Inscreva-se

Menu

Ser salvo e entrar no reino dos céus são duas coisas diferentes

Encontro cristão

A busca empenhada durante uma vida de pecados

No ano de 1987, aceitei a graça do Senhor Jesus. Naquele tempo, eu estava totalmente disposta a me gastar pelo Senhor e esperava pelo dia em que Ele retornaria e me levaria para o céu. Num piscar de olhos, doze anos ou mais se passaram e descobri que minha igreja estava se tornando cada vez mais desolada, e que as transgressões estavam tornando-se mais comuns. Os sermões do pastor eram sempre sobre as mesmas coisas, e senti que estava fortemente presa aos meus pecados. Eu não conseguia seguir os ensinamentos do Senhor, e comecei a duvidar que minha fé fosse mesmo capaz de me dar a salvação e se eu seria levada para o reino dos céus quando o Senhor voltasse. Então, perguntei ao pastor sobre isso e ele encontrou esta passagem da Bíblia para me dar coragem. Ele disse: “‘Pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação’ (Romanos 10:10), o que significa que, quando o Senhor voltar, nós certamente seremos levados para o céu”. Mas não pude deixar de lembrar de outra passagem na Bíblia: “Sereis santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16), e, por isso, continuei confusa e sofria porque sentia que estava vivendo em pecado.

Um dia, fui a uma reunião em outra igreja e conheci uma irmã. Ela também estava preocupada sobre o caminho de pecado em que vivia,e tivemos uma boa conversa sobre isso e concordamos em nos chamar de irmãs. Vendo que a situação na igreja estava ficando cada vez pior, decidimos procurar em todos os lugares por uma congregação que tivesse a obra do Espírito Santo. Queríamos nos livrar de nossos pecados. Depois disso, participei de reuniões em mais de 20 igrejas diferentes, mas continuei desapontada. Naquele tempo, fiquei física e mentalmente exausta e podia sentir que minha fé se tornava cada dia mais fraca. Mesmo quando ouvia sobre uma congregação que tinha a obra do Espírito Santo, eu não tinha vontade de ir. Decidi devotar todas as minhas energias para o mundo material, e, logo, comecei a notar que meu comportamento e pensamento não eram muito diferentes daqueles dos incrédulos. A agonia em meu coração me fez clamar ao Senhor algumas vezes: “Senhor! Onde estás? Meu coração está fraco, por isso, imploro a Ti que me mostres a direção certa…”

A primeira vez em que ouvi a notícia do retorno do Senhor

Um dia, em 2017, no casamento do meu filho, vi a irmã que tinha encontrado comigo na igreja. Ela me contou que o Senhor já tinha voltado, mas eu não acreditei. Três dias depois, minha irmã veio à minha casa e me deu um pequeno panfleto, que, segundo ela, continha as palavras que o Senhor tinha declarado desde o Seu retorno. Como eu não tinha conseguido encontrar uma congregação que possuísse a obra do Espírito Santo, mesmo depois de muitos anos procurando, meu espírito se tornou cético. Por isso, quando ouvi a irmã falando sobre o retorno do Senhor, tudo me pareceu um conto de fadas. Depois que ela saiu, imediatamente guardei o panfleto na estante.

Um dia, quando não tinha nada para fazer, de repente, pensei no panfleto que a irmã tinha trazido e decidi dar uma olhada. Seu conteúdo descrevia como as regras e os arranjos de Deus estão em todas as coisas, do macro ao micro. Isso inclui nosso nascimento, crescimento, independência, casamento, descendência e morte. Essas seis conjunturas da vida são todas governadas e arranjadas por Deus. Para mim, as palavras do panfleto estavam cheias de autoridade e majestade: definitivamente, não eram palavras que algum humano pudesse declarar! Imediatamente, pedi minha irmã que me mandasse outro livro como aquele. Depois que o li, percebi que o conteúdo era ainda mais fascinante. Ele explicava eventos bem conhecidos, como o Senhor alimentando cinco mil pessoas com cinco pães e dois peixes, e o Senhor comendo pão e explicando as escrituras depois de Sua ressurreição. Fiquei tão animada que liguei para minha irmã para pedir que ela mandasse mais livros o mais rápido possível. Ela disse que existia a Igreja de Deus Todo-Poderoso em Seul e sugeriu que eu fosse dar uma olhada quando tivesse tempo. Então, marquei data e hora com ela para irmos à Igreja de Deus Todo-Poderoso.

A razão pela qual minha igreja estava tão desolada.

Quando chegamos à Igreja de Deus Todo-Poderoso, os irmãos e irmãs nos receberam calorosamente. Quando eles souberam que eu buscava, há anos, uma congregação que tivesse a obra do Espírito Santo, um dos irmãos resumiu para mim a razão para a desolação dos templos na Era da Lei e, então, comungou os motivos pelos quais a comunidade religiosa de hoje também estava desolada. Ele disse que era porque Deus está construindo, sobre a fundação da obra redentora do Senhor Jesus, um estágio de Sua obra que envolve julgamento e limpeza, e o foco da obra do Espírito Santo virou-se para a obra de Deus dos últimos dias. Para evitar cair em desolação, a comunidade religiosa deve se manter próxima à obra de Deus, pois só assim ela receberá a provisão de água viva.

Depois de ouvir a comunhão do irmão, fiquei muito animada e não pude evitar derramar algumas lágrimas. Finalmente, entendi por que, depois de ir em tantas igrejas e ouvir os sermões de tantos pastores, eu não consegui encontrar a provisão para minha vida. O motivo é que a obra do Espírito Santo mudou e Deus está realizando uma nova obra! Também lembrei como meu pastor falava com frequência sobre as doutrinas da “justificação apenas pela fé” e “uma vez salvo, sempre salvo”, dizendo que isso garantia que, quando o Senhor voltasse, nós seríamos levados por Ele para o céu. Mas, naquele dia, o irmão estava dizendo que, para entrar no reino dos céus, primeiro devemos passar pelo julgamento e castigo. Eu estava um pouco confusa, mas quando lembrei que as palavras de Deus Todo-Poderoso carregavam tanta autoridade e majestade e que eu nunca tinha ouvido uma comunhão tão iluminada antes, pensei com cuidado por um tempo e, então, decidi ficar e investigar mais um pouco. Assim, orei ao Senhor com sinceridade em meu coração: “Senhor! Deus Todo-Poderoso é mesmo o Teu retorno? Eu imploro que Tu me guies e me dês um coração que diferencie o certo do errado”.

O significado de ser salvo e obter a salvação completa

Depois de orar, perguntei ao irmão: “Irmão, existe uma questão que me incomoda há muito tempo. Durante todos esses anos, eu tenho vivido em pecado, seguindo as tendências do mundo, sem me guiar pelos ensinamentos de Deus, e, por isso, nunca soube ao certo se irei ou não para o céu. Mas os pastores dizem com frequência que, por acreditarmos no Senhor Jesus, já estamos salvos, e uma vez salvos, sempre salvos, portanto, quando o Senhor retornar, entraremos automaticamente no reino dos céus junto com Ele. Também está escrito na Bíblia que: ‘Pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação’ (Romanos 10:10). Afinal, o que isso quer dizer? Nós, que somos pecadores, poderemos entrar no reino dos céus ou não?”

O irmão disse: “Nos círculos religiosos, muitas pessoas acreditam que a crucificação do Senhor Jesus foi para redimir nossos pecados. Assim, temos a justificação apenas pela fé: depois que estamos salvos, estamos salvos para sempre e, quando o Senhor voltar, seremos imediatamente arrebatados para o reino dos céus. Mas, de fato, tudo isso são apenas nossas noções e imaginações e não estão de acordo com as palavras de Deus. O Senhor Jesus nunca disse que a justificação pela fé seria o suficiente para nos levar ao reino dos céus. A Bíblia diz: ‘Sereis santos, porque eu sou santo’ (1 Pedro 1:16). E o Senhor Jesus disse: ‘Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre’ (João 8:34-35). Por esses versículos podemos ver que, para entrar no reino dos céus, temos que nos livrar do pecado e sermos limpos. Mas ainda costumamos viver em pecado. Ainda cometemos pecados durante o dia e os confessamos durante a noite. Não estamos qualificados para entrar no reino dos céus”.

Quando ouvi isso, foi como se uma luz brilhante iluminasse meu coração. Pensei: “Sim, com relação a entrar no reino dos céus, eu realmente tenho que avaliar a situação de forma correta, usando as palavras do Senhor Jesus”.

Em seguida, o irmão comungou o seguinte comigo: “O que significa ser salvo? O capítulo 2, versículo 32, do livro de Joel diz: ‘E há de ser que todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo’. Aqui foi mencionado ‘salvo’. Todos nós sabemos que, na Era da Lei, Jeová estabeleceu os mandamentos e exigiu que as as pessoas fizessem ofertas quando pecassem. Naquela era, as pessoas ganhavam a proteção de Jeová contra perecerem no fogo dos céus, serem esmagadas por rochas, etc., orando a Ele e seguindo Seus mandamentos. Na verdade, é isso que significava ser salvo na Era da Lei. No final da Era da Lei, as pessoas não conseguiam mais cumprir a lei e não faziam ofertas suficientes para expiar seus pecados, por isso, corriam o risco de violarem as leis e serem punidas com a morte. Para salvar a humanidade, o Senhor Jesus se tornou carne, veio para a terra na Era da Graça e foi pregado na cruz para completar a obra de redimir a humanidade. Depois disso, se as pessoas confessassem seus pecados e se arrependessem, elas não seriam condenadas pela lei e teriam seus pecados redimidos. Esse é o sentido de ser salvo na Era da Graça, como foi dito em Efésios, capítulo 2, versículo 8: ‘Porque pela graça sois salvos, por meio da fé’. Mas ser salvo não significa que ganhamos automaticamente a entrada no reino dos céus, porque nossa natureza pecaminosa não foi eliminada. Vamos ler duas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso para ajudar a esclarecer esse ponto.

Deus Todo-Poderoso diz: ‘Na época, a obra de Jesus foi para redimir toda a humanidade. Os pecados de todos que acreditavam Nele foram perdoados; contanto que você acreditasse Nele, Ele o redimiria; se você acreditasse Nele, não era mais um pecador e estava livre de seus pecados. É isso o que significava ser salvo e ser justificado pela fé. No entanto, naqueles que acreditavam ainda restava o que era rebelde e se opunha a Deus e que ainda precisava ser removido lentamente. A salvação não significava que o homem havia sido completamente ganho por Jesus, mas sim que o homem não era mais do pecado, que ele havia sido perdoado de seus pecados: se você acreditasse, nunca mais seria do pecado’.

Um pecador como vocês, que acaba de ser redimido, e não foi mudado ou aperfeiçoado por Deus, pode ser segundo o coração de Deus? Para você, você que ainda é do seu antigo eu, é verdade que você foi salvo por Jesus, e que você não é contado como pecador por causa da salvação de Deus, mas isso não prova que você não é pecador e não é impuro. Como você pode ser santo se não foi mudado? Internamente, você é assolado por impurezas, é egoísta e ignóbil, mas ainda deseja descer com Jesus — como você poderia ser tão sortudo? Você pulou uma etapa em sua crença em Deus: você foi meramente redimido, mas você não foi mudado. Para você ser segundo o coração de Deus, Deus deve fazer pessoalmente a obra de mudar e limpar você; se você é apenas redimido, será incapaz de alcançar a santidade. Dessa forma, você não será qualificado para compartilhar as boas bênçãos de Deus, pois você perdeu um passo na obra de Deus de gerenciar o homem, que é o importante passo de mudar e aperfeiçoar. Você, um pecador que acaba de ser redimido, é, portanto, incapaz de herdar diretamente a herança de Deus’”.

Depois, o irmão comungou comigo: “Pelas palavras de Deus podemos entender que, na Era da Graça, embora o Senhor Jesus tenha redimido nossos pecados e não nos olhasse mais como pecadores, isso não significa que não temos mais pecado, pois nossa natureza de pecado está firmemente enraizada em nós. Somos dominados por caráteres satânicos como arrogância, enganação, esperteza, egoísmo, sordidez, ganância e maldade. Não conseguimos seguir os ensinamentos do Senhor e, normalmente, vivemos presos ao pecado. Cometemos pecados e resistimos a Deus. Por exemplo, sabemos que a magnanimidade, paciência e bondade amorosa são exigências de Deus, mas, sempre que alguém fere nossos interesses ou nossa dignidade, desenvolvemos preconceito contra essa pessoa. Não somos mais tão tolerantes, pacientes e misericordiosos e, algumas vezes, começamos até a odiar essa pessoa. Nós também seguimos as tendências e as modas do mundo, e, quase sem sabermos, buscamos riqueza, reputação e status. Queremos prazeres físicos e somos ávidos por gozos pecaminosos. Para proteger nossa dignidade e status, estamos dispostos a enganar e mentir sempre que necessário. Vivemos em pecado, estamos acorrentados a ele, e isso explica por que ainda não fomos limpos. Então, aceitar a redenção do Senhor Jesus significa apenas que fomos salvos, mas não quer dizer que obtivemos a salvação. Nós ainda temos que aceitar o julgamento e a limpeza da obra de Deus dos últimos dias. Temos que nos livrar de nosso caráter satânico corrupto, alcançar a transformação em nosso caráter de vida e, assim, obteremos a salvação e entraremos no reino dos céus.

Vamos ler mais um pouco das palavras de Deus Todo-Poderoso: ‘Quando as pessoas se livram das coisas satânicas imundas e corruptas, elas ganham a salvação de Deus. Mas se elas ainda não se despiram da imundície e da corrupção, então elas ainda estão vivendo sob o império de Satanás. A conivência, o engano e a desonestidade das pessoas são todas coisas de Satanás. A sua salvação por Deus é para libertar você dessas coisas de Satanás. A obra de Deus não pode estar errada; tudo é feito para salvar as pessoas das trevas. Quando você tiver crido até um certo ponto e conseguir se despir da corrupção da carne, e você não estiver mais algemado por essa corrupção, você não terá sido salvo? Quando você vive sob o império de Satanás você é incapaz de manifestar Deus, você é algo imundo e não pode receber a herança de Deus. Quando você tiver sido purificado e aperfeiçoado, você será santo, você será uma pessoa normal e você terá sido abençoado por Deus e será um prazer para Deus’.

O estágio dos últimos dias, no qual o homem deve ser conquistado, é o estágio final na batalha contra Satanás e também a obra da completa salvação do homem do império de Satanás. O significado interior da conquista do homem é o retorno da encarnação de Satanás — o homem que foi corrompido por Satanás — para o Criador após ter sido conquistado; assim, ele abandonará Satanás e retornará completamente para Deus. Desse modo, o homem terá sido completamente salvo’”.

O irmão continuou comungando para mim: “Pelas palavras de Deus, podemos ver que a verdadeira salvação é obtida depois que passamos pelo julgamento e limpeza de Deus, até que nossos vários caráteres satânicos corruptos são limpos e transformados. Os venenos de Satanás, suas regras de sobrevivência como ‘Cada um por si e o demônio pega quem fica por último’, ‘A vida é apenas comer e vestir’, ‘O dinheiro move o mundo’, ‘Assim como uma árvore vive com sua casca, o homem vive com a sua face’, etc., e qualquer outra coisa satânica deve ser removida de nosso coração e substituída por verdades para que possamos viver por elas, e não resistir nem trair mais a Deus, mas adorá-Lo e obedecer a Ele verdadeiramente. Essa é a verdadeira salvação”.

Depois que o irmão terminou a comunhão, minha mente estava mais esclarecida sobre a diferença entre ser salvo e obter a salvação total. Durante os 20 anos anteriores, tive dúvidas se conseguiria entrar no reino dos céus, porque vivia em pecado e, agora, finalmente, eu tinha a resposta. Com um suspiro de alívio, eu disse: “Então, acontece que o Senhor Jesus estava realizando a obra de redenção, e quando oramos em nome do Senhor, nossos pecados são perdoados por Ele. Isso é o que significa ser salvo na Era da Graça. Mas ser salvo não é o mesmo que obter a salvação total. Para isso, temos que aceitar o julgamento e a limpeza de Deus, nos livrar dos caráteres corruptos, ganhar as verdades como base de nossa vida, e, só então, nós vamos obter a salvação total e entrar no reino dos céus”.

Encontrando a senda para a salvação e a entrada para o reino dos céus.

Eu perguntei ao irmão: “Irmão, por favor, me conte logo como a obra de julgamento e limpeza de Deus dos últimos dias pode nos levar a obter a salvação?”

O irmão leu duas passagens das palavras de Deus para mim: “A obra realizada por Deus durante esta era é principalmente a provisão das palavras para a vida do homem; a exposição do caráter corrupto do homem e da substância da natureza do homem; e a eliminação de noções religiosas, do pensamento feudal, do pensamento antiquado e do conhecimento e da cultura do homem. Todas essas coisas devem ser purificadas por meio da exposição através das palavras de Deus. Nos últimos dias, Deus utiliza palavras e não sinais e maravilhas para aperfeiçoar o homem. Ele usa Suas palavras para expor o homem, para julgá-lo, para castigá-lo e para aperfeiçoá-lo, a fim de que, nas palavras de Deus, o homem venha a ver a sabedoria e amabilidade de Deus e venha a entender o caráter de Deus, de modo que, por meio das palavras de Deus, o homem contemple os feitos de Deus”.

Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a substância imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado”.

O irmão também comungou: “Pelas palavras de Deus, entendemos que Deus Todo-Poderoso dos últimos dias veio principalmente para declarar verdades que julgarão todos os nossos caráteres satânicos corruptos e, através de Suas palavras, revelar e dissecar nossa fala, nossos pensamentos e comportamentos, e cada ponto de vista equivocado aos quais nos apegamos. Em nossa vida, Ele arranjará todos os tipos de situações-teste para nos refinar e revelar nossos defeitos e deficiências, para que todos nós conheçamos a essência de nossa corrupção e Seu caráter justo. Simultaneamente, pelas Suas palavras de julgamento e castigo, Ele nos dirá todas as verdades que precisamos e nos mostrará o caminho para transformar nossos caráteres. Quanto mais verdades entendermos, mais claramente compreenderemos a realidade e a substância de nossa própria corrupção. Quando formos capazes de odiar a nós mesmos, conseguiremos trair todos os caráteres, venenos e regras satânicas. Dessa forma, todas as coisas em nosso coração que pertencem a Satanás serão, aos poucos, arrancadas e começaremos a viver pelas verdades e a ganhar a limpeza e a transformação. Depois de limpar nossos caráteres corruptos, podemos nos tornar pessoas que realmente obedecem e amam a Deus e só então obteremos a salvação total”.

Seguindo a comunhão do irmão, entendi um pouco mais sobre a obra de Deus dos últimos dias. Eu, então, soube que para ganhar a entrada no reino dos céus, uma pessoa deve passar pelo julgamento, castigo, provações e refinamentos de Deus, para conhecer totalmente seu próprio caráter corrupto e ser limpa e transformada. Fiquei muito animada com tudo isso, e senti que a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias era extremamente prática.

Depois de me reunir regularmente com os irmãos e irmãs e ler as palavras de Deus, constatei a verdade da obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Sou grata a Deus por me permitir encontrar o caminho para a salvação e a entrada para o reino dos céus, enquanto ainda estou viva.

Deixe uma resposta