei na palavra de Deus dizendo: “Se desejam ser aperfeiçoados por Deus, vocês devem aprender a como experimentar em todas as questões e ser capazes de ganhar esclarecimento em tudo que lhes acontece. Seja bom ou ruim, isso deveria lhe trazer benefício e não deveria fazer você se tornar negativo. Em qualquer caso, você deveria ser capaz de considerar as coisas estando firme ao lado de Deus e não analisá-las ou estudá-las a partir da perspectiva humana (isso seria um desvio em sua experiência). Se você experimentar desse modo, então seu coração se encherá com os fardos da sua vida; você viverá constantemente à luz do semblante de Deus, não se desviando facilmente em sua prática. Tais pessoas têm um futuro brilhante à frente” (“Promessas para aqueles que foram aperfeiçoados”). A partir das palavras de Deus, vim a entender que se as circunstâncias são favoráveis ou adversas, tudo é arranjado por Deus. E Ele quer que experimentemos, ganhemos discernimento e façamos progresso em todos os tipos de coisas. Minha fé em Deus foi ficando cada vez maior. Vi que a obra Dele é feita por Deus e nós somos apenas utensílios a serem empregados em Sua obra. O que aconteceu comigo me permitiu ver que a palavra de Deus é a verdade e que as ovelhas Dele ouvem Sua voz. Não importa como os pastores obstruam as pessoas de vir diante de Deus, aqueles que são Suas ovelhas retornarão para Seu lado mais cedo ou mais tarde, pois ninguém pode ficar no caminho da obra de Deus.

Depois de experimentar todas essas coisas, não pude evitar de suspirar com emoção, porque os feitos de Deus são maravilhosos. Embora tenha encontrado muitas dificuldades, e tivesse sido negativa e fraca em minha atitude de divulgar o evangelho, as palavras de Deus sempre me guiaram, permitindo-me resistir firme através de minha frustração. Obrigada a Deus Todo-Poderoso por me dar a chance de crescer, o que me levou a entender a verdade aos poucos, ver que a autoridade Dele ultrapassa tudo, e que ninguém pode ficar no caminho da obra que Deus quer cumprir através do processo de cooperação com Ele. Assim como a palavra de Deus diz: “Acreditamos que nenhum país ou poder pode se colocar no caminho do que Deus deseja alcançar. Aqueles que obstruem a obra de Deus, que resistem à palavra de Deus, perturbam e prejudicam o plano de Deus acabarão sendo punidos por Deus” (“Deus preside o destino de toda a humanidade”). Já me convenci: mesmo que um dia, de fato, fui chutada por meu cunhado e minha irmã, não pararei de pregar o evangelho, mas continuarei a cooperar com Deus para trazer as ovelhas pertencentes a Ele de volta à Sua casa. Toda a glória seja a Deus Todo-Poderoso! Amém!

Deixe uma resposta