Inscreva-se

Menu

Versículo do Dia: Estudo sobre João 13:34

Versículo do Dia

Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros.

Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros.João 13:34

Versículo para meditar

Na vida real, às vezes empurramos as palavras do Senhor para o fundo de nossas mentes. Nós frequentemente fixamos nossos olhos nas falhas e erros das outras pessoas, e sempre comparamos nossas forças com as fraquezas dos outros. Não temos problema em nos relacionarmos com os outros durante alguns dias. Mas depois de muito tempo, quando começamos a ver as falhas uns dos outros, começamos a ficar indignados, pensando que são pessoas difíceis de se relacionar. É o que acontece quando algum irmão ou irmã faz coisas ignorantes por serem fracos, e nós ficamos indignados e reclamamos com eles, em vez de ajudar com um coração amoroso. Às vezes, se as palavras dos outros nos machucam, nós guardamos rancor em vez de praticar a tolerância e a paciência; e assim por diante. Essas são expressões de uma humanidade anormal. Se mantivermos relações com as pessoas dessa maneira, vamos gradualmente guardando segredos em nossos corações, demonstrando uma aparência amigável, mas com o coração afastado. Como consequência, não teremos boas relações interpessoais.

Se um irmão peca contra nós, ficamos com raiva e não toleramos. No momento, o que precisamos é chegar perante Deus e orar, dizendo: “Oh, Deus! As palavras do irmão me machucaram, e é muito difícil suportá-las. Eu estou com tanta raiva que não quero nem falar com ele nem o perdoar. Mas eu sei que não é assim que se cumpre a Sua vontade. Por favor, me ajude a viver conforme a Sua palavra, para que eu possa esquecer o meu rancor e viver perante de Deus.” Depois dessa oração, nós refletimos: Como devo tratar o meu irmão para ter um coração segundo a vontade de Deus? Deus diz: “… se você verdadeiramente renunciou à carne depende de você ser preconceituoso em relação a seus irmãos e irmãs e, se for, de ser capaz de pôr esses preconceitos de lado? … você não o odiará, o desprezará nem o ridiculizará, nem lhe dará as costas. Se você puder ser útil a eles, comungará com eles…” Quando nós examinamos cuidadosamente o motivo de termos preconceitos contra os outros, percebemos que somos muito arrogantes. Nós só permitimos que falem o que é bom para nós, mas se o que falam afeta nossos interesses, desenvolvemos preconceitos contra as pessoas e não conseguimos exercitar a paciência e a tolerância. Quando praticarmos agir conforme a palavra de Deus, tomarmos a iniciativa de abrir nossa própria corrupção aos outros e comunicar nossa própria experiência e conhecimento, eles certamente reconhecerão a verdade de que também devem praticar e adotar essas ações. Assim, viveremos perante Deus dependentes de Sua palavra, e nos tornaremos mais tolerantes e pacientes com nossos irmãos e irmãs. Então, conseguiremos amar uns aos outros gradualmente e manter relacionamentos normais.

Tradução: Nicolas Sales

Deixe uma resposta