Inscreva-se

Menu

História da Mulher Samaritana: A Sabedoria da Mulher Samaritana

Na leitura de hoje, vamos ler a história da mulher samaritana e aprender sobre sua sabedoria. É provável que muitos de nós, crentes, estejam familiarizados com a história da mulher samaritana registrada na Bíblia. Quando foi buscar água, ela encontrou o Senhor Jesus, que lhe pediu algo de beber. Pela sua interação com o Senhor Jesus, ela reconheceu que Ele era o Messias predito nas profecias.

Você sabe como Deus nos ama? Deus usou vários métodos, para nos dizer que Ele voltou. Você quer aprender mais? Entre em contato conosco agora.

Ela era apenas uma mulher comum e não tinha muito conhecimento bíblico, mas foi capaz de reconhecê-lo. Isso é mesmo incrível. Todos nós sabemos que, durante aqueles três anos e meio em que o Senhor Jesus trabalhou na terra, muitas pessoas tiveram um pequeno contato com Ele e, além disso, muitos O ouviram falar. No entanto, muito poucos foram capazes de reconhecer que Ele era o Messias. Então, como a mulher samaritana fez isso? Na leitura de hoje, vamos ler sua história para procurar respostas para essas perguntas juntos.

Está registrado da Bíblia: “Veio uma mulher de Samária tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá- me de beber. Pois seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida. Disse-lhe então a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (Porque os judeus não se comunicavam com os samaritanos.) Respondeu-lhe Jesus: Se tivesses conhecido o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe terias pedido e ele te haveria dado água viva… Todo o que beber desta água tornará a ter sede; mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, nem venha aqui tirá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido e vem cá. Respondeu a mulher: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; porque cinco maridos tiveste, e o que agora tens não é teu marido; isso disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Replicou-lhe a mulher: Eu sei que vem o Messias (que se chama o Cristo); quando ele vier há de nos anunciar todas as coisas. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo… Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, foi à cidade e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto eu tenho feito; será este, porventura, o Cristo?” (João 4:7-10, 13-26, 28-29).

Pelas escrituras acima podemos ver que há duas razões principais pelas quais a mulher samaritana foi capaz de reconhecer que o Senhor Jesus era o Messias que veio.

1. Reconhecendo a voz de Deus nas declarações do Senhor Jesus

A princípio, quando o Senhor Jesus pediu água à mulher samaritana, ela ficou desconfiada, porque Ele era judeu, pois os judeus não tinham relações com os samaritanos. Mas depois que o Senhor Jesus disse algumas palavras, ela percebeu que Ele não era comum, então ela O chamou de Senhor. Quando ouviu isso, o Senhor Jesus falou: “Todo o que beber desta água tornará a ter sede; mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna.” Ela sentiu que Suas palavras tinham autoridade e poder e não podiam ser ditas por pessoas comuns. Então, o Senhor Jesus revelou seus segredos mais íntimos, dizendo: “… cinco maridos tiveste, e o que agora tens não é teu marido…” Ela ficou espantada com isso, porque ninguém sabia as coisas que ela fazia em segredo. Mas o Senhor Jesus, que nunca a havia conhecido antes, sabia tudo sobre ela. Ela tinha certeza de que isso era inatingível pelas pessoas comuns, então ela considerou o Senhor Jesus um profeta. Por isso, ela falou sobre sua própria confusão e perguntou onde era o lugar correto para adorar a Deus, Jerusalém ou a montanha. O Senhor Jesus disse: “A hora vem, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai.” Ele também disse a ela com clareza: “… em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.” Depois de ouvir tudo isso, ela reconheceu que o Senhor Jesus era o Messias. Isso aconteceu, porque o Senhor Jesus resolveu sua confusão com apenas uma palavra e também apontou a senda da prática para adorar a Deus. Isso permitiu que ela entendesse que, ao adorar a Deus, os crentes não deveriam ficar presos às formalidades externas, mas deveriam adorá-Lo em espírito e verdade, e que, somente orar de forma genuína e sincera, está de acordo com o coração de Deus. Especialmente quando ouviu o Senhor Jesus dizer: “Eu o sou, eu que falo contigo”, ela ficou alegre e teve ainda mais certeza de que Ele era o Messias. Assim, ela foi para a cidade com pressa e contou as boas notícias para as pessoas de lá. Embora a interação entre ela e o Senhor Jesus fosse curta, o nome pelo qual ela O chamava mudou rapidamente. Isso aconteceu porque ela viu que as palavras do Senhor Jesus teve autoridade e poder, e porque Ele foi capaz de revelar seus segredos mais íntimos e corrupção, resolver seu problema e confusão, e apontar para ela o caminho claro para praticar. Por essa razão, ela reconheceu que o Senhor Jesus era o Messias que veio.

2. Colocando-se de lado e buscando com humildade

Na verdade, os samaritanos sempre foram desprezados pelos judeus, e, por isso, eles não se relacionavam. Então, ao ouvir o Senhor Jesus pedir água, ela ficou muito surpresa. Mas ela não se recusou a falar com o Senhor por causa disso, mas O escutou com humildade. Ao ouvir que o Senhor Jesus possuía a água viva, ela foi capaz de se colocar de lado e pedir a Ele para lhe dar a água que poderia trazer sua vida eterna. Quando o Senhor Jesus revelou seus segredos mais ocultos, embora ela não estivesse disposta a mencioná-los, isso não a impediu de falar com Ele e, em vez disso, ela continuou a buscá-Lo. Depois que o Senhor Jesus resolveu a confusão dela e permitiu que entendesse como adorar a Deus para estar de acordo com o coração de Deus, ela reconheceu que o Senhor Jesus era o Messias que veio. A partir disso podemos ver que a outra razão pela qual a mulher samaritana pôde receber a salvação pela graça foi que ela conseguiu se humilhar para buscar a verdade. Assim, ela recebeu a graça de Deus, ouvindo a voz Dele e acolhendo o Messias.

Desastres estão acontecendo com frequência em todo o mundo, com terremotos, inundações, pragas de insetos e pandemias cada vez piores. As profecias da Bíblia sobre a segunda vinda do Senhor Jesus já foram cumpridas e o Senhor voltou. Então, como devemos absorver a força da mulher samaritana para que possamos receber o retorno do Senhor Jesus?

1. Prestando atenção para ouvir a voz de Deus

O Senhor Jesus disse: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). E foi profetizado diversas vezes no livro do Apocalipse: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2-3). Podemos ver nessas palavras que, quando o Senhor retornar nos últimos dias, Ele falará novamente para nos dizer as verdades que não entendemos. Ele exige que sejamos virgens prudentes e prestemos atenção para ouvir a Sua voz. Desta forma, podemos seguir as pegadas do Cordeiro, participar das bodas e receber a salvação de Deus nos últimos dias. Portanto, se quisermos receber o retorno do Senhor, precisamos buscar as palavras que o Espírito Santo fala a todas as igrejas. Quando alguém dá testemunho de que o Senhor veio para declarar a Sua palavra, devemos seguir o exemplo da mulher samaritana e ouvir se a palavra tem autoridade e poder, e se é capaz de revelar nossas corrupções que ninguém conhece, resolver nossos problemas e dificuldades e indicar-nos o caminho para a prática. Creio que, ao ouvir as palavras do Senhor que retornou, todos os que têm coração e espírito saberão que é a voz de Deus. Assim como disse o Senhor Jesus: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem” (João 10:27).

2. Sendo alguém que é pobre de espírito e buscando proativamente

O Senhor Jesus disse: “Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á” (Mateus 7:7-8). “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mateus 5:3).

A busca humilde é o requisito que o Senhor nos impõe e também é a chave para podermos receber o retorno Dele. Então, não devemos buscar Seus passos? O Senhor é fiel. Ele abençoa os pobres de espírito e Se compadece daqueles que têm sede da verdade. Se pudermos buscar com humildade, orar mais ao Senhor e seguir ativamente os Seus passos, então Deus com certeza vai nos guiar e liderar, e nos permitir receber a manifestação do Senhor nos últimos dias.

Deixe uma resposta