Inscreva-se

Menu

15 versículos para acalmar a raiva — ensinando como controlar a raiva

Na vida cotidiana, muitas vezes ficamos irritados por causa de coisas desagradáveis. Por isso, machucamos as pessoas à nossa volta e, com isso, ficamos estressados e arrependidos. Os 15 versículos para acalmar a raiva selecionados para ajudar a controlar a raiva nos ajudarão a manter nossas emoções sob controle.

Versículos bíblicos para referência:

Efésios 4:26-27

Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao Diabo.

Provérbios 14:17

Quem facilmente se ira fará doidices; mas o homem discreto é paciente.

Salmos 37:8

Deixa a ira, e abandona o furor; não te enfades, pois isso só leva à prática do mal.

Tiago 1:19-20

Sabei isto, meus amados irmãos: Todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.

Eclesiastes 7:9

Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolo.

Colossenses 3:8

Mas agora despojai-vos também de tudo isto: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca.

Provérbios 15:18

O homem iracundo suscita contendas; mas o longânimo apazigua a luta.

Provérbios 29:11

O tolo derrama toda a sua ira; mas o sábio a reprime e aplaca.

Provérbios 19:11

A discrição do homem fá-lo tardio em irar-se; e sua glória está em esquecer ofensas.

Mateus 5:22

Eu, porém, vos digo que todo aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e quem disser a seu irmão: Raca, será réu diante do sinédrio; e quem lhe disser: Tolo, será réu do fogo do inferno.

1 Coríntios 13:7

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Provérbios 15:1

A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.

Palavras de Deus relevantes:

Uma vez que tenha status, muitas vezes um homem achará difícil controlar seu estado de espírito e, assim, ele apreciará aproveitar as oportunidades para expressar sua insatisfação e descarregar suas emoções; frequentemente irromperá em fúria por nenhuma razão aparente, a fim de revelar sua habilidade e permitir que os outros saibam que seu status e identidade são diferentes daqueles das pessoas comuns. É claro que as pessoas corruptas sem qualquer status também perdem o controle com frequência. A raiva delas é muitas vezes causada por dano a seus interesses privados. A fim de proteger o próprio status e dignidade, elas frequentemente descarregarão suas emoções e revelarão sua natureza arrogante. O homem irromperá em raiva e descarregará suas emoções a fim de defender e sustentar a existência do pecado, e essas ações são as maneiras com que o homem expressa sua insatisfação; elas transbordam de impurezas, de esquemas e intrigas, da corrupção e da maldade do homem e, mais que qualquer outra coisa, elas transbordam das ambições e dos desejos selvagens do homem. Quando a justiça se confrontar com a malícia, a raiva do homem não irromperá em defesa da existência da justiça ou para sustentá-la; pelo contrário, quando as forças da justiça são ameaçadas, perseguidas e atacadas, a atitude do homem é de ignorar, se esquivar ou recuar para longe. Entretanto, ao enfrentar as forças do mal, a atitude do homem é a de acomodar-se, de comportar-se servilmente. Portanto, o descarregar do homem é um escape para as forças do mal, uma expressão da má conduta desenfreada e incontrolável do homem carnal.

A Palavra, vol. 2: Sobre conhecer a Deus, "O Próprio Deus, o Único II"

Independentemente de alguém ficar bravo à vista de outros ou por trás de suas costas, todos têm uma intenção e um propósito diferentes para a sua raiva. Talvez estejam construindo o seu prestígio ou talvez estejam defendendo seus interesses próprios, mantendo sua imagem ou o respeito. Alguns exercitam o comedimento em sua raiva, enquanto outros são mais impetuosos e permitem que sua fúria irrompa sempre que desejam, sem um pingo de comedimento. Em resumo, a raiva do homem deriva de seu caráter corrupto. Independentemente de seu propósito, ela provém da carne e da natureza; nada tem a ver com justiça ou injustiça porque nada na natureza e essência do homem corresponde à verdade.

A Palavra, vol. 2: Sobre conhecer a Deus, "O Próprio Deus, o Único II"

Na verdade, na maioria das vezes, sabemos que estar com raiva não é segundo o coração de Deus. Mas pelos nossos próprios interesses, não conseguimos evitar perder a paciência. Quando estivermos prestes a ferver, pense mais sobre por que ficamos bravos e as consequências de ficarmos zangados, o que pode nos ajudar a controlar nosso temperamento e diminuir o número de vezes que ficamos zangados. Além disso, devemos sempre orar a Deus e buscar Sua ajuda e orientação para este assunto. Dessa forma, aos poucos vamos mudar.

Artigos relevantes:

Queridos irmãos e irmãs, se vocês têm alguma experiência em como controlar o temperamento, ou têm alguma confusão, fiquem à vontade para clicar no botão no canto inferior direito da tela para entrar em contato conosco. Que possamos ajudar e apoiar uns aos outros no amor de Cristo e progredimos juntos.

Deixe uma resposta