Domingo, Agosto 18
BÍBLIA DE ESTUDO

    Deus me guia para escapar das amarras do dinheiro e do lucro

    Nota do editor: Ele começou a fazer negócios de uma maneira muito correta. Mais tarde, para ganhar mais dinheiro, ele seguiu a tendência e enganou clientes, perdendo a si mesmo. Quando estava experimentando a dor, a salvação de Deus veio e ele recuperou sua ética inicial, encontrando o caminho correto para ganhar dinheiro.

    Deus me guia para escapar das amarras do dinheiro e do lucro
    Fonte: www.freepik.com

    “Ei, Wang, não é de se admirar que você não esteja ganhando dinheiro no seu negócio! Você trabalhou duro para consertar essa scooter, mas cobrou muito pouco pelo trabalho. Se fosse comigo, eu colocaria uma peça nova para resolver o problema e ganhar mais dinheiro.”

    “É verdade. Eu não estou criticando. Você é teimoso demais. Como dizem: ‘Um homem sem uma segunda renda nunca ficará rico, como um cavalo que dorme faminto nunca engordará’, e ‘Não importa se o gato é branco ou preto, desde que pegue ratos.’ Se quiser ganhar dinheiro em seu negócio, você tem que ser mais flexível. Confiar em suas habilidades e boas intenções não trará dinheiro. Nossa sociedade gira em torno da grana. O dinheiro fala e, sem ele, ninguém lhe dará ouvidos.”

    Já era tarde da noite e tudo estava quieto, e eu estava deitado na cama, sem conseguir dormir. As coisas que os outros proprietários haviam dito estavam martelando em minha mente. Eu estava muito ocupado desde que abri minha loja de veículos elétricos, vendendo e consertando. Eu pensei que, com minhas habilidades e minha ética nos negócios, ganharia dinheiro sem dúvidas. Mas, para minha surpresa, o dinheiro que ganhei foi suficiente para sustentar minha família, enquanto todos os outros, no mesmo ramo, conseguiam construir casas e comprar carros novos. Eu era o único que não progredia. Pensei: “Eles estão certos. Se eu não aplicar alguns golpes, nunca ganharei mais dinheiro. Parece que devo me adaptar aos tempos atuais.”

    Eu decidi seguir a tendência para ganhar dinheiro

    Um dia, um cliente entrou com uma motocicleta que precisava de reparo. Percebi que o problema estava no carburador que vazava combustível, mas quando estava pronto para consertá-lo, pensei no que me disseram sobre colocar um novo. Comecei a diminuir o ritmo de trabalho, sentindo-me nervoso e me perguntando: “Consertar ou substituir?” Se eu consertasse, só poderia cobrar 10 yuans pelo trabalho, mas se eu colocasse um novo, ganharia várias vezes esse valor. Mas e se o cliente descobrisse? Isso não era muito provável. Todo mundo faz isso e não têm problemas. E se eu continuasse agindo assim, quando ganharia algum dinheiro de verdade? Pensei em aceitar a sugestão dos meus colegas. Vencendo o medo em meu coração, fingi calma e disse ao cliente: “Senhor, seu carburador está quebrado. Eu preciso substituí-lo.” Ele concordou prontamente. Depois que ele se foi, tive uma sensação desconfortável que não conseguia descrever com palavras. Isso não é enganar as pessoas? Mas eu vi aquela nota de 100 yuans na minha mão e pensei que todos são assim hoje em dia, e se não acompanhasse a tendência, eu nunca seria capaz de construir uma fortuna familiar. Eu senti que não tinha escolha a não ser continuar assim.

    Certa vez, um cliente queria comprar uma scooter de uma marca famosas e, embora fosse uma boa marca, meu lucro teria sido 500 ou 600 yuans a menos do que o lucro de um modelo sem marca. Eu fiz de tudo para influenciá-lo a comprar o modelo sem marca e, assim, aumentar minha margem de lucro. “Se colocar uma bateria maior nesta aqui, a autonomia pode chegar a 100 quilômetros. Vai custar menos e te levar muito longe. Você vai matar dois coelho com uma cajadada só.” O cliente não tinha muito conhecimento e acabou comprando a scooter sem marca por minha causa. Depois que ele saiu, senti um remorso, mas depois mudei de ideia, pensando que em qualquer outra loja aconteceria a mesma coisa. Eu não me senti tão mal. Então, aos poucos, me senti confortável com a situação e aprendi a avaliar as pessoas, a mentir e perdi as boas intenções com as quais tinha começado.

    Com o tempo, minha carteira engordou e eu vivia confortavelmente, mas, na verdade, não me sentia feliz. Às vezes, quando pensava naquelas coisas dissimuladas que eu fazia, sentia um pavor que não conseguia expressar. Eu sempre tive medo de receber meu castigo. Mas, diante do lucro, mesmo angustiado, eu não conseguia me controlar.

    Perdido na dor, ouvi o evangelho

    Justo quando eu estava mergulhado no mal e não conseguia me livrar, minha esposa compartilhou comigo o evangelho do reino de Deus e leu algumas passagens das palavras Dele: “Meu reino exige os que são honestos, não os hipócritas nem os enganadores. As pessoas sinceras e honestas não são impopulares no mundo? Sou exatamente o oposto. É aceitável que as pessoas honestas venham a Mim; fico feliz com esse tipo de pessoa e também necessito desse tipo de pessoa. Essa é precisamente a Minha justiça.” “Comportar-se como um ser humano normal é falar com coerência. Sim significa sim; não significa não. Seja fiel aos fatos e fale de maneira apropriada. Não engane, não minta.

    Minha esposa disse: “Depois que somos corrompidos por Satanás, nos tornamos egoístas e enganadores por natureza. Nós mentimos e enganamos para nos beneficiar, sem nenhum escrúpulo. Não temos a mínima semelhança de pessoas honestas. Deus nos disse que gosta de pessoas honestas e exige nos tornemos assim. Seja nas nossas interações com os outros ou na condução de negócios, temos que ser honestos. Nossas palavras devem ser verdadeiras e nossos negócios devem ser dignos. Essa é a única maneira de obter as bênçãos e a aprovação de Deus, e de ter paz e tranquilidade em nossos corações. Pense em quando começamos este negócio, nós éramos honestos com todos. Nosso fundamento era ser uma pessoa boa. Mas quando vimos que isso não nos fazia ganhar dinheiro, começamos a usar métodos dissimulados, tentando enganar os clientes. Embora nós ganhemos mais dinheiro, Deus tem nojo de nós e é por isso que nunca nos sentimos à vontade e sempre vivemos em dor.”

    Eu não podia concordar mais com a comunhão da minha esposa. Pensei: “É verdade! Desde que comecei a enganar as pessoas na minha empresa, tive uma sensação desagradável e me preocupei que isso pudesse me atingir de volta. Minha vida tornou-se dolorosa. Deus gosta de pessoas honestas e essa é a única maneira de ter paz e tranquilidade em meu coração.” A salvação de Deus é como um raio de luz na escuridão, permitindo-me encontrar o caminho a seguir. Daí em diante, juntei-me à minha esposa em sua fé, li as palavras de Deus todos os dias e vivi a vida da igreja.

    Eu vi na igreja que todos os irmãos e irmãs procuravam ser pessoas honestas. Eles eram muito sinceros em suas palavras e ações. Todos eram simples e abertos sobre quaisquer questões. Todo mundo era muito próximo, como o dia e a noite, se comparados com o mundo externo. Tive ainda mais certeza de que encontrei a senda correta na vida e ser uma pessoa honesta, de acordo com as exigências de Deus, se tornou o objeto da minha busca. Mas mal sabia eu que tinha sido tão profundamente corrompido por Satanás, que ser uma pessoa honesta não era tão simples como eu imaginava.

    Conhecedor da verdade, mas incapaz de praticá-la

    Certa vez, um senhor idoso chegou empurrando um triciclo elétrico para consertar. Eu vi que a bateria estava sobrecarregada e o fio do controlador estava oxidado. Pensei: “Nesses casos, o conserto dura por um tempo, mas não resolve o problema. Se eu consertar hoje e, depois, estragar novamente, é provável que ele procure outra pessoa para fazer a troca. Assim vou perder esse dinheiro. Se eu trocar essas duas peças, ganharei 300 yuan a mais, portanto, devo fazer isso, certo?” Mas, assim que me lembrei que Deus gosta de pessoas honestas, hesitei, e pensei em explicar a situação com clareza para o homem e consertar para ele. Mas então minha mente voltou para aqueles 300 yuans e senti-me inquieto. Decidi que seria honesto na próxima oportunidade. Eu disse a ele: “Senhor, sua bateria está quebrada, e seu controlador também está quebrado. Ambos precisam ser trocados. Vai custar algumas centenas de yuanes.” Ao ouvir isso, o senhor hesitou por um momento, depois saiu empurrando o triciclo. Alguns dias depois, ele voltou e disse com um olhar irritado no rosto: “Jovem, Deus pode ver tudo o que fazemos. Como pessoas, temos que ser conscientes! Eu estive aqui e você disse que consertar meu triciclo custaria centenas de yuans, mas procurei alguém de minha confiança que arrumou por apenas 10 yuans. Ele está funcionando muito bem.” Suas palavras foram como um tapa na cara. Eu fiquei vermelho e queria um buraco para me esconder. Eu percebi que Deus permitira que isso acontecesse comigo, por isso, logo orei a Ele e me arrependi: “Deus, eu estava errado. Eu quero mesmo obedecer e ser uma pessoa honesta de forma disciplinada, mas, diante do lucro, eu não consigo. Deus, por favor, ajude-me e guie-me para que eu possa viver de acordo com as Tuas palavras. ”

    Mais tarde, eu li essa passagem das palavras de Deus: “Pessoas, no passado, administravam seus negócios de uma forma que não enganava nem idosos, nem jovens, e que vendia seus produtos com o mesmo preço, não importando quem estava comprando. Não se transmite aqui um traço de consciência e humanidade? Quando as pessoas usavam esse tipo de crença na condução de seus negócios, isso mostra que elas ainda tinham alguma consciência, alguma humanidade naquele tempo. Mas, com a exigência do homem de sempre crescentes quantidades de dinheiro, as pessoas, inadvertidamente, vieram a amar o dinheiro, amar o ganho e amar o desfrute mais e mais. Então, as pessoas vieram a ver o dinheiro como mais importante? Quando as pessoas veem o dinheiro como mais importante, elas inadvertidamente negligenciam sua reputação, sua fama, seu prestígio e sua integridade, não é? Quando você se envolve com negócios, você vê os outros usando vários artifícios para enganar as pessoas e ficar rica. Embora o dinheiro ganho seja lucro mal ganho, elas ficam cada vez mais ricas. Ela se envolve no mesmo negócio que você, mas toda a família dela desfruta da vida mais que você, e você se sente mal, dizendo: Por que não consigo fazer isto? Por que não consigo ganhar tanto quanto eles? Devo pensar em um jeito de conseguir mais dinheiro, e fazer meu negócio prosperar. Você, então, pondera sobre isso. De acordo com o método usual de fazer dinheiro, sem trapacear nem idosos nem jovens e vender as coisas pelo mesmo preço para todos, o dinheiro que você faz é em sã consciência, mas não conseguirá enriquecê-lo rapidamente. Contudo, sob o impulso de lucrar, seu pensamento passa por uma transformação gradual. Durante essa transformação, seus princípios de conduta também começam a mudar. […] Inconscientemente, ele aprova seu comportamento trapaceador e o aceita. Inconscientemente, ele assume a trapaça como um comportamento comercial legítimo, e considera a trapaça como o meio mais útil para sua sobrevivência e sua vida; ele acha que, fazendo isso, pode enriquecer rapidamente. No princípio desse processo, as pessoas não conseguem aceitar esse tipo de comportamento, elas desprezam esse comportamento e esse modo de tratar as coisas, então elas vivenciam esse comportamento pessoalmente e o experimentam à sua própria maneira, e seu coração começa a se transformar gradativamente. Então, que transformação é essa? É uma aprovação e admissão dessa tendência, uma admissão e aprovação dessa ideia inculcado em você pela tendência social. Inconscientemente, você sente que, se você não enganar nos negócios, sofrerá perdas, que se você não ludibriar, perderá algo. Sem o saber, essa trapaça torna-se sua própria alma, seu esteio, e também se torna um tipo de comportamento que é uma regra indispensável para sua vida.

    As palavras de Deus tocaram profundamente meu coração. Só, então, eu soube porque me tornei vigarista e enganador por natureza. Eu sabia muito bem que Deus gosta de pessoas honestas, mas era incapaz de praticar esse aspecto da verdade. O motivo de tudo isso é que eu assimilei, há muito tempo, todas essas leis de sobrevivência satânicas, tais como “O dinheiro move o mundo”, “Cada um por si e o demônio fica por último”, “Um homem sem uma segunda renda nunca ficará rico, assim como um cavalo com fome à noite nunca engordará”, e “Não importa se o gato é branco ou preto, desde que pegue ratos”. Eu estava vivendo com base nessas leis de sobrevivência. Eu me tornei egoísta e desprezível, e coloquei lucro pessoal antes de tudo. Eu dava tanta importância ao dinheiro que estava disposto a jogar fora meu caráter e dignidade, sendo dissimulado e enganando os outros apenas para ganhar mais dinheiro. Eu estava sempre avaliando meus clientes e enganando-os. Eu, aos poucos, perdi minha consciência e a base para ser uma boa pessoa. Eu vivia a total semelhança de Satanás, carente de toda a humanidade e razão.

    Lembrei-me de como comecei meu negócio trabalhando de maneira correta. Eu não substituía peças que podia consertar, e, quando era necessário trocar, eu o fazia por um preço razoável. Mas quando eu vi que, depois de trabalhar assim por vários anos, eu ganhara pouco dinheiro, enquanto os outros donos de lojas enriqueceram com fraudes e blefes, fiquei muito descontente. Diante da tentação do dinheiro e de seus conselhos, também adotei a perspectiva de “um homem sem uma segunda renda nunca ficará rico, assim como um cavalo com fome à noite nunca engordará”, pensando em dinheiro acima de tudo. Então, para conseguir mais dinheiro, ignorei minha consciência e comecei a realizar manobras, trocar peças em veículos que eu poderia consertar e tentar de tudo para que os clientes comprassem veículos com preço baixo, mas lucro alto. Contudo, mesmo ganhando muito dinheiro, eu sentia medo em meu coração, preocupado com a possibilidade de receber de volta tudo o que fiz contra minha consciência. E mesmo que eu quisesse parar, simplesmente não conseguia. Minha vida era uma luta dolorosa. Mas, agora, eu entendi que essa vida de dor era motivada pela minha confiança em pensamentos e perspectivas erradas. Depois que percebi isso, resolvi que romperia os laços com Satanás e não viveria mais da filosofia satânica, pregando peças e enganando os outros em meu próprio benefício. Eu executaria as palavras de Deus, seria uma pessoa honesta, viveria o decoro santo e daria testemunho de Deus.

    Sendo uma pessoa honesta de acordo com as palavras de Deus e recuperando minha ética inicial

    Um dia, um cliente veio para consertar um grande triciclo elétrico de quatro lugares e, com base em seu comportamento, depois de inspecioná-lo, descobri que o controlador não funcionava. Esse tipo de controlador custa pelo menos 500 yuans e o circuito é diferente de outros triciclos. Além disso, as linhas conectadas à trava elétrica eram difíceis de obter. Eu pedi um controle personalizado para aquele veículo e passei mais de um dia acertando as linhas corretamente na trava elétrica, e depois de instalá-lo, também coloquei um novo acelerador. Eu testei e tudo funcionou bem. Então, de repente, ocorreu-me: “Será que não foi o acelerador que quebrou e não o controlador?” Então eu coloquei o controlador original de volta com um novo acelerador, e o triciclo funcionou bem! Naquele momento, eu estava em uma batalha interna. Pensei: “Eu disse instalaria um novo controlador, além disso, o dono do triciclo tem muito dinheiro. Ele disse que, desde que fosse consertado, ele não se importaria com o custo. Eu comprei um controle personalizado para esse triciclo, que será difícil de devolver. Além disso, trabalhei por mais de um dia antes de começar a funcionar. Se eu não colocar o novo controlador, ganharei menos de 100 yuans em custos de mão de obra, no máximo. Isso será um prejuízo! Talvez eu deva trocá-lo de qualquer maneira. De qualquer forma, o cara não se importa com dinheiro, seria um desperdício não aceitá-lo.” Assim que decidi fazer isso, senti vergonha, e percebi que faria algo desonesto outra vez para meu próprio benefício, então orei a Deus. Na minha busca, pensei em uma passagem das palavras de Deus: “Vocês devem saber que Deus gosta de pessoas honestas. Deus tem a substância da fidelidade, então a Sua palavra é sempre digna de confiança. Além disso, as Suas ações são irrepreensíveis e inquestionáveis. É por isso que Deus gosta daqueles que são absolutamente honestos com Ele.

    Ponderei as palavras de Deus e experimentei de verdade as sinceras intenções de Deus. Sua essência é de fidelidade. O que Ele diz e faz é incrivelmente sincero e digno de confiança. Deus gosta de pessoas honestas porque elas podem fazer as coisas seguindo suas consciências. Já as pessoas enganosas agem de acordo com seus próprios benefícios e não param por nada, inclusive sua fé é conduzida por transações com Deus. É por isso que as pessoas enganosas possuem uma humanidade pobre e Deus não as salvará. Eu acredito em Deus agora, portanto, que diferença existirá entre mim e os incrédulos, se eu continuar a enganar as pessoas por causa do lucro? Eu sabia que não podia continuar meus caminhos incorretos, mas tinha que deixar meus próprios interesses e colocar a verdade em prática. Eu tinha que ser uma pessoa honesta que agrada a Deus. Depois de pensar em tudo isso, expliquei a situação para o cliente e só cobrei pela mão de obra e pelo acelerador. Ele ficou encantado. Eu soltei um longo suspiro e me acalmei, com o coração tranquilo, e senti que ser uma pessoa aberta e honesta é maravilhoso. Graças a Deus, nos dias que se seguiram, ganhei cada vez mais confiança em buscar a verdade e ser uma pessoa honesta, e quer consertando ou vendendo veículos, eu faria isso diante de Deus e aceitaria Seu escrutínio. Eu ganhei apenas o dinheiro que podia ganhar de acordo com minha consciência, e recuperei aquela sensação de tranquilidade e paz no fundo do meu coração.

    Um dia, uma senhora idosa entrou na minha loja para comprar uma scooter. Depois de escolher uma, ela perguntou o preço. Eu disse com sinceridade que o valor era 2.800 yuans e ela disse, alegremente: “Com certeza, você é honesto. Eu vou comprar. Eu não estou brincando, eu já estive em outras lojas e o primeiro preço que eles pedem é centenas de yuans acima disso. Um amigo me disse que você é correto e não engana seus clientes, e é por isso que eu vim aqui. Agora vejo que é mesmo verdade.” Agradeci a Deus em meu coração quando a ouvi dizer isso. Foram as palavras de Deus que me mudaram, permitindo-me viver um pouco da verdadeira semelhança humana. O que realmente me surpreendeu foi que, quando parei de usar táticas enganosas em meu negócio, ele floresceu mais e consegui muitos clientes. Muitos deles estavam me procurando por causa da minha reputação. Percebi que o segredo para um negócio próspero é ser uma pessoa honesta.

    Eu agradeço a Deus, pois, através da orientação de Suas palavras, eu posso sentir a alegria de ser uma pessoa honesta e sentir uma tranquilidade e prazer em meu coração que o dinheiro nunca poderia comprar. Graças a Deus por me libertar dos grilhões do dinheiro e do lucro. Eu aprendi a ser uma pessoa honesta. Que toda a glória seja dada a Deus!

    Por Wang Cheng

    Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

    Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?