Inscreva-se

Menu

Vamos mudar de forma, em um abrir e fechar de olhos, seremos arrebatados quando o Senhor retornar

Vamos mudar de forma, em um abrir e fechar de olhos, seremos arrebatados quando o Senhor retornar

Visão um:

“Mas a nossa pátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao corpo da Sua glória, segundo o seu eficaz poder de até sujeitar a si todas as coisas” (Filipenses 3:20-21).

“Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52).

Ao seguir estes versos, algumas pessoas pensam que o Senhor é todo-poderoso, então quando Ele retornar e aparecer para nós, as imagens da nossa carne mudarão em um momento, num piscar de olhos, e seremos elevados ao céu para encontrar o Senhor, e que então não sofreremos mais com o controle e vinculação do pecado, e nos tornaremos completamente santos e entraremos no reino dos céus.

Visão dois:

Sereis santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16).

Eis que cedo venho e está Comigo a Minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22:12).

Com base nestas palavras do Senhor Jesus, alguma pessoas pensam que o Senhor é justo e santo, então Ele recompensará ou punirá cada um com base nas suas ações quando Ele retornar. Se, no entanto, não importa se cometermos pecados ou não, o Senhor nos torna santos instantaneamente e nos arrebata diretamente ao reino dos céus, então entrar no reino dos céus não tem muito a ver com os nossos atos. Se este fosse o caso, então o que o Senhor Jesus disse, “para retribuir a cada um segundo a sua obra,” seria em vão? Por isso, eles não concordam com a visão que as pessoas serão mudadas instantaneamente e arrebatadas ao reino dos céus.

Em seguida, iremos ponderar se as pessoas realmente serão mudadas instantaneamente e levadas ao reino dos céus.

O padrão para entrar no reino dos céus baseia-se nas palavras de Deus ou nas palavras do homem?

A visão que as pessoas serão mudadas instantaneamente e arrebatadas ao reino dos céus baseia-se naquilo que Paulo disse, “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52). Como sabemos, o Senhor Jesus nunca disse que o homem será mudado instantaneamente e arrebatado ao reino dos céus, nem os seus discípulos a não ser Paulo o disseram. No entanto poderia a palavra de Paulo ser usada como base para os crentes serem arrebatados? O Senhor Jesus é o Rei do reino dos céus, o que expressa a verdade; somente as palavras do Senhor têm autoridade. Então, na questão de entrar no reinos do céus, devemos seguir somente as palavras do Senhor Jesus como sendo finais. Paulo era somente um homem, um apóstolo que foi comissionado para espalhar o evangelho; ele não era Cristo e não podia expressar a verdade, e o que ele disse somente podia representar as suas próprias experiências e conhecimento. Então era inevitável que a sua palavra estava misturada com a vontade do homem. Além disso, Paulo não ousava dizer que a sua palavra era inspirada por Deus, nem mencionar que as suas cartas eram a palavra de Deus; ele freqüentemente começava as suas cartas às igrejas com “Paulo, chamado para ser apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus” (I Coríntios 1:1) ou “Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus” (Filipenses 1:1), ou outras palavras similares. Obviamente, a palavra de Paulo não podia representar a palavra de Deus, e ele certamente não podia decidir se poderemos entrar no reino dos céus. Por isso, está errado aguardarmos ser elevados ao reino dos céus quando o Senhor retornar com base na palavra de Paulo.

De fato, entrar no reino dos céus não é tão simples como imaginamos. O Senhor Jesus disse, “Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21). As palavras do Senhor são muito claras. Somente aqueles que fazem a vontade do Pai Celestial podem entrar no reino dos céus. Elas se referem às pessoas que não apenas labutam e trabalham para despender a Deus, mas também obedecem às palavras de Deus e praticam-nas em todas as coisas; o que fazem é tudo para satisfazer e amar a Deus. Assim como Abraão, ele não argumentou com Deus, nem reclamou quando Deus lhe pediu que desse o seu único filho Isaac como oferenda; ao invés disso, ele realmente devolveu Isaac a Deus de acordo com as exigências de Deus. Finalmente, devido ao seu testemunho de obediência, Abraão foi aprovado por Deus. Pedro é outro exemplo: Ele podia pastorear a igreja conforme as exigências de Deus quando Deus lhe confiou a igreja; ao ser pregado na cruz pelo governo Romano, ele podia obedecer à morte e foi crucificado de cabeça para baixo para Deus, como testemunha ressonante. Pode ser visto que aqueles que fazem a vontade do Pai Celestial não somente se despendem para Deus exteriormente, mas também têm o testemunho da obediência, e a manifestação do amor a Deus. Vejamos então o que vivemos na nossa fé em Deus. Freqüentemente vivemos no pecado, agimos gananciosamente e temos maus pensamentos, e somente cuidamos dos nossos interesses em tudo embora possamos trabalhar para o Senhor, sofrer e pagar o preço para espalhar o evangelho; freqüentemente mentimos por causa dos nossos interesses, e quando os outros fazem algo que infringe os nossos interesses, brigaremos com eles, totalmente incapazes de praticar as palavras do Senhor, sem a mínima reverência ao Senhor; continuamos rezando ao Senhor para ter paz e alegria quando coisas desagradáveis nos acontecem, e não focamos em buscar a vontade do Senhor e praticar as suas palavras, e culparemos e julgaremos o Senhor quando Ele não remove aquelas coisas desagradáveis... Tudo isto mostra que não temos total obediência ou amor a Deus e não somos as pessoas que fazem a vontade do Pai Celestial. Então, como é possível que o Senhor mude as nossas imagens instantaneamente e nos leve ao reino dos céus quando Ele retornar?

Além disto, o motivo pelo qual podemos considerar as palavras de Paulo como padrão para entrar no reino dos céus é porque não gostamos da verdade. Sabemos claramente que temos corrupção dentro de nós, mas não queremos renunciar à nossa carne e praticar a palavra do Senhor para mudar. Estamos apenas aguardando que o Senhor mude as nossas imagens instantaneamente quando Ele retornar para receber as Suas bênçãos sem ter que sofrer ou pagar um preço. Como resultado, usamos as palavras de Paulo para nos confortar. Na vida real, nenhum de nós foca em praticar as palavras do Senhor, e freqüentemente permitem-se, dão plena liberdade a espalhar o pecado, e não têm um pingo de coração temente a Deus. Vivemos no pecado como um incrédulo, e não nos arrependemos, mas freqüentemente dizemos, “Acreditei no Senhor durante anos, o Senhor perdoou os meus pecados, e quando o Senhor retornar, Ele me tornará santo instantaneamente, porque estarei apto a entrar no reino dos céus.” Na realidade, deste modo, a nossa fé não valerá nada no fim. Deus diz, “Sereis santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16). Se não escapamos das nossos caracteres corruptos ou alcançamos a purificação, então não podemos ver a face de Deus. Seria possível que somente aqueles que fazem a vontade do Pai Celestial seriam mudados instantaneamente e arrebatados ao reino dos céus; no entanto, nós que freqüentemente pecamos nunca seremos mudados instantaneamente e levados ao reino dos céus.

Deus é todo-poderoso, então porque ele não nos muda instantaneamente?

Algumas pessoas podem dizer, “Deus é todo-poderoso, então porque Ele não pode nos mudar instantaneamente e nos tornar santos com uma palavra?

É absolutamente verdade que Deus é todo-poderoso. Deus criou os céus e a terra e todas as coisas com uma palavra; Deus ressuscitou Lázaro com uma palavra. Certamente, Deus pode nos mudar instantaneamente e nos tornar santos com a Sua autoridade e poder, mas Ele não o faz, porque há princípios por trás do trabalho de Deus. Deus tem o Seu aspecto todo-poderoso bem como o Seu aspecto prático e Ele nunca faz algo sem um objetivo.

Durante a época de Noé, a humanidade foi profundamente corrompida, dando-se ao luxo de comer, beber, se divertir, praticar o mal e a prostituição. Vivendo no pecado, não tinham lugar para Deus em seus corações; não queriam adorar a Deus. É por isso que Deus resolveu destruir esta humanidade má. Antes da destruição do mundo mau por Deus, Ele ordenou que Noé construísse a arca; Noé seguiu a instrução de Deus e levou 100 anos para construí-la. Durante esta época, também, Noé pregou o evangelho para as pessoas em sua volta, mas ninguém acreditou nas suas palavras. O resultado final é que quando chegou a hora de Deus, Deus mandou a enchente para destruir todos naquela época, e somente a família de Noé com oito pessoas sobreviveu a enchente porque Noé temia a Deus e evitava o mal. Nos nossos conceitos e imaginações, pensamos que Deus deveria ter levado a família de oito pessoas de Noé primeiro para o ar instantaneamente porque Ele é todo-poderoso, para que Noé não se esforçasse tanto para construir a arca. Mas, porque Deus não fez isso? Seria porque Deus é incapaz de fazê-lo? Claro que não. Desde o momento que Noé começou a construir a arca até completá-la, Deus, com amor e preocupação com a humanidade, ainda esperava que a humanidade se arrependesse e deixasse os seus modos maus, o que mostrou a Sua máxima tolerância e misericórdia para com a humanidade. Somente quando a humanidade não pode ser salva, Deus teve que destruí-la.

Então, vejamos o exemplo quando o Senhor Jesus tornou-se carne para redimir a humanidade. Ele viveu na terra durante trinta e três anos e meio, experimentou o sofrimento do mundo, e foi rejeitado, difamado e condenado pela humanidade; por fim, Ele foi cruelmente pregado na cruz como oferta do pecado da humanidade. Falando sobre a crucificação do Senhor, geralmente pensamos que Deus não deveria ser crucificado, pois Ele é tão-poderoso e que com uma palavra, Deus poderia redimir os pecados da humanidade. No entanto, o trabalho de Deus contraria os nossos conceitos humanos. Deus pessoalmente encarnou como Filho do homem de carne e sangue para praticamente fazer o Seu trabalho, e ofereceu-Se como oferta do pecado para redimir a humanidade, para que sobrevivesse devido à Sua redenção. Isto mostra o lado prático do trabalho de Deus. Além disto, da ressurreição do Senhor Jesus que ocorreu três dias após a Sua morte, podemos ver que Deus tem grande poder, e tem autoridade para livrar-se dos grilhões da morte e do inferno. Assim manifesta-se o aspecto todo-poderoso de Deus. Se naquela época Deus tivesse perdoado todos os pecados da humanidade com uma palavra, como poderia a essência demoníaca de resistência dos fariseus a Deus ser exposta? Como Satanás seria convencido? E como poderia a disposição justa de Deus ser manifestada? Claramente, Deus estava usando o Seu trabalho prático para expor todas as pessoas, separando os amantes da verdade dos que odeiam a verdade; ao mesmo tempo, através do Seu trabalho prático, Ele podia vencer Satanás, envergonhando Satanás e convencendo. Isto mostra que Deus é tão todo-poderoso, tão sábio.

Agora, entendemos que cada passo do trabalho de Deus é feito em nós praticamente por Ele, e não é somente para salvar e aperfeiçoar o homem, mas também expor e eliminar o homem. Como todos sabemos, nos últimos dias Deus fará o trabalho de separar todos de acordo com a sua espécie; Ele separará o trigo do joio, as ovelhas das cabras, e os servos bons dos servos maus. Se Deus não fizer o Seu trabalho praticamente, como os crentes verdadeiros e os crentes falsos seriam expostos? Então, a nossa esperança que o Senhor nos mude instantaneamente e nos leve ao reino dos céus com base nos nossos conceitos e imaginação não está de acordo com o trabalho prático de Deus.

Como nós que vivemos no pecado podemos alcançar a purificação?

Como há um lado prático no trabalho de Deus, Ele não mudará as nossas imagens instantaneamente e nos levará ao reino dos céus. Então como Deus fará o Seu trabalho de purificar o homem nos últimos dias?

Na realidade, há profecias bíblicas que mencionam o trabalho de Deus nos últimos dias. Por exemplo, o Senhor Jesus disse, “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:48). “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus (1 Pedro 4:17 ). Estas profecias nos dizem que quando Deus retornar nos últimos dias, Ele expressará a verdade para fazer o trabalho de julgar, nos guiará para toda a verdade, e praticamente resolverá a nossa natureza pecaminosa, para que alcancemos a purificação. Então, o trabalho de Deus de limpar de fato não é tão simples quanto o momento da mudança na nossa imaginação. Assim como uma passagem de palavras diz: “Vocês deveriam ser capazes de ver a vontade de Deus, e deveriam ver que a obra de Deus não é tão simples quanto a criação dos céus e da terra e de todas as coisas. Isso acontece porque a obra de hoje é a transformação daqueles que foram corrompidos, que estão entorpecidos ao mais alto grau, é para purificar os que foram criados, mas foram processados por Satanás. Não é a criação de Adão ou Eva, muito menos é a criação da luz ou a criação de cada planta e animal. Deus torna puras as coisas que foram corrompidas por Satanás e as ganha novamente; elas se tornam coisas que pertencem a Ele e se tornam Sua glória. Não é como o homem imagina, não é tão simples como a criação dos céus e da terra e de tudo que neles há, nem como a obra de amaldiçoar Satanás ao poço do abismo; ao contrário, é a obra de transformar o homem, de transformar o que é negativo e não pertence a Deus em coisas que são positivas e que de fato pertencem a Ele. Essa é a verdade por trás dessa etapa da obra de Deus. Vocês devem entender isso e evitar simplificar demais as questões. A obra de Deus é diferente de qualquer obra corriqueira. Sua maravilha e sabedoria estão além da mente humana. Deus não cria todas as coisas durante esse estágio da obra, nem as destrói. Em vez disso, Ele transforma todas as coisas que criou e purifica todas as coisas que foram pervertidas por Satanás. E assim, Deus inicia um grande empreendimento, que é a significação inteira da obra de Deus. A obra de Deus que você vê nessas palavras é realmente tão simples?” (‘A obra de Deus é tão simples quanto o homem imagina?’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Os fatos reais são como esta passagem disse. No início, Deus criou os céus e a terra e todas as coisas com uma palavra. Depois que nós humanos fomos corrompidos por Satanás, os venenos satânicos tornaram-se a nossa vida, tal como “Eu sou meu próprio senhor nos céus e na terra”, “Aqueles que se submetem a mim prosperarão; aqueles que a mim resistem perecerão”, “Assim como uma árvore vive com sua casca, o homem vive com a sua face” e “Cada um por si e o demônio pega quem fica por último”. Vivendo com estes venenos satânicos, o que vivemos é arrogância e vaidade, desonestidade e esperteza, egoísmo e desprezo, e outras disposições satânicas. Simplesmente não podemos praticar as palavras do Senhor, e freqüentemente vivemos no pecado e resistimos a Deus, perdendo a semelhança do homem criado por Deus no início. Nos últimos dias, Deus expressa a verdade e faz o trabalho de julgamento para resolver a nossa corrupção, e ao mesmo tempo Ele praticamente nos trata e nos poda, e tenta e nos refina, para que vejamos claramente o fato da nossa corrupção por Satanás e a origem da nossa resistência a Deus, obter o conhecimento verdadeiro da disposição justa de Deus e de Sua santidade, e desenvolver um coração de reverência por Ele. Somente assim podemos odiar verdadeiramente as nossas disposições corruptas, trair-nos e agir de acordo com as palavras de Deus. E quanto mais praticarmos a verdade, mais reverência e obediência a Deus teremos nos nossos corações; no final, poderemos seguir as palavras de Deus em tudo, e nos tornaremos as pessoas que fazem a vontade de Deus. Isso quer dizer que requer um longo processo para que Deus permita a nós que fomos profundamente corrompidos alcançar a verdade e nos tornar as pessoas que sabem e obedecem e adoram a Deus. Então, o trabalho que Deus faz e o preço que Ele paga por nós nos últimos dias são muito maiores do que aqueles na criação do mundo por Deus. Deus trabalha em nós praticamente; nós temos que passar praticamente por sofrimentos e cooperar com Deus. Aceitamos o julgamento e o castigo das palavras de Deus, experimentamos o Seu trabalho e praticamos as Suas palavras, e somente então a nossa corrupção poderá ser removida pouco a pouco, e no final, nos tornaremos as pessoas que ouvem as palavras de Deus e andam no caminho de Deus. Assim, Deus nos ganha e ao mesmo tempo Ele vence Satanás. Este é o processo necessário pelo qual podemos alcançar a salvação plena. Assim como Revelação 22:14 profetiza, “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas” (Apocalipse 22:14).

Portanto, ao ouvir alguém testemunhar que o Senhor retornou, e expressou a verdade para fazer o trabalho de julgamento e purificação nos últimos dias, nós devemos imediatamente por de lado a visão de sermos instantaneamente mudados e arrebatados ao reino dos céus, e aceitar o trabalho de julgamento de Deus nos últimos dias. Somente assim podemos ter a oportunidade de alcançar a purificação e entrar no reino dos céus.

Recomendado para você:

Filme evangélico "Despertar do sonho" Trecho 3 – Deus usa a verdade para julgar e purificar o homem nos últimos dias

Nos últimos dias, Deus se torna carne para realizar sobre a terra a obra de juízo, começando pela casa de Deus. Então, como a obra de juízo de Deus Todo-Poderoso purifica e salva o homem nos últimos dias? Que mudanças serão promovidas em nosso caráter depois de experimentarmos o juízo e o castigo de Deus Todo-Poderoso? Este filme, Despertando do Sonho, lhe dará todas as respostas!

Deixe uma resposta