Domingo, Agosto 18
BÍBLIA DE ESTUDO

    O que se refere a “ressurreição dos mortos” mencionada na Bíblia?

    Está registrado no capítulo 37, versículos 5-6 no Livro de Ezequiel, “Assim diz o Senhor Jeová a estes ossos: Eis que vou fazer entrar em vós o fôlego da vida, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vos estenderei pele, e porei em vós o fôlego da vida, e vivereis. Então sabereis que eu sou Jeová”. 1 Tessalonicenses 4:16 diz, “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro”. Todos cremos que quando o Senhor Jesus retornar, aos santos nas eras e gerações passadas serão ressuscitados, e os corpos que eles levaram à morte ganharão nova vida. Isto é o que muitos irmãos e irmãs pensam, mas as profecias que estão na Escritura realmente vão acontecer como as imaginamos? O que realmente queremos dizer quando falamos de “mortos ressuscitados”? No texto abaixo vamos focar nessa questão.

    O que se refere a "ressurreição dos mortos" mencionada na Bíblia?

    Quem realmente são “os mortos”

    Se queremos entender o que significa quando falamos de “mortos ressuscitados,” primeiro devemos entender quem são “os mortos”. Quando falamos dos mortos, todos sabem que aqueles cujos corações pararam e que não mais respiram são pessoas mortas, e que essas são pessoas cujos corpos físicos morreram. Mas é isto o que Deus quer dizer quando Ele fala de “os mortos”? No princípio, Adão e Eva ouviam à palavra de Deus, eram capazes de se submeterem a Ele. Ele os chamou a viverem como seres humanos com espíritos. Mas quando ambos comeram do fruto da árvore da sabedoria sobre o bem e o mal, aos olhos de Deus, eles já haviam morrido. Como Deus disse a Adão: “Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gênesis 2:17). A Bíblia registra, “E outro de seus discípulos lhe disse: Senhor, permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Jesus, porém, respondeu-lhe: Segue-me, e deixa os mortos sepultar os seus próprios mortos” (Mateus 8:21-22). Fica claro que os mortos de que o Senhor Jesus fala não são as pessoas que morreram fisicamente.

    Então quem realmente são “os mortos”? Eu achei uma passagem em um livro que tocou neste assunto: “‘Os mortos’ são aqueles que se opõem a Deus e se rebelam contra Ele, são aqueles entorpecidos em espírito e não compreendem as palavras de Deus, são aqueles que não colocam a verdade em prática e não têm a menor lealdade para com Deus, são aqueles que vivem sob o império de Satanás e são explorados por Satanás. […]  Originalmente, o homem criado por Deus estava vivo, mas por causa da corrupção de Satanás, o homem vive dentre a morte, vive sob a influência de Satanás, e assim essas pessoas se tornaram os mortos que estão sem espírito, se tornaram inimigos que se opõem a Deus, se tornaram as ferramentas de Satanás, se tornaram os prisioneiros de Satanás. […] Os mortos são aqueles que não têm espírito, aqueles que estão entorpecidos ao extremo e que se opõem a Deus. Além disso, são aqueles que não conhecem Deus. Essas pessoas não têm a menor intenção de obedecer a Deus, elas só se rebelam contra Ele, se opõem a Ele e não têm a menor lealdade” (de “Você se tornou vivo?”).

    Esta passagem diz claramente, no princípio seres humanos criados por Deus eram seres viventes que possuíam espíritos, ouviam à palavra de Deus, eram capazes de se submeterem a Ele, eram a manifestação da glória Dele, mas após serem tentados e corrompidos por Satanás, viveram sob o domínio dele e se tornaram os mortos sem espírito. Até hoje, a raça humana se torna mais e mais corrompida por Satanás, todos estão seguindo as tendências do mundo, estamos cansados da verdade e adoramos o que é mal. Nós não adoramos ao verdadeiro Deus; todos vivemos em pecado; cobiçamos prazeres pecaminosos sem considerar o arrependimento. Até aqueles que creem no Senhor por muitos anos também seguem as tendências do mundo sem manterem a palavra Dele. Com frequência cometem pecados e se opõem a Deus. Por exemplo, frequentemente ainda conseguimos dizer mentiras e ofender ao Senhor; dizemos palavras boas quando oramos a Ele, mas não praticamos a verdade às Suas costas; quando temos que tratar com outras pessoas ainda somos capazes de confiar em nossa disposição arrogante para agir de acordo com nossas próprias ideias, incapazes de aceitar as sugestões dos outros; às vezes, quando enfrentamos indisposições ou provações e tribulações, em nossos corações somos até capazes de culpar ao Senhor, para apontar que traímos a Ele, ou pior. A partir desses fatos, podemos ver que os ditos “mortos” não são pessoas fisicamente mortas, mas mortas em espírito, preenchidas pelo caráter corrupto de Satanás, cheias de desobediência e resistência a Deus. Isto quer dizer, apesar de crerem em Deus, são incapazes de colocarem a verdade em prática, com frequência vivem em sua disposição corrompida, sob o domínio de Satanás, não têm fidelidade nem obediência a Deus. Estes são “os mortos” aos olhos Dele. Por outro lado, “os vivos” se referem àqueles que se desfizeram da disposição corrompida de Satanás, que são capazes de fazer tudo de acordo com a palavra de Deus, que seguem o caminho Dele, que alcançaram o verdadeiro amor e obediência a Deus. Somente estas pessoas são seres vivos que possuem espíritos, e elas são verdadeiramente as que serão ressuscitadas dos mortos.

    Como são “os mortos” ressuscitados

    Nós entendemos quem “os mortos” realmente são, então como podem os mortos voltarem a ser pessoas vivas? O Senhor Jesus disse, “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, ainda que morra, viverá; e todo aquele que vive, e crê em Mim, jamais morrerá” (João 11:25-26). “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “Pois, assim como o Pai levanta os mortos e lhes dá vida, assim também o Filho dá vida a quem ele quer. Porque o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento” (João 5:21-22). Pedro, quando recebeu a iluminação do Espírito Santo, disse: “Que pelo poder de Deus sois guardados, mediante a fé, para a salvação que está preparada para se revelar no último tempo” (1 Pedro 1:5). “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). Um livro fala mais claramente sobre isso, “Os pecados do homem podiam ser perdoados através da oferta pelo pecado, mas quanto a como exatamente se pode fazer o homem não pecar mais, e como sua natureza pecaminosa pode ser extirpada completamente e transformada, ele não tem como resolver esse problema. Os pecados do homem foram perdoados, e isso foi por causa da obra da crucificação de Deus, mas o homem continuou a viver no caráter satânico corrupto antigo. Sendo assim, o homem deve ser completamente salvo de seu caráter satânico corrupto para que a natureza pecaminosa do homem seja completamente extirpada para nunca mais se desenvolver, permitindo, assim, que o caráter do homem seja transformado. Isso requer que o homem entenda a senda do crescimento na vida, entenda o caminho da vida e entenda o caminho para mudar seu caráter. Além disso, requer que o homem aja de acordo com essa senda, para que o caráter do homem possa ser mudado paulatinamente e que ele possa viver sob o brilho da luz, para que tudo o que ele faça esteja de acordo com a vontade de Deus, para que ele possa eliminar o seu caráter satânico corrupto e para que possa libertar-se da influência das trevas de Satanás, emergindo, assim, completamente do pecado. Só então o homem receberá a salvação completa. […] Portanto, depois da conclusão desse estágio, ainda restava a obra de julgamento e castigo. Esse estágio é para tornar o homem puro por meio da palavra e, desse modo, dar ao homem uma senda para seguir” (de “O mistério da encarnação (4)”).

    Se as pessoas desejam se tornar seres vivos, dar testemunho de Deus e serem aprovadas por Deus, devem aceitar a salvação de Deus, devem se submeter de bom grado a Seu julgamento e castigo, aceitar de bom grado a poda e o tratamento de Deus. Só então elas serão capazes de colocar em prática todas as verdades exigidas por Deus, só então vão ganhar a salvação de Deus e se tornar seres vivos de verdade” (de “Você se tornou vivo?”).

    A partir dessas palavras, podemos entender que o Senhor Jesus usou Sua própria vida para resgatar a humanidade do pecado. Já não somos pecadores, somos qualificados a nos colocarmos diante de Deus, e orar a Ele e adorá-Lo, e aproveitar a graça Dele. Mas apesar de que nossos pecados foram absolvidos, a origem de nossos pecados ainda se encontra profundamente enraizada em nós, e com frequência cometemos pecados. Isto é um fato. Deus é santo e grandioso, Ele não permite que “os mortos” entrem no reino Dele. Como resultado, nos últimos dias, Ele “ressuscitará” cada pessoa que realmente crê Nele, quer dizer, através de expressar a verdade, Ele realiza a obra de julgamento começando pela casa de Deus, Ele expressa cada verdade necessária para que nós alcancemos a salvação, o que nos permite chegar ao verdadeiro entendimento de nossa natureza satânica, que desobedece e resiste a Deus, e, ao mesmo tempo, compreendemos o caráter justo de Deus. Então, as palavras de julgamento de Deus nos tornarão vivos e seremos entes que possuem verdade e humanidade. Assim como foi com Jó e Pedro, nós seremos capazes de amar a Deus profundamente e obedecê-Lo até a morte, viveremos a realidade das palavras Dele, e as teremos como nossa vida. No final, nos tornaremos a manifestação da glória de Deus. Somente tais pessoas serão homens novos e dotados da verdadeira vida. Se nós recebermos as palavras de julgamento e castigo de Deus, nosso caráter corrupto será limpo e transformado, e nos tornaremos pessoas que são verdadeiramente obedientes e adoradoras de Deus. Isto é o que realmente significa ser um morto ressuscitado. Isto prova o que o Senhor Jesus disse, “E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia. Porquanto esta é a vontade de meu Pai: Que todo aquele que vê o Filho e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia” (João 6:39-40).

    Por Yinghe


    Veja também:
    1-Qual é o significado da ressurreição de Jesus Cristo?
    2-Qual o siginficado de descansar na Bíblia?

    Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

    Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?