Inscreva-se

Menu

Significado da vida: As palavras de Deus me guiou a fazer a escolha certa

Christian fazendo um tablet na grama

Nasci em uma família pobre. Desde criança, meus pais ensinaram a mim e ao meu irmão mais novo que devíamos estudar muito e que só teríamos um futuro brilhante e boas condições de vida se entrássemos em uma boa faculdade.Para ter uma vida feliz no futuro, eu estudei o máximo que pude e frequentemente ficava acordado até tarde da noite.Mas eu nunca esperei que eu iria ser reprovado no teste de admissão na universidade. Assim, eu só pude frequentar uma faculdade comum. Uma vez que nossa faculdade exigia que trabalhássemos como estagiários no exterior durante um ano, em setembro de 2016 eu vim para o Japão. Como meu sonho de ir para a universidade havia sido destruído, meus pais e eu colocamos todas as nossas esperanças no meu irmão mais novo. Para proporcionar a ele melhores condições de vida, meus pais trabalharam for a da nossa cidade natal.

Tarde da noite, quando voltei do trabalho para casa, WeChat me notificou que minha mãe queria ter uma chamada de vídeo comigo. Depois que estávamos on-line, minha mãe ansiosamente me disse: “É sobre seu irmão. Ele não se dedica aos estudos e as notas acadêmicas dele caíram bastante.Suspeito que ele esteja secretamente brincando com o telefone.” De fato, eu sentia claramente no meu coração que meu irmão deveria estar pregado no telefone, pois eu sempre conversava com ele no WeChat depois do trabalho. No entanto, eu consolei minha mãe: “Não se preocupe! Ele deve estar muito estressado por causa dos estudos! Está tudo bem se ele relaxar ás vezes.” Minha mãe não ouviu meu conselho, em vez disto, ela insistiu que meu pai voltasse para casa para acompanhar meu irmão enquanto ele estudava.Somente assim ela poderia sossegar sua mente.

Durante o tempo em que meu pai era o companheiro de estudos do meu irmão, ele achou que meu irmão tinha se apaixonado por uma garota, depois de encontrar uma carta de amor que ele escreveu. Depois, ele enviou esta carta de amor para minha mãe. Depois que a viu, minha mãe ficou imediatamente fraca e mal sabia o que fazer, então ela me telefonou de novo. Ao ouvir esta notícia, eu tremi de raiva, pensando: “meu irmão é mais inteligente do que eu. Todos acreditam que ele possa entrar em uma universidade no futuro. Agora ele está em uma ótima escola de ensino médio, o que significa que ele já está com um pé na universidade. Mas, agora ele se deixa apaixonar. Com certeza, isso me dá um arrepio no coração. Além disto, como ele poderá arranjar um bom emprego sem ir para uma boa universidade? Sem um bom emprego, ele conseguirá ter uma vida feliz?

Naquela época, eu estava sempre ansioso com este problema. Depois, contei tudo para minha irmã e ela me mandou duas passagens com as palavras de Deus: “A sina do homem é controlada pelas mãos de Deus. Você é incapaz de controlar a si mesmo: apesar de estar sempre correndo e se ocupando em interesse próprio, o homem continua sendo incapaz de controlar a si mesmo. Se pudesse conhecer suas próprias expectativas, se pudesse controlar sua própria sina, você continuaria sendo um ser criado?” (“Restaurar a vida normal do homem e levá-lo a um destino maravilhoso”). “Algumas pessoas escolhem um bom curso na faculdade e acabam encontrando um emprego satisfatório após a graduação, fazendo um primeiro avanço triunfal na jornada de sua vida. Algumas pessoas aprendem e dominam muitas habilidades diferentes, mas nunca encontram um trabalho adequado para si nem acham seu lugar, muito menos têm uma carreira; no início de sua jornada de vida, elas se veem frustradas a cada ocasião, atormentadas por problemas, por suas perspectivas sombrias e vida incerta. Algumas pessoas dedicam-se diligentemente aos estudos, mas perdem por pouco todas as chances de receber uma educação superior; parecem fadadas a nunca alcançar o sucesso. […]. Ainda que tenham diferenças de habilidade, inteligência e força de vontade, todas as pessoas são iguais perante o destino, que não faz distinção entre o grande e o pequeno, o alto e o baixo, o exaltado e o humilhado. A função que a pessoa exerce, o que ela faz para ganhar a vida e a quantidade de riqueza que acumula na vida não são decididos pelos pais, pelos talentos, pelos esforços ou ambições da pessoa, mas são predeterminados pelo Criador” (“O Próprio Deus, o Único III”).

Sempre pensei que somente frequentando uma boa faculdade é que conseguiríamos conseguir um bom emprego e ter uma vida feliz. Mas as palavras de Deus me disseram que a profissão que uma pessoa assume e quanta riqueza ela possui não dependem de seus esforços ou ambições, mas sempre foram predestinadas pelo Criador. Diante das palavras de Deus, lembrei que havia um estudante de faculdade no meu vilarejo que ainda estava trabalhando na fazenda agora. Há muitas outras coisas similares na vida real. Algumas pessoas possuem altas qualificações acadêmicas, mas depois de passar por tanta frustração, elas ainda não conseguem encontrar um emprego satisfatório.Há outras pessoas que nunca frequentam uma faculdade, mas têm uma empresa de sucesso. De fato, encontrar um emprego não depende de nosso histórico educacional, esforços ou ambições, mas tudo está decidido pela soberania e predestinação de Deus. Nosso destino está nas mãos de Deus. Não importa o quanto corremos, nenhum de nós pode transcender Sua soberania. Retrospectivamente,para os fins de ingressar em uma boa faculdade, eu paguei um alto preço, mas no final eu não passei. Da mesma forma, se meu irmão poderá ir a uma boa faculdade e se ele poderá arranjar um bom emprego estão nas mãos de Deus. Tudo sairá bem se ele tentar ao máximo. Eu devo encarar isto com calma. Depois de entender tudo isto, fiquei com o coração muito mais tranquilo.

No entanto, alguns dias depois, devido aos assuntos relacionados ao meu irmão, minha mãe voltou para casa também.Mais tarde, ela me disse que meu irmão não apenas se apaixonou, ele também tinha ficado viciado em jogos e que quando eles o obrigaram a não jogar, ele ficava irritadiço… Ao ouvir minha mãe desabafando seu desespero em relação ao meu irmão não ficar á altura das expectativas dela, me lembrei que recentemente meu irmão não mostrou a iniciativa de conversar comigo, mas todos os dias postava várias mensagens no Qzone sobre estar deprimido.Diante desta situação, eu não tinha ideia do que fazer. Dois dias depois, minha mãe me disse que ao falar sobre os problemas do meu irmão, meus pais não conseguiam evitar as lágrimas, e inesperadamente, meu irmão viu esta cena por acaso, e de repente teve um acesso de raiva, perguntando a eles por que eles o pressionavam. Ele disse que estava estudando muito o tempo todo e que até passava menos tempo jogando e que ele não sabia mais o que eles queriam. Ele até apressou minha mãe para que ela saísse de lá. Ao ouvir tais palavras, pensei que meu irmão era muito imaturo. Tudo o que meus pais faziam era pelo bem dele. Eu não conseguia mais aguentar isto e telefonei para meu irmão para acusá-lo. Ao ouvir o que eu disse, ele me disse emocionado: “Está certo! Aos seus olhos, não presto para nada. Sou um mau garoto! Você quer dizer que devo continuar estudando desesperadamente até eu morrer por causa disto, não é? Nunca venha me ver mesmo se você voltar do exterior! Você não é bem-vindo aqui!”

Ao ouvir o que ele disse, fiquei chocado… Eu não sabia por que ele ficou daquele jeito. Depois, no Qzone do meu irmão, eu vi tais palavras: “Eu não quero viver”. Naquela hora, minha mãe me ligou e me pediu que eu ralhasse com meu irmão, mas eu recusei, pois eu tinha a sensação de que se eu o fizesse, ele provavelmente iria fazer alguma coisa para se machucar. E depois, pensei: por que todos nós esperamos que meu irmão vá para a universidade? Na verdade, o objetivo final é para que ele viva uma vida rica e feliz no futuro. No entanto, mesmo se ele entrasse em uma universidade, tivesse um bom futuro e destino, e fosse rico materialmente, ele seria realmente feliz? As palavras de Deus são as seguintes: “Desde a invenção das ciências sociais pelo homem, a mente humana foi ocupada pela ciência e pelo conhecimento. Então, ciência e conhecimento tornaram-se ferramentas para governar a humanidade, e não houve mais espaço suficiente para o homem adorar a Deus, não houve mais condições favoráveis para a adoração a Deus. A posição de Deus decresceu mais ainda no coração do homem. Sem Deus no coração, o mundo interior do homem é escuro, vazio e sem esperança. […] A humanidade não só exige uma sociedade justa na qual todos sejam bem alimentados, iguais e livres; aquilo de que a humanidade precisa é a salvação de Deus e Sua provisão de vida para todos. Somente quando o homem recebe a salvação de Deus e Sua provisão de vida é que as necessidades, a ânsia por explorar e o vazio espiritual do homem podem ser resolvidos” (“Deus preside o destino de toda a humanidade”). Das palavras de Deus, entendi que o que precisamos não é conhecimento, status ou bens materiais, mas a verdade e a vida vinda de Deus, assim como Sua salvação. Fomos criados por Deus, então somente Ele pode satisfazer nossas necessidades espirituais. Se nós deixássemos Deus, não importa quantas coisas materiais desfrutaríamos, ainda assim nos sentiríamos um vazio no coração.Lembrei de um relatório que vi na internet: o neto de um milionário, que vivia extremamente confortável, mas que sentia seu coração vazio, foi a uma corrida para ter adrenalina, mas perdeu sua vida no final. Também há tantas pessoas famosas que têm tudo que querem, mas ainda assim não conseguem se livrarem do sentimento de vazio, e assim, usam drogas. De fato, quando somos ricos, não nos falta nada material e ainda teremos o desfrutar das coisas da carne, mas ninguém pode solucionar o vazio do nosso coração. Logo, muitas pessoas buscam entusiasmo, mas, como resultado, suas vidas são arruinadas. Na vida real, acontecimentos parecidos não são incomuns. Diante disto tudo, é óbvio que a satisfação material pode nos trazer tudo menos a verdadeira felicidade.

Pensando sobre mim: no passado, para o meu sonho universitário, estudei com dedicação e adquiri muito conhecimento, mas me sentia inexplicavelmente aflito e com um vazio no espírito. O que consegui depois de tantos anos de luta? Nada além de dor. Agora, eu acredito em Deus; ao ler as palavras de Deus todos os dias e tendo reuniões com irmãos e irmãs, obtenho algum conhecimento da soberania de Deus e do sentido da vida, e me sinto completo no meu coração. Nada disso me foi trazido pelo dinheiro. Quando penso nisto, finalmente entendi: se destacar dos outros e ter fama e fortuna não nos trazem felicidade; somente quando a pessoa vai diante de Deus, recebe o suprimento de Suas palavras e louva a Deus é que ela pode sentir a verdadeira felicidade em seu espírito. Depois de entender isso, resolvi espalhar o evangelho para meu irmão e o trazer diante de Deus.

Subsequentemente, decidi contar ao meu irmão os meus pensamentos mais profundos. Embora ele estivesse fora da internet, eu ainda arranjei coragem de me desculpar com ele e disse para ele que de agora em diante eu nunca o obrigaria a estudar muito e que, se ele tivesse qualquer dificuldade, ele poderia conversar comigo.Depois que eu enviei a mensagem, fiquei um tanto nervoso, temendo que ele não me respondesse. Para minha surpresa, no dia seguinte eu recebi sua resposta, na qual ele dizia que não estava com ânimo durante todo aquele tempo. Eu li estas poucas palavras repetidas vezes e fiquei tão feliz que nem consigo me expressar.

Depois, minha tia me telefonou e me disse que depois que ela retornasse para a China, ela iria prestar mais atenção nos estudos do meu irmão, de forma que ele pudesse ir a uma boa faculdade e ter um futuro brilhante. Ao ouvir isso, sorri e disse a ela que o histórico acadêmico do meu irmão não tinha bons prospectos, muito menos sua felicidade futura. Ele iria seguir seu próprio caminho e nós devíamos deixar as coisas acontecerem. Quando minha tia ouviu isso, ela ficou bem surpresa e me disse que aprovava meu ponto de vista. Agora, meu irmão tem ficado gradualmente mais animado e conversa comigo quando deseja.Uma vez, no Qzone dele, vi um comentário que ele deixou: “devemos falar de nossas dificuldades com nossa família e ser pacientes e tolerantes com os desconhecidos”. Quando eu estava lendo estas palavras, um leve movimento emotivo surgiu em meu coração. Graças a Deus! Sem a orientação das palavras de Deus, eu ainda estaria, como meus pais, obrigando meu irmão a estudar e, no fim, ele iria sucumbir diante da pressão dupla. Me senti tão grato a Deus que consegui realmente deixar fluir. Foi a orientação das palavras de Deus que me permitiu fazer a escolha certa.

Por Xiaoye, Japão