Inscreva-se

Menu

Seguir líderes religiosos é seguir Deus?

Dois mil anos atrás, nosso Salvador, o Senhor Jesus, veio para fazer a obra de redenção e foi loucamente condenado pelos sumos sacerdotes, escribas e fariseus da fé judaica. Visto que a maioria dos judeus adorava seus líderes religiosos, eles acompanharam aqueles anticristos condenando e rejeitando o Senhor Jesus, no fim, contribuindo para que Ele fosse crucificado. Isso foi um pecado enorme e lhes rendeu a condenação e punição de Deus, condenando a nação de Israel por dois mil anos. O Senhor Jesus retornou nos últimos dias como Deus Todo-Poderoso encarnado, expressando verdades e fazendo a obra de julgamento para purificar e salvar o homem. Ele também enfrenta a condenação e resistência enlouquecida de líderes religiosos. Eles selam suas igrejas, impedindo que os crentes analisem o caminho verdadeiro, por isso, muitos têm medo de investigar e aceitá-lo, embora tenham visto claramente que as palavras de Deus Todo-Poderoso são a verdade, têm poder e autoridade e vêm de Deus. Como resultado, muitos estão perdendo sua chance de acolher o Senhor e estão caindo em desastres. Onde eles erraram no que diz respeito a acolher o Senhor? É que eles adulam seus líderes religiosos! Acreditam que os líderes religiosos foram nomeados e são usados por Deus, que obedecer a eles é obedecer a Deus, por isso os seguem completamente, submetendo-se às suas palavras como se viessem de Deus. Muitos também pensam que o Senhor Jesus informará primeiro o clero quando Ele retornar, portanto, não ouvi-lo deles prova que Ele não retornou. Então nem tentam investigar a obra de Deus Todo-Poderoso, mas seguem os líderes religiosos e O condenam. E assim estão caindo em desastres, perdendo sua chance de ser arrebatados. A culpa disso é de quem? Não existe resposta simples. Os fariseus que, muito tempo atrás, resistiram e condenaram o Senhor Jesus foram condenados por Deus, e muitos no mundo religioso de hoje não aprenderam a lição dolorosa de então. Por adorarem cegamente o seu clero, eles os seguem condenando o Senhor Jesus retornado, pregando Deus na cruz mais uma vez. Isso realmente é uma vergonha! Como, então, os líderes religiosos podem ter sido nomeados por Deus? Submeter-se a eles é igual a seguir a Deus? É preciso ganhar clareza sobre isso com urgência.

Muitos crentes acreditam que os líderes religiosos, o clero como o papa, os bispos, os pastores e presbíteros, são nomeados e usados pelo Senhor Jesus e têm a autoridade para liderar os crentes, portanto, obedecer a eles é obedecer a Deus. Qual é a base dessa crença? Alguma vez o Senhor Jesus disse que todos os líderes religiosos foram nomeados por Deus? Ele nunca fez isso. Eles têm o testemunho do Espírito Santo ou prova da obra do Espírito? Não. Isso significa que essa ideia é uma noção puramente humana. Vamos pensar um pouco. Segundo essa ideia humana, de que os líderes religiosos são nomeados por Deus, então isso valeria também para os sumos sacerdotes, escribas e fariseus judeus, que resistiram e condenaram o Senhor Jesus? Segui-los para crucificar o Senhor Jesus também era submeter-se a Deus? Evidentemente, é absurdo tratar o clero dessa forma! A Bíblia nos mostra também que, na obra de Deus em cada era, Ele nomeia pessoas para ajudar em Sua obra. Todas essas pessoas são chamadas e testificadas por Deus, e as palavras de Deus mostram isso. Nunca são nomeadas por outros humanos nem são treinadas por humanos. Pense na Era da Lei, quando Deus usou Moisés para tirar os israelitas do Egito. As próprias palavras de Deus Jeová deram testemunho disso. Deus Jeová disse a Moisés: “E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel é vindo a Mim; e também tenho visto a opressão com que os egípcios os oprimem. Agora, pois, vem e Eu te enviarei a Faraó, para que tireis do Egito o Meu povo, os filhos de Israel” (Êxodo 3:9-10). Na Era da Graça, O Senhor Jesus usou Pedro para pastorear as igrejas, e Ele também deu testemunho de Pedro. O Senhor Jesus disse a Pedro: “Simão, filho de João, amas-me? […] Apascenta as minhas ovelhas” (João 21:17). “Pois também Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha igreja, e as portas do hades não prevalecerão contra ela; dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus” (Mateus 16:18-19). Deus nomeia e dá testemunho pessoalmente das pessoas que Ele usa em cada era e isso é confirmado pela obra do Espírito Santo. Nas Eras da Lei e da Graça, às vezes, aqueles usados por Deus eram estabelecidos e testificados por Ele. Às vezes, Ele usou outros métodos. Sem Sua nomeação direta, Ele revelava isso por meio de profetas ou havia prova da obra do Espírito Santo. Isso é inegável. No mundo religioso de hoje, quem deu ao papa, aos bispos, padres, pastores e presbíteros a posição que ocupam? Existe prova das palavras de Deus ou da obra do Espírito Santo? O Espírito deu testemunho deles? Dificilmente! Na verdade, todos esses líderes religiosos nas igrejas foram formados em seminários e escolas teológicas e têm diplomas em teologia. Com o diploma em mãos, eles são designados para liderar os crentes nas igrejas. Alguns são talentosos e eloquentes e dominam bem o seu trabalho, então são recomendados e nomeados pela liderança superior e sobem na hierarquia. Quase todo o clero do mundo religioso ganha seus cargos desse jeito, mas a maioria carece da obra do Espírito Santo. Uma pequena percentagem pode ter alguma obra do Espírito, mas não têm Seu testemunho. Assim, podemos ter certeza de que não são pessoas testificadas e usadas por Deus. São claramente cultivadas e escolhidas por outras pessoas, por que, então, insistiriam que foram nomeados por Deus? Isso não é contrariar os fatos? Isso não é mentir descaradamente e testificar de si mesmos? Quais são as consequências disso? Isso não é enganar e prejudicar os crentes? Alguns líderes religiosos até citam as palavras do Senhor Jesus, apelando a Pedro para alegar que a autoridade do Senhor Jesus concedida a Pedro é repassada para o papa, por isso o papa é autorizado por Deus e pode representar o Senhor Jesus, e já que os padres seguem o papa, eles também são autorizados por Deus, de modo que podem perdoar pecados. Isso não é ridículo? Em algum momento o Senhor Jesus instruiu Pedro a repassar a autoridade que lhe fora concedida a gerações de clero? O Senhor Jesus nunca disse isso! Pedro transmitiu tais coisas? De forma alguma! Nada disso está escrito na Bíblia. Também é fato que não existia papa nem padres naquela época. Então aqueles líderes religiosos que proclamam serem autorizados por Deus e representarem o Senhor Jesus estão fingindo ser Deus e enganando as pessoas, certo? Aqueles que lhes obedecem e se curvam diante deles não estão adorando ídolos? Isso não é trabalhar contra Deus? Muitas pessoas não entendem isso e continuam cegas, adorando seus líderes, pensando que eles foram nomeados por Deus. Você vê como isso é tolo e ignorante? Como isso é diferente dos incrédulos que adoram ídolos? Se você é um crente, mas não segue a palavra de Deus, se você adora e se ajoelha diante de outros humanos para confessar seus pecados, como se fossem Deus, você não está desrespeitando e blasfemando contra Deus? Aqueles que, tolos, fazem isso podem ser salvos por Deus? Provavelmente não. Aqueles que, tolos, fazem isso não podem ganhar a aprovação de Deus.

Precisamos ser claros que Deus não nomeia alguém casual ou arbitrariamente. Deve haver prova. Houve prova quando Deus nomeou Moisés, e pelo menos os israelitas sabiam disso. Quando o Senhor Jesus nomeou Pedro, isso também foi real, e os apóstolos sabiam disso. Então, a alegação de que Deus nomeou alguém precisa de uma base factual. Nenhum humano pode alegar isso arbitrariamente. Podemos ver também que qualquer um que Deus nomeia terá a orientação e a confirmação do Espírito Santo. Seu trabalho consegue executar a vontade de Deus e alcançará resultados muito claros. Conseguem realizar a comissão de Deus. Vejamos o que Deus Todo-Poderoso tem a dizer. “Em termos da essência de seu trabalho e do contexto de seu uso, o homem usado por Deus é levantado por Ele, é preparado por Ele para a obra de Deus e ele coopera na obra do Próprio Deus. Ninguém jamais poderia fazer seu trabalho em seu lugaressa é a cooperação humana que é indispensável junto com a obra divina. O trabalho realizado por outros obreiros ou apóstolos, por sua vez, é apenas a transmissão e a implementação dos muitos aspectos dos arranjos para as igrejas ao longo de cada período, ou então a obra de alguma provisão vital simples a fim de sustentar a vida da igreja. Esses obreiros e apóstolos não são designados por Deus, muito menos podem ser chamados como aqueles que são usados pelo Espírito Santo. Eles são escolhidos dentre as igrejas e, após terem sido treinados e cultivados por certo tempo, os que estão aptos são mantidos, enquanto os que não se qualificam são enviados de volta para o lugar de onde vieram. Como essas pessoas são escolhidas dentre as igrejas, algumas mostram sua verdadeira índole após se tornarem líderes e outras até fazem muitas coisas más e acabam sendo eliminadas. Por outro lado, o homem que é usado por Deus é alguém que foi preparado por Deus, que tem um determinado calibre, e tem humanidade. Ele foi previamente preparado e tornado perfeito pelo Espírito Santo, é completamente conduzido pelo Espírito Santo e, especialmente quando se trata de sua obra, é guiado e comandado pelo Espírito Santo; o resultado disso é que não existe desvio algum na senda de conduzir os escolhidos de Deus, pois Deus certamente assume a responsabilidade por Sua própria obra e sempre faz Sua própria obra” (‘Quanto ao uso que Deus faz do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso nos mostram que Deus prepara de antemão aqueles que Ele aponta e usa para a Sua obra, que eles são aqueles que Deus levanta para liderar Seus escolhidos. Seu trabalho e sermões são feitos por meio da provisão e orientação do Espírito Santo, e ninguém que não tenha sido nomeado pessoalmente por Deus pode substituí-los. Moisés, na Era da Lei, e Pedro, na Era da Graça, aderiram estritamente às palavras e exigências de Deus para liderar Seus escolhidos, e Deus sempre estava com eles, guiando-os a cada passo. Deus nunca usa uma pessoa errada ou alguém que trabalha contra Ele. Ele sempre é responsável pela Sua própria obra. Aqueles que Deus usa são sempre esclarecidos pelo Espírito Santo em seu trabalho e palavras e podem compartilhar um entendimento puro das palavras de Deus para ajudar os escolhidos de Deus a entenderem Suas declarações, Sua vontade e Suas exigências. Sempre conseguem usar a verdade para ajudar os escolhidos de Deus em suas lutas práticas na entrada na realidade das palavras de Deus e na trilha certa em sua fé. Quando os escolhidos de Deus aceitam e se submetem ao pastoreio daqueles que são usados por Deus, eles podem ganhar sustento para sua vida, ganhar mais entendimento da verdade, conhecer melhor a obra e o caráter de Deus e expandir sua fé e amor por Deus. É por isso que são apoiados pelos escolhidos de Deus, que, em seu coração, sabem que aquelas pessoas foram nomeadas por Deus e são segundo o coração de Deus. Quando aceitamos e nos submetemos à sua liderança, isso é seguir e se submeter a Deus e está alinhado com a vontade de Deus. Aqueles que Deus usa são nomeados para liderar Seus escolhidos para que experimentem a obra de Deus e O sigam, e seu trabalho e sermões vêm totalmente da liderança e iluminação do Espírito Santo. Aceitar e se submeter à sua liderança é submeter-se a Deus. Resistir a eles é resistir a Deus e resultará em sua exposição e eliminação por Deus ou talvez até na danação e punição. Quando Moisés tirou os israelitas do Egito, o bando de Corá e Datã, que lutou contra ele, foi punido por Deus. Isso é fato.

Analisemos os líderes religiosos de hoje, o papa, os bispos e padres no catolicismo e os pastores, presbíteros e outro clero no cristianismo. Eles foram nomeados por Deus? Deus manifestou seu apoio a eles? Eles têm prova da obra do Espírito Santo? Eles têm a prova dos frutos de seu trabalho? Eles não têm nada disso. Isso prova que foram escolhidos por humanos, não nomeados por Deus. Já que vimos que eles foram cultivados em seminários e nomeados por instituições religiosas oficiais, sabemos que devemos ser cautelosos. A maioria deles não acredita na verdade nem tem fé genuína em Deus. Acredita em teologia, em seu título e posição, no sustento que isso lhes dá. Não importa quão elevado seja seu conhecimento bíblico nem quão bons sejam seus sermões, eles não têm a obra e orientação do Espírito Santo nem o esclarecimento do Espírito. Isso nos mostra que eles são pastores falsos, incrédulos, e Deus não os reconhece. Então adorá-los e segui-los não é incrivelmente tolo? Além de carecerem do testemunho das palavras de Deus e de prova do Espírito Santo, existe uma evidência crítica que pode nos ajudar a vê-los pelo que são. Deus Todo-Poderoso expressou tantas verdades, revelou abertamente as cores verdadeiras das pessoas, se elas amam ou não a verdade, se reconhecem ou não a verdade, se aceitam ou não a verdade e se odeiam e rejeitam a verdade. Tudo é revelado. Aqueles que reconhecem que as palavras de Deus Todo-Poderoso são a verdade, que Ele é Deus na carne, são aqueles que amam a verdade e têm a aprovação de Deus. São as virgens sábias que ouvem a voz de Deus e são arrebatados para diante de Seu trono. Se alguém vê que Deus Todo-Poderoso expressou tantas verdades, mas continua se opondo, condenando e negando a aparição e obra de Deus, isso significa que Ele odeia a verdade e que é um anticristo que resiste e condena a Deus. Ele já caiu nos desastres e está fadado a ser punido por Deus. Não são apenas os líderes católicos e cristãos, mas líderes e personagens de todas as denominações que, quase sem exceção, estão trabalhando contra Deus Todo-Poderoso. O mundo religioso está nas garras desse bando de anticristos. Isso é um fato conhecido, que ninguém pode negar. Então, se sabemos que esses bispos, padres, pastores e presbíteros fazem parte de um bando de anticristos que resistem e condenam a obra de Deus Todo-Poderoso, como devemos abordar isso? Devemos rejeitar e amaldiçoá-los e nos libertar de suas restrições. Isso é ser sábio. Se continuamos esperando encontrar neles o caminho verdadeiro, continuamos esperando que eles nos digam o que é certo ou errado, isso é incrivelmente tolo e é cego e ignorante! Os cegos que guiam os cegos terminarão em ruína. Isso cumpre os versículos bíblicos: “Os insensatos, por falta de entendimento, morrem” (Provérbios 10:21). “O Meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento” (Oséias 4:6).

Está perfeitamente claro que líderes católicos e cristãos, juntamente com líderes de todas as outras denominações, estão abertamente condenando Deus Todo-Poderoso. Para manterem seu status e salário, estão mantendo os crentes firmemente sob seu controle, tomando seu dinheiro, se alimentando dos crentes como parasitas, como demônios que devoram seu cadáver. Esses anticristos espalham todos os tipos de mentiras malignas a fim de manter sua posição e sustento, dizendo que qualquer notícia sobre o retorno do Senhor é falsa, que o Senhor Jesus tem de vir numa nuvem, que aceitar a segunda encarnação do Senhor é aceitar um falso cristo. Contam mentiras que enganam as pessoas, fazem de tudo para impedir que os crentes investiguem o caminho verdadeiro. Até se alinham com o Partido Comunista para prender e perseguir aqueles que compartilham o evangelho do reino. Como esses líderes religiosos são diferentes dos fariseus que se opuseram ao Senhor Jesus nos dias Dele? Não são todos eles pessoas que crucificam Deus? Não são todos eles pastores falsos e anticristos que desviam e arruínam as pessoas? Lembre-se das palavras do Senhor Jesus que condenaram os fariseus: “Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar” (Mateus 23:13). “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós” (Mateus 23:15). Podemos ver que, hoje, a maioria dos líderes religiosos não é diferente dos fariseus que resistiram loucamente ao Senhor Jesus e Obstruíram o caminho dos crentes. Todos eles odeiam a Deus e trabalham contra Ele, e eles são os anticristos demoníacos dos últimos dias.

Aqui estão algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “Basta olhar para os líderes de cada denominaçãosão todos arrogantes e hipócritas, e suas interpretações da Bíblia carecem de contexto e são guiadas por sua imaginação. Eles todos se fiam em seus dons e em sua erudição para realizar seu trabalho. Se fossem incapazes de pregar qualquer coisa, as pessoas os seguiriam? Afinal de contas, eles possuem certo conhecimento e conseguem pregar sobre alguma doutrina ou sabem como conquistar as pessoas e como usar alguns artifícios. Eles usam isso para trazer as pessoas para diante de si mesmos e enganá-las. Nominalmente, essas pessoas acreditam em Deus, mas, na realidade, seguem seus líderes. Quando encontram alguém pregando o caminho verdadeiro, algumas dizem: ‘Temos que consultar nosso líder sobre a nossa fé’. Um humano é o mediador de sua fé em Deus; isso não é um problema? Então, no que esses líderes se transformaram? Será que não se tornaram fariseus, falsos pastores, anticristos e pedras de tropeço para que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro?” (‘Somente buscar a verdade é verdadeiramente crer em Deus’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”).

Existem aqueles que leem a Bíblia em igrejas majestosas e a recitam o dia inteiro, mas nem um deles entende o propósito da obra de Deus. Nem um deles é capaz de conhecer Deus; menos ainda pode qualquer um deles estar de acordo com a vontade de Deus. Todos eles são pessoas inúteis e vis, cada uma se empinando para repreender a Deus. Eles intencionalmente se opõem a Deus mesmo quando carregam o estandarte Dele. Afirmando ter fé em Deus, ainda comem a carne e bebem o sangue do homem. Todas as pessoas assim são diabos que devoram a alma do homem, demônios chefes que deliberadamente se interpõem aos que tentam entrar na senda certa e pedras de tropeço que impedem os que buscam a Deus. Elas podem parecer ter uma ‘constituição robusta’, mas como os seus seguidores podem saber que não passam de anticristos que levam as pessoas a ficarem contra Deus? Como os seus seguidores podem saber que esses anticristos são diabos vivos dedicados a devorar as almas humanas?” (‘Todos os que não conhecem a Deus são pessoas que se opõem a Deus’ em “A manifesta em carne”).

A pessoa mais rebelde é aquela que intencionalmente desafia Deus e resiste a Ele. É inimiga de Deus e é o anticristo. Tal pessoa tem constantemente uma atitude hostil em relação à nova obra de Deus, nunca demonstrou a menor intenção de se submeter, e nunca se submeteu ou humilhou a si mesma. Ela se exalta diante dos outros e nunca se submete a ninguém. Diante de Deus, ela se considera a mais proficiente em pregar a palavra e a mais hábil em trabalhar com os outros. Não descarta os ‘tesouros’ já em sua posse, mas trata-os como heranças familiares para adoração, para pregar aos outros, e os utiliza para ensinar a esses tolos que a idolatram. Há, de fato, certo número de pessoas assim na igreja. Pode-se dizer que são ‘heróis indomáveis’, que permanecem na casa de Deus, geração após geração. Elas tomam a pregação da palavra (doutrina) como seu dever mais elevado. Ano após ano, geração após geração, vão vigorosamente impondo seu dever ‘sagrado e inviolável’. Ninguém ousa tocá-los, e nenhuma pessoa se atreve a reprová-los abertamente. Elas se tornam ‘reis’ na casa de Deus, correndo desenfreadas enquanto tiranizam os outros, de geração em geração. Esse bando de demônios procura unir esforços e demolir a Minha obra; como posso permitir que esses demônios vivos existam diante de Meus olhos?” (‘Aqueles que obedecem a Deus com um coração sincero certamente serão ganhos por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Tenho certeza de que agora todos vemos que muitos líderes religiosos são anticristos que odeiam a verdade, odeiam a Deus, que são servos malignos e pastores falsos que desviam as pessoas. Ouvi-los e submeter-se a eles não é submeter-se a Deus, não é seguir a Deus. É seguir Satanás e opor-se a Deus, é tornar-se cúmplice de Satanás, alguém que Deus detesta e condena. Então, como crentes, devemos estar cientes de que devemos magnificar Deus, temê-Lo, submeter-nos a Ele e à verdade. Jamais devemos adorar ou seguir humanos. É como disse o Senhor Jesus: “Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás” (Mateus 4:10). Se um líder religioso é alguém que ama a verdade, se suas palavras estão de acordo com as do Senhor e ele nos leva a temer a Deus e evitar o mal, então seguir e se submeter àquelas palavras que se conformam à verdade é submeter-se a Deus. Se suas palavras não se conformam à verdade, se são contrárias às palavras do Senhor, devemos rejeitá-las. Se continuamos seguindo-os, isso é seguir uma pessoa, é seguir Satanás. Se um líder religioso rejeita e odeia a verdade e impede que outros investiguem o caminho verdadeiro, ele é um anticristo, e nós devemos ficar do lado de Deus, expondo e rejeitando-o, e ousar dizer “não”, escapar de seu controle, buscar e aceitar o caminho verdadeiro e acompanhar os passos de Deus. Isso é fé verdadeira, realmente seguir a Deus, e está alinhado com Sua vontade. Como disse Pedro quando foi preso pelos sumos sacerdotes e fariseus: “Importa antes obedecer a Deus que aos homens” (Atos 5:29).

Leiamos outra passagem de Deus Todo-Poderoso. “De suma importância ao seguir a Deus é que tudo esteja de acordo com as palavras de Deus hoje: quer você busque a entrada na vida ou o cumprimento da vontade de Deus, tudo deve estar centrado em torno das palavras de Deus hoje. Se aquilo que você comunga e busca não está centrado em torno das atuais palavras de Deus, você é um estranho às palavras de Deus e totalmente privado da obra do Espírito Santo. O que Deus quer são pessoas que sigam Seus passos. Não importa quão maravilhoso e puro seja aquilo que você compreendeu antes, Deus não o quer, e se você não for capaz de pôr tais coisas de lado, elas serão um enorme obstáculo para a sua entrada no futuro. Todos aqueles que são capazes de seguir a luz atual do Espírito Santo são abençoados. As pessoas de eras passadas também seguiram os passos de Deus, mas não puderam seguir até hoje; essa é a bênção das pessoas dos últimos dias. Aquelas que podem acompanhar a obra atual do Espírito Santo e são capazes de seguir os passos de Deus, de modo que seguem Deus para onde quer que Ele as conduzaessas são pessoas abençoadas por Deus. Aquelas que não seguem a obra atual do Espírito Santo não entraram na obra das palavras de Deus e, não importa quanto trabalhem nem quão grande seja seu sofrimento, nem quanto corram por aí, nada disso significa qualquer coisa para Deus, e Ele não as elogiará. […] ‘Seguir a obra do Espírito Santo’ significa entender a vontade de Deus hoje, ser capaz de agir em conformidade com as atuais exigências de Deus, ser capaz de obedecer e seguir ao Deus de hoje e entrar em concordância com as declarações mais recentes de Deus. Só essa pessoa é alguém que segue a obra do Espírito Santo e está na corrente do Espírito Santo. Tais pessoas não só são capazes de só receber o louvor de Deus e de ver a Deus, mas podem também conhecer o caráter de Deus a partir da obra mais recente de Deus e podem conhecer as noções e a desobediência do homem e a natureza e a essência do homem a partir de Sua obra mais recente; ademais, são capazes de mudar o seu caráter gradualmente durante seu serviço. Somente pessoas como essas são capazes de ganhar Deus e acharam realmente o verdadeiro caminho” (‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Agora, tenho certeza de que vemos melhor que ter fé e seguir a Deus é submeter-se e aceitar a verdade, aceitar a obra e as palavras atuais de Deus e acompanhar Seus passos. Não importa o quanto a obra de Deus se afaste das noções das pessoas nem quantas pessoas resistam e a condenem, contanto que seja a verdade e a obra de Deus, devemos aceitá-la e nos submeter a ela. Só isso é ter fé e seguir a Deus. Como lemos em Apocalipse: “Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá” (Apocalipse 14:4). Nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso está aqui operando e expressou muitas verdades. Ele faz a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus, para purificar e salvar a humanidade, salvando-nos do mal e das forças de Satanás. Isso é uma oportunidade imperdível e nossa única senda para sermos salvos e entrarmos no reino de Deus. Agora mais e mais pessoas no mundo inteiro que anseiam pela aparição de Deus vem investigando on-line a obra de Deus Todo-Poderoso. Viram que todas as Suas palavras são a verdade, que são a voz de Deus. Estão se libertando dos laços dos líderes religiosos, saindo do controle de suas igrejas e vindo para diante do trono de Deus para participar do banquete nupcial do Cordeiro. Mas ainda há muitos no mundo religioso que seguem e adoram cegamente o clero, que são constrangidos e seduzidos pelas forças dos anticristos. São rigidamente controlados no Páramo, esperando em vão que o Senhor venha numa nuvem, há muito rejeitados e eliminados por Deus, gemendo e rangendo os dentes nos desastres. Isso é o cumprimento das palavras do Senhor Jesus: “Se um cego guiar outro cego, ambos cairão no barranco” (Mateus 15:14). Alegam crer em Deus, mas, na verdade, se colocam contra Deus e seguem pessoas. Deus os vê como incrédulos. Deus é um Deus santo que odeia o mal e Sua justiça não tolera ofensa. Ele jamais salvaria aqueles que adulam humanos, que seguem anticristos em se opor e blasfemar contra Deus. Deus jamais salvaria alguém que não ama nem aceita a verdade, mas cegamente se agarra à Bíblia. A vontade de Deus é libertar as pessoas da Babilônia religiosa, para que não sejamos mais constrangidos pelas restrições das forças dos anticristos do mundo religioso e possamos sair da religião para buscar a verdade e a obra de Deus e ter a esperança de acolher a aparição e obra de Deus.

Vejamos mais algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso. “O que você admira não é a humildade de Cristo, mas aqueles falsos pastores de posição proeminente. Você não ama a amorosidade ou a sabedoria de Cristo, mas aqueles libertinos que se chafurdam na imundície do mundo. Você ri da dor de Cristo, que não tem lugar para deitar a cabeça, mas admira aqueles cadáveres que caçam oferendas e vivem em devassidão. Você não está disposto a sofrer ao lado de Cristo, mas se lança contente nos braços daqueles anticristos imprudentes, apesar de eles apenas lhe fornecerem carne, palavras e controle. Agora mesmo seu coração ainda se volta para eles, para a reputação deles, para o status deles e para a influência deles. E, no entanto, você continua a manter uma atitude na qual acha a obra de Cristo dura de engolir e não está disposto a aceitá-la. É por isso que Eu digo que você não tem a fé para reconhecer Cristo. A razão por que você O seguiu até hoje foi só porque você não teve outra opção. Uma série de imagens altivas está sempre em destaque em seu coração; você não consegue esquecer cada palavra e feito deles, nem suas palavras e mãos influentes. Eles são, no seu coração, para sempre supremos e para sempre heróis. Mas isso não vale para o Cristo de hoje. Ele é para sempre insignificante no seu coração, e para sempre indigno de reverência. Porque Ele é comum demais, tem muito pouca influência e está longe de ser elevado.

De qualquer modo, Eu digo que todos aqueles que não valorizam a verdade são descrentes e traidores da verdade. Tais homens nunca receberão a aprovação de Cristo. Você identificou agora quanta descrença existe dentro de você, e quanta traição de Cristo? Eu o exorto assim: já que escolheu o caminho da verdade, então você deveria se dedicar de todo o coração; não seja ambivalente nem irresoluto. Você deveria compreender que Deus não pertence ao mundo ou a qualquer pessoa em particular, mas a todos aqueles que acreditam Nele verdadeiramente, todos aqueles que O adoram e todos aqueles que são devotos e fiéis a Ele” (‘Você é um verdadeiro crente em Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deixe uma resposta