Inscreva-se

Menu

Reconhecendo que o destino do homem é governado por Deus, não forço mais meu filho a estudar

Escrivaninha

Um ditado comum diz: “O vestibular decide toda a vida.” Este exame é a base que determina o destino do aluno. Meu filho faria o exame no dia seguinte, mas não teve tempo de rever as lições, mas se entreteu brincando com jogos de computador com alegria e até caiu na gargalhada de felicidade, como se não tivesse nada a fazer no dia seguinte… Observando isso, eu estava cheia de ansiedade e preocupação, como uma formiga em uma panela quente. Eu pensei: você se comporta como um estudante que vai fazer o vestibular? Está tudo bem se você jogar em momentos normais. Mas você tem o vestibular chegando amanhã! É realmente uma questão importante relacionada ao seu futuro e destino. Se você será rico ou pobre, grande ou fará diferença no futuro, tudo dependerá do resultado de exame de amanhã. Você não sabe disso? Naquele momento, cada minuto gasto por ele significava grande tormento e sofrimento para mim, pois o que ele estava desperdiçando não era apenas o tempo, mas talvez um bom futuro. Ansiosamente, eu andava de um lado para o outro na sala, pensando: como posso persuadi-lo? Devo gritar com ele ou conversar carinhosamente? E se ele for teimoso enquanto converso gentilmente? Eu sempre falhava ao tentar persuadi-lo por esse meio; ele se equivocaria e diria que jogaria por mais dez ou vinte minutos. Mas, e se ele ficar com raiva quando eu gritar com ele? Essa circunstância nunca ocorreu antes. Se eu perturbar seu humor, isso afetará sua performance no exame de amanhã. Em um dilema, eu voltei para o meu quarto em silêncio. Deitei na cama e relembrei os últimos quinze anos, desde o seu jardim de infância até o último ano do ensino médio. Todos os dias, ele ficava entre escola e casa, de manhã até a noite, em todos os climas, e também tinha que lidar com a grande quantidade de lição de casa toda noite e fim de semana. O momento mais difícil foi os três anos no ensino médio. Para concluir suas lições de casa, na maior parte do tempo ele ia para a cama depois da meia-noite e acordava por volta das 5 da manhã. Pensando nessas coisas, senti uma pontada no coração, sentindo pena do meu filho. Mas então pensei: o que posso fazer? Agora, a concorrência é muito dura. Os alunos que fazem o exame para o ensino médio são classificados em todo o país e, às vezes, haverá mais de dez alunos que obtêm a mesma pontuação. Quanto ao vestibular, os estudantes são classificados em toda a província; muitos alunos receberão a pontuação equivalente. Portanto, mesmo um ponto parece ser extremamente importante. Ganhando mais um ponto, um estudante possivelmente será admitido em uma boa universidade. Por outro lado, perdendo um, ele tem que estudar em uma universidade comum. Não! Como se costuma dizer: “Um estudo de última hora ajuda a deixar a mente mais afiada.” Pensando nisso, sentei-me rapidamente da cama e pretendia ir ao quarto do meu filho.

Nesse momento, a campainha tocou. Eu abri a porta e vi minha irmã mais velha. Depois que ela entrou e sentou-se, eu derramei todo a minha angústia nela. Eu pensei que ela me ajudaria a falar com meu filho. Apesar da minha expectativa, ela disse rispidamente: “Irmã, você não precisa preocupar-se muito! Ele cresceu e tem seu próprio pensamento. Todo mundo tem seu próprio destino. Com relação ao tipo de futuro e destino que ele terá, ele não está no exame de amanhã. E tudo isso não é controlado por suas mãos, muito menos podem ser mudadas por você. Assim como você tem sonhado em encontrar um emprego em uma cidade grande desde que era pequena. No entanto, isso se tornou realidade? Você tinha que vir a este pequeno município, certo? Foi porque você não se esforçou ou lutou que você não conseguiu realizar o seu desejo? Eu balancei a cabeça hesitante. Eu tive esse sonho e tentei lutar por isso, mas não deu certo no final. Isso me fez sentir que um Mestre invisível orquestrava todas as coisas e que nada é decidido por mim.

Minha irmã tirou um livro da bolsa e leu a seguinte passagem para mim, “Algumas pessoas escolhem um bom curso na faculdade e acabam encontrando um emprego satisfatório após a graduação, fazendo um primeiro avanço triunfal na jornada de sua vida. Algumas pessoas aprendem e dominam muitas habilidades diferentes, mas nunca encontram um trabalho adequado para si nem acham seu lugar, muito menos têm uma carreira; no início de sua jornada de vida, elas se veem frustradas a cada ocasião, atormentadas por problemas, por suas perspectivas sombrias e vida incerta. Algumas pessoas dedicam-se diligentemente aos estudos, mas perdem por pouco todas as chances de receber uma educação superior; parecem fadadas a nunca alcançar o sucesso, sua primeira aspiração na jornada da vida se dissolvendo no ar. Não sabendo se a estrada adiante é fácil ou cheia de pedras, elas sentem, pela primeira vez, quão cheio de variáveis é o destino humano e, portanto, veem a vida com expectativa e medo. Algumas pessoas, apesar de não serem educadas muito bem, escrevem livros e alcançam certa fama; algumas, embora quase totalmente iletradas, ganham dinheiro nos negócios e com isso são capazes de sustentar-se[…] Que ocupação se escolhe, como se ganha a vida: as pessoas têm algum controle sobre se fazem uma boa ou uma má escolha? Essas coisas estão de acordo com seus desejos e suas decisões? A maioria das pessoas desejaria poder trabalhar menos e ganhar mais, não labutar debaixo de sol e chuva, vestir-se bem, brilhar e resplandecer em toda parte, estar em posição superior a outrem e trazer honra a seus antepassados. Os desejos das pessoas são tão perfeitos, mas, quando dão seus primeiros passos na jornada da vida, elas vão se dando conta de como o destino humano é imperfeito e, pela primeira vez, compreendem verdadeiramente o fato de que, embora possam fazer planos ousados para seu futuro, embora possam nutrir fantasias audaciosas, ninguém tem a capacidade ou o poder de realizar os próprios sonhos, ninguém está em posição de controlar o próprio futuro. Sempre haverá alguma distância entre os sonhos da pessoa e as realidades que ela deve confrontar; as coisas nunca são como as pessoas gostariam que fossem, e, diante de tais realidades, as pessoas podem nunca alcançar satisfação ou contentamento. Algumas pessoas até farão tudo que for imaginável, farão enormes esforços e grandes sacrifícios por sua subsistência e seu futuro, tentando mudar o próprio destino. No fim, todavia, mesmo se conseguem realizar seus sonhos e desejos graças ao próprio trabalho duro, elas não conseguem mudar seu destino e, por maior que seja a obstinação com que tentem, não conseguem superar o que o destino lhes atribuiu. Ainda que tenham diferenças de habilidade, inteligência e força de vontade, todas as pessoas são iguais perante o destino, que não faz distinção entre o grande e o pequeno, o alto e o baixo, o exaltado e o humilhado. A função que a pessoa exerce, o que ela faz para ganhar a vida e a quantidade de riqueza que acumula na vida não são decididos pelos pais, pelos talentos, pelos esforços ou ambições da pessoa, mas são predeterminados pelo Criador” (de “O Próprio Deus, o Único III”).

Depois de ler, ela disse: “Nossos destinos estão nas mãos de Deus. A soberania do Criador e os preparativos para o destino de todos não podem ser alterados por ninguém. Que ocupação assumimos em nossa vida, e por que meios ganhamos a vida não dependem de nós mesmos, nem podem ser mudados por conhecimento, status ou dinheiro. Tome o que vemos na vida real, por exemplo. Algumas pessoas não são muito cultas, mas podem escrever livros e são bem conhecidas, como o sr. Han, um escritor que alcançou grande popularidade na Internet nesses últimos anos. Apesar de se formar em uma escola secundária, ele escreveu muitos romances, prosas e ensaios. E esses escritos são muito populares entre os numerosos alunos do ensino médio e jovens, alguns dos quais até mesmo foram traduzidos para o cinema. Isso está no arranjo de Deus para o seu destino, e não na fundação do seu diploma. E como nosso primo, Ele desistiu depois da segunda série. Mas veja como ele se sai muito bem em seus negócios, gerenciando-os, dirigindo um bom carro e morando em uma casa de luxo. Considerando que, alguns com diplomas universitários são destinados como empregados. Por mais altos que sejam os diplomas, isso não pode ajudá-los a mudar seus destinos.” Eu estava convencida de suas palavras. Eu disse: “Suas palavras me lembram de uma notícia recente: ‘Um graduado da Universidade de Pequim que vende porco’ está na Internet há algum tempo. Como foi um excelente aluno da Universidade de Pequim, eu acho que ele deveria ser um colarinho branco ou dourado, ou alguém fazendo pesquisa científica. Por que ele se submete à venda de carne de porco? E como tal, é sua vida, seu destino. De que maneira devemos andar, que vocação fazemos e por que meios mantemos nosso sustento não dependem de nós mesmos, nem dependem de nossas escolhas ou de nossa educação e calibre. Pode ser visto que o destino do homem é de fato governado por Deus. ” Minha irmã disse com prazer:” Certo! Nossos destinos estão todos nas mãos do Criador. Qual caminho o Qiqi (nome do meu filho) tomará e em que ocupação ele entrará no futuro também está nas mãos do Criador e não é controlado por nós. Nestes anos, em seu estudo, você o pressionou demais e também sofreu muito. Agora é hora de deixá-lo ir. Não o force a lutar por uma boa nota no exame. Tudo o que você precisa fazer é dar o melhor de si em tudo. Deus diz: “Só quando aceitar a soberania do Criador, se submeter a Seus arranjos e orquestrações e buscar a verdadeira vida humana, aos poucos ela se libertará de toda dor e todo sofrimento, se livrará de todo o vazio da vida” (de “O Próprio Deus, o Único III”). Portanto, devemos orar a Deus e aprender a obedecer aos Seus arranjos. Dessa forma, você pode viver em relaxamento e liberdade”. Ela me disse que as palavras que acabara de ler para mim são escritas por Deus e que ela não entendia essas coisas até ler as palavras de Deus. Neste momento, meu coração ansioso e inquieto se acalmou pouco a pouco. Eu senti que essas palavras eram verdadeiras. Agora que nosso futuro e destino são governados e arranjados por Deus, eu devo deixar de aborrecer meu filho, entregá-lo às mãos de Deus, e me submeter à soberania e arranjos de Deus, pois meus planos, preocupação e ansiedade não podem decidir seu destino.

Depois que minha irmã foi embora, entrei no quarto do meu filho e vi que ele já havia adormecido. Vendo que alguns fios de barba obscureciam levemente seu rosto infantil, senti que o tempo realmente voa! Desde que ele começou a ir para a escola, eu acompanhava seus registros acadêmicos, considerava suas realizações como minha vida e o tratava como uma máquina de estudo. Hoje me conscientizei de que eu havia sido muito severa com ele no passado. Naquele momento, eu disse ao meu filho em silêncio: “Filho, eu nunca vou forçá-lo a estudar. Apenas tente o seu melhor. Hoje, sei que se temos bons ou maus destinos não está em nossas próprias mãos, mas depende da predestinação e dos arranjos de Deus. Filho, não importa como o exame termine, vou esperar você voltar para jantar.

À noite, orei a Deus de acordo com o que minha irmã me ensinou, comprometendo o destino do meu filho nas mãos de Deus e permitindo que ele fosse controlado por Deus. Eu senti como se uma carga pesada tivesse sido tirada da minha mente, e eu já não me sentisse pressionada em meu coração, mas me sentisse relaxada e liberada completamente. Pela primeira vez, dormi com facilidade e paz durante a noite durante esses anos.

Após o exame e antes do resultado, minha irmã muitas vezes vinha ler as palavras de Deus e compartilhar em comunhão a vontade de Deus comigo. Com relação ao resultado do exame do meu filho, não me senti tão preocupada quanto antes, mas me senti muito mais à vontade e pude esperá-lo com calma, qualquer que fosse o resultado. Inesperadamente, depois que a pontuação saiu, acabou meu filho foi admitido em uma universidade. Ao ouvir essa notícia, fiquei muito mais calma do que antes. Pois eu sabia que meu filho poderia ser admitido em uma universidade por causa da predestinação e soberania de Deus, em vez de esforço humano. Além disso, ficou claro que esse resultado não significava garantia de sucesso ou destino no futuro, pois o de todos está no comando de Deus, que não pode ser previsto ou escrito por ninguém. Ao ler as palavras de Deus, agora entendo que o homem está vivendo não para planejar e se preocupar com futuro dele ou dos outros, mas conhecer, aceitar e obedecer à soberania e aos arranjos do Criador. Desta forma, podemos alcançar a liberdade e enfrentar a vida com calma. Este é o valor da vida!

Tradução: Gisele Benevente