Inscreva-se

Menu

Deus faz casacos de pele para Adão e Eva

Gênesis 3:20-21 Chamou Adão à sua mulher Eva, porque era a mãe de todos os viventes. E Deus Jeová fez roupas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu.

Vamos dar uma olhada nessa terceira passagem, que afirma que há um significado por trás do nome que Adão deu a Eva. Ela mostra que, depois de ser criado, Adão teve pensamentos próprios e compreendeu muitas coisas. Mas, por enquanto, não vamos estudar ou explorar o que ele compreendeu ou quanto compreendeu, porque esse não é meu objetivo principal ao discutir a terceira passagem. Então, qual é o ponto principal que quero destacar? Vamos dar uma olhada na frase: “E Deus Jeová fez roupas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu”. Se não discutirmos essa passagem das Escrituras na comunhão de hoje, talvez vocês nunca percebam as mais profundas implicações por trás dessas palavras. Primeiro, deixe-Me dar algumas pistas. Imaginem, se puderem, o Jardim do Éden, com Adão e Eva vivendo nele. Deus vai visitá-los, mas eles se escondem porque estão nus. Deus não os vê, e depois de chamar por eles, eles dizem: “Não ousamos vê-Lo porque nossos corpos estão nus”. Eles não se atrevem a ver Deus porque estão nus. Então, o que Deus Jeová faz por eles? O texto original diz: “E Deus Jeová fez roupas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu”. Com isso, vocês entendem o que Deus usou para fazer a roupa deles? Deus usou peles de animais para fazer a roupa deles. Isto é, a roupa que Deus fez para o homem era um casaco de pele. Essa foi a primeira peça de roupa que Deus fez para o homem. Um casaco de pele é um item de vestuário sofisticado para os padrões atuais, e não algo que todos podem usar. Se alguém lhe perguntar: qual foi a primeira peça de roupa usada por nossos ancestrais? Você pode responder: foi um casaco de pele. Quem fez esse casaco de pele? Você pode responder: Deus o fez! Esse é o ponto principal: essa roupa foi feita por Deus. Não é algo que vale a pena discutir? Agora que ouviram a Minha descrição, emergiu uma imagem em suas mentes? Vocês deveriam conceber pelo menos um esboço. O motivo de lhes dizer isso hoje não é para que saibam qual foi a primeira roupa do homem. Qual é o motivo, então? A questão não é o casaco de pele, mas como as pessoas vieram a conhecer — como foi revelado por Deus no que Ele fez aqui — seu caráter, o que Ele era e o que Ele é.

Deus faz roupas de peles para Adão e Eva

“E Deus Jeová fez roupas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu.” Nessa cena, que tipo de papel vemos Deus assumir quando está com Adão e Eva? De que jeito Ele Se manifesta neste mundo com apenas dois seres humanos? Ele Se manifesta no papel de Deus? Irmãos e irmãs de Hong Kong, por favor, respondam. (No papel de um dos pais.) Irmãos e irmãs da Coreia do Sul, em que tipo de papel vocês acham que Deus aparece? (Chefe da família.) Irmãos e irmãs de Taiwan, o que vocês acham? (O papel de alguém na família de Adão e Eva, o papel de um membro da família.) Alguns de vocês acham que Deus aparece como um membro da família de Adão e Eva, enquanto alguns dizem que Deus aparece como o chefe da família, e outros dizem como um dos pais. Todas estas são muito apropriadas. Mas vocês veem aonde estou chegando? Deus criou essas duas pessoas e as tratou como Seus companheiros. Como sua única família, Deus cuidou da vida deles e também cuidou de seu alimento, sua roupa e seu abrigo. Aqui, Deus aparece como um dos pais de Adão e Eva. Embora Deus faça isso, o homem não vê quanto Deus é elevado; não vê a supremacia de Deus, Seu mistério, e principalmente não vê Sua ira ou majestade. Tudo que vê é a humildade de Deus, Seu afeto, Sua preocupação para com o homem, e a responsabilidade e o cuidado para com ele. A atitude e o modo com que Deus tratou Adão e Eva são semelhantes a como os pais humanos demonstram preocupação para com seus filhos. Também é como os pais humanos amam, e cuidam de seus filhos e filhas — reais, visíveis e tangíveis. Em vez de Se colocar em uma posição elevada e poderosa, Deus pessoalmente usou peles para fazer roupas para o homem. Não importa se esse casaco de pele foi usado para cobrir sua modéstia ou para protegê-los do frio. O que importa é que essa roupa usada para cobrir o corpo do homem foi feita pessoalmente por Deus com as próprias mãos. Ao invés de criá-la simplesmente através do pensamento ou usando algum outro método milagroso, como as pessoas imaginam que Deus faria, Ele legitimamente fez algo que o homem teria pensado que Ele não faria e não deveria fazer. Pode parecer algo trivial — algumas pessoas talvez nem pensem que é digno de menção —, mas permite a qualquer seguidor de Deus que tinha concepções vagas sobre Ele ganhar percepção de Sua genuinidade e amabilidade, e ver Sua natureza fiel e humilde. Faz com que pessoas insuportavelmente arrogantes, que pensam que são superiores e poderosas, curvem sua cabeça vaidosa com vergonha diante da genuinidade e a humildade de Deus. Aqui, a genuinidade e a humildade de Deus permitem que as pessoas vejam quão amável Ele é. Em contrapartida, o “imenso” Deus, o Deus “amável” e o Deus “onipotente” que as pessoas têm no coração tornou-se banal e feio, e se esmigalha ao menor toque. Quando vê esse versículo e ouve essa história, você despreza Deus por ter feito tal coisa? Algumas pessoas, talvez, mas outras terão reação oposta. Elas pensarão que Deus é genuíno e amável, e são precisamente a genuinidade e a amabilidade de Deus que as movem. Quanto mais veem o lado real de Deus, mais conseguem apreciar a verdadeira existência do amor de Deus, a importância de Deus em seu coração e como Ele permanece ao lado delas a todo momento.

Vamos, agora, ligar nossa discussão ao presente. Se Deus pudesse fazer diversas pequenas coisas para os homens que criou no começo, até mesmo coisas que as pessoas nunca ousariam pensar ou esperar, Deus poderia fazer tais coisas para as pessoas de hoje? Alguns dizem: “Sim!”. Por quê? Porque a essência de Deus não é fingida, e Sua amabilidade não é fingida. A essência de Deus realmente existe e não é algo acrescentado por outros, e certamente não é algo que muda com os diversos tempos, lugares e eras. A genuinidade e a amabilidade de Deus podem realmente ser reveladas somente ao fazer algo que as pessoas acham trivial e insignificante — algo tão banal que as pessoas nem pensariam que algum dia Ele faria. Deus não é pretensioso. Não há exagero, disfarce, orgulho ou arrogância em Seu caráter e em Sua essência. Ele nunca Se vangloria, mas, ao contrário, ama, demonstra preocupação, cuida e conduz, com fidelidade e sinceridade, os seres humanos que criou. Não importa quão pouco as pessoas apreciem, sintam ou vejam o que Deus faz, Ele está, sem dúvida, fazendo. Saber que Deus tem tal essência afetaria o amor das pessoas por Ele? Influenciaria seu temor de Deus? Espero que, quando compreender o lado real de Deus, você se aproxime ainda mais Dele e seja capaz de apreciar mais verdadeiramente o Seu amor e cuidado para com a humanidade, bem como seja capaz de entregar seu coração a Deus e já não tenha quaisquer suspeitas ou dúvidas sobre Ele. Deus está discretamente fazendo tudo para o homem, fazendo tudo em silêncio através de Sua sinceridade, fidelidade e amor. Mas Ele nunca tem qualquer apreensão ou arrependimento por tudo que faz, e nunca precisa de alguém para retribuir-Lhe de qualquer forma, e não tem intenção de algum dia obter qualquer coisa da humanidade. O único propósito de tudo que Ele já fez é que Ele possa receber a fé e o amor verdadeiros da humanidade. Dito isso, encerrarei o primeiro tema aqui.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus I’ em “A Palavra manifesta em carne”

Leia Mais: Conhecer a Deus