Menu

A seguir

Palavras diárias de Deus: Expondo a corrupção da humanidade | Trecho 365

285 03/12/2023

Na terra, espíritos malignos de todos os tipos estão sempre à espreita de um lugar para repousar, buscando incessantemente os cadáveres humanos para devorar. Meu povo! Vocês devem permanecer sob o Meu cuidado e proteção. Nunca se comportem de maneira dissoluta! Nunca se comportem de maneira imprudente! Em vez disso, ofereça sua lealdade à Minha casa, pois só com a lealdade é que você pode armar um contra-ataque à astúcia do diabo. Sob nenhuma circunstância você deve se comportar como no passado, fazendo uma coisa na Minha frente e outra pelas costas, porque assim você se torna irrecuperável. É certo que expressei palavras mais que suficientes como essas, não? Precisamente por causa da velha natureza incorrigível do homem é que o tenho lembrado repetidas vezes. Não se aborreçam! Tudo que digo é para garantir o seu destino! O que Satanás precisa é exatamente de um lugar podre e imundo; quanto mais desesperadamente irredimíveis e quanto mais debochados vocês forem, recusando-se a se submeter ao comedimento, mais espíritos impuros se beneficiarão de qualquer oportunidade para se infiltrar. Tendo chegado a esse ponto, sua lealdade não passará de tagarelice, sem nenhuma verdade, e sua determinação será devorada por espíritos impuros, será transformada em desobediência ou em ardis satânicos e usada para interromper a Minha obra. Por causa disso, vou ferir vocês até a morte quando e onde Eu quiser. Ninguém sabe a gravidade dessa situação; todos consideram palavras vãs as que ouvem e não se acautelam nem um pouco. Não Me lembro do que foi feito no passado. Você ainda espera que Eu seja leniente e esqueça mais uma vez? Ainda que a humanidade tenha se contraposto a Mim, não me ressentirei dela, pois a estatura do homem é baixa demais e por isso não lhe faço grandes exigências. Tudo que exijo é que ele de forma alguma se disperse e que se submeta ao comedimento. Não é certo que cumprir essa condição está além da sua capacidade? O que a maioria das pessoas espera é que Eu revele mais mistérios ainda para banquetear seus olhos. E mesmo assim, se chegasse a entender todos os mistérios do céu, o que você faria com esse conhecimento? Seu amor por mim aumentaria? Isso inflamaria o seu amor por mim? Não subestimo o homem, nem sequer chego a um veredicto sobre ele. Se essas não fossem as circunstâncias reais do homem, Eu nunca coroaria negligentemente as pessoas com esses rótulos. Pensem no passado. Alguma vez caluniei vocês? Alguma vez subestimei vocês? Alguma vez olhei para vocês sem considerar suas circunstâncias reais? Alguma vez Eu disse ter fracassado em preencher o coração e a boca de vocês com convicção? Alguma vez falei sem fazer soar um acorde profundamente ressonante em vocês? Quem dentre vocês leu Minhas palavras sem temor e tremor, sem estar profundamente receoso de que Eu o jogasse num poço sem fundo? Quem não sofre a provação das Minhas palavras? Dentre as Minhas palavras reside a autoridade, não para expressar um julgamento descuidado sobre o homem, mas antes, ciente de suas circunstâncias reais, para sempre lhe manifestar o significado inerente das Minhas palavras. De fato, existe alguém que seja capaz de reconhecer o Meu poder onipotente em Minhas palavras? Existe alguém que possa receber em si mesmo o ouro mais puro do qual as Minhas palavras são feitas? Quantas palavras tenho falado, mas alguma vez alguém as valorizou?

A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Palavras de Deus para todo o universo, Capítulo 10”

Deixe uma resposta