Inscreva-se

Menu

Sinais do fim dos tempos bíblicos têm ocorrido: como acolher o retorno do Senhor

Sinais do final dos tempos já ocorreram

Atualmente, os desastres são cada vez mais e há frequentes terremotos, fomes e guerras. Além disso, desde o final de 2019 a 2020, o novo coronavírus, emergente de Wuhan, China, já se alastrou para muitos países. Além disso, de setembro de 2019 a janeiro de 2020, os incêndios na Austrália destruíram milhares de edifícios. Mais, dezenas de pessoas morreram e estima-se acima de bilhões de animais tenham sido mortos. Depois, chuvas torrenciais, como já não existiam há mais de 100 anos, atingiram a Austrália, causando inundações, falhas de energia nalguns distritos, e cinzas de fogo foram jogadas nos rios, que mataram muitas criaturas de água doce. Em janeiro de 2020, chuvas torrenciais varreram a Indonésia, tanto que milhares de pessoas ficaram sem os seus lares. Além disso, apareceram quatro luas de sangue e desastres têm ocorrido com frequência em todo o mundo. Tudo isto vem cumprir as profecias acerca do regresso do Senhor Jesus, “E vi quando abriu o sexto selo, e houve um grande terremoto; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua toda tornou-se como sangue” (Apocalipse 6:12). “Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes e terremotos em vários lugares. Mas todas essas coisas são o princípio das dores” (Mateus 24:7-8). Observando o cumprimento destas profecias, muitos irmãos e irmãs no Senhor têm levantado questões: Como as profecias acerca do regresso do Senhor já se cumpriram, será que o Senhor já voltou? Se sim, porque é que nós não Lhe demos as boas-vindas? Onde poderemos encontrar as pegadas do Senhor?

Relativamente a este assunto, devemos saber, em primeiro lugar, como é que o Senhor irá voltar. Muito acreditam que porque o Senhor partiu nas nuvens, Ele voltará nas nuvens quando regressar, pois a Bíblia diz, “Eis que vem com as nuvens” (Apocalipse 1:7), e “E verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mateus 24:30). Mas, porque é que não vimos o Senhor vindo das nuvens? Na verdade, no que toca à vinda do Senhor, nós negligenciamos uma coisa importante – há profecias bíblicas reportando a vida do Senhor em segredo, tal como “Eis que venho como ladrão” (Apocalipse 16:15), “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6), “Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem” (Mateus 24:44), “Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no Seu dia. Mas primeiro é necessário que Ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” (Lucas 17:24–25).

As palavras “venho como ladrão” e “Mas à meia-noite ouviu-se um grito” nestes versículos referem-se à vinda do Senhor, em silêncio e em segredo, nos últimos dias. “O Filho do homem” e “virá o Filho do homem” refere-se ao Senhor tornar-se carne, como Filho do homem, para voltar em segredo. Quando se menciona o Filho do homem, isto sempre se refere a Alguém que é nasce humano, tem pais e vive entre as pessoas na forma de homem comum de carne e osso, tal como o Senhor Jesus. Se o Senhor voltasse com um corpo espiritual ressurecto, não poderia ser chamado de Filho do homem. Além disso, o versículo “Mas primeiro é necessário que Ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” significa que o Senhor se tornará carne como Filho do homem quando voltar. Como o Deus encarnado tem uma aparência normal e comum e as pessoas não se apercebem que Ele é o Próprio Deus, tratam-no como uma pessoa normal e até O condenam e rejeitam. Portanto, quando o Senhor voltar, Ele sofrerá muitas coisas. Tal como quando o Senhor Jesus apareceu e realizou a Sua obra, durante a sua encarnação como Filho do homem, muitas pessoas não sabiam que Ele era o Messias, e, com base nas suas próprias noções e entendimentos, resistiram e condenaram o Senhor, prendendo-O na cruz. Se o Senhor Jesus voltasse na forma do Seu corpo espiritual ressuscitado, quem se atreveria a tratá-Lo como uma pessoa comum e quem O condenaria, resistiria ou rejeitaria? Todos se ajoelhariam no chão e o sofrimento de Deus chegaria ao fim. Pode ver-se que, quando o Senhor Jesus voltar nos últimos dias, Ele se tornará carne e descenderá secretamente para realizar a Sua obra.

Neste ponto, alguns irmãos e irmãs sentem-se confusos: Se o Senhor descenderá secretamente e fará a Sua obra entre a humanidade nos últimos dias, então como é que se cumprirão as profecias que falam da Sua vinda nas nuvens? Não é isso uma contradição? Sabemos que Deus é Fiel, e, por isso, as Suas profecias certamente se cumprirão. De facto, Deus tem realizado a Sua obra com um plano, e seguindo passos. Primeiro, Ele descenderá secretamente para fazer a Sua obra e salvar o homem, e depois irá publicamente descender numa nuvem aparecendo aos homens e recompensando os bons e punindo os maus. Vamos ler alguns versículos que nos ajudam a clarificar como é que se cumprem as profecias sobre a vinda do Senhor. O Senhor Jesus disse, “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:48). “Porque o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento” (João 5:22). Destes versículos, podemos ver que quando Deus se torna carne e anda secretamente entre a humanidade nos últimos dias, Ele falará à humanidade, fará a obra de julgamento para purificar e aperfeiçoar todos aqueles que se voltam para o Seu trono. E Deus realiza esta fase da Sua obra com base na obra de redenção do Senhor Jesus e de acordo com as presentes necessidades da humanidade. Embora tenhamos sido redimidos pelo Senhor Jesus e os nossos pecados absolvidos, as nossas naturezas satânicas, como a arrogância, falsidade, egoísmo e malícia não foram totalmente eliminadas e ainda vivemos num estado de pecado e confissão. Por isso, o Senhor Jesus falou que quando voltasse nos últimos dias, iria tornar-se carne para exprimir as Suas palavras e realizar a Sua obra de julgamento e purificação do homem. Aqueles que aceitarem o julgamento da palavra do Senhor poderão ser purificados por Deus e vencerão perante os desastres e, finalmente, entrarão no reino de Deus, desfrutando das bênçãos eternas concedidas por Deus. Contudo, durante o trabalho secreto de Deus, aqueles que não procurarem nem ouvirem a voz de Deus e não aceitarem o Seu julgamento nos últimos dias, mas em vez disso confiarem nas suas próprias noções e entendimentos, condenando Deus, esses serão o joio revelado pela obra de Deus nos últimos dias. Após o julgamento de Deus separar as virgens prudentes das virgens néscias, os bons servos dos maus servos, e os que amam a verdade daqueles que a detestam, a obra de Deus de salvação do homem estará completa e então Deus descerá numa nuvem, aparecendo publicamente aos povos de todas as nações, recompensando os bons e punindo os maus. Aqueles que não aceitarem a obra do Deus encarnado serão surpreendidos ao perceber que Aquele a Quem têm resistido e rejeitado é precisamente o Senhor Jesus que regressou, e irão arrepender-se, bater no peito em desespero, gemer e ranger os dentes, mas já será tarde demais. Isto completa totalmente as profecias, “Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até mesmo aqueles que O traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele” (Apocalipse 1:7).  “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mateus 24:30). Portanto, desde que nós aceitemos o julgamento de Deus nos últimos dias durante a Sua obra secreta, seremos purificados por Deus e teremos a oportunidade de entrar no reino de Deus.

Como dar as boas-vindas à segunda vinda do Senhor Jesus? Vamos observar os seguintes versículos, “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). Os versículos mencionam “ouviu-se um grito” e “estou à porta e bato”, o que significa que quando o Senhor voltar para fazer a Sua obra, algumas pessoas testemunharam que o Senhor voltou e Ele usará a Sua palavra para bater à porta dos nossos corações. Então, o mais importante para dar as boas-vindas ao Senhor é dar atenção à Sua voz, tal como o Senhor Jesus disse, “As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10:27). E também em Apocalipse 2:7, “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” Portanto, quando nós ouvimos alguém a testemunhar acerca do regresso do Senhor, para expressar a verdade e realizar o julgamento, devemos dar mais atenção e procurar, investigar e ver se estas palavras são a voz de Deus e se a obra tem a aparência e obra de Deus. Se reconhecermos a voz de Deus nas palavras do Senhor regressado, então seguimos as pegadas do Cordeiro e daremos as boas-vindas ao regresso do Senhor.

Veja também:

O verdadeiro significado de “Daquele dia e hora ninguém sabe”

Como buscamos a aparição de Deus em meio aos desastres?

O que significa que Jesus virá como um ladrão na noite?

Deixe uma resposta