Domingo, Agosto 18
BÍBLIA DE ESTUDO

    Como Deus responde nossa Oração?

    Muitos irmãos e irmãs no Senhor fazem certa confusão: “Eu também oro ao Senhor com fervor, mas parece que Ele não me ouve e não responde às minhas preces.” Nós muitas vezes ficamos confusos com isso. Por quê? O Senhor não é Aquele que ouve as preces? Oramos com fervor, então por que não obtemos resposta do Senhor? Antes de tentar entender a razão, vamos, primeiro, analisar as seguintes perguntas: como queremos que Deus responda às nossas preces? Sabemos como Deus responde às nossas preces? Se não sabemos, não é fácil deixar de perceber a resposta Dele?

    Como Deus responde nossa Oração?

    Eu me lembro de uma pequena história: um padre, preso em um telhado durante uma enchente, orou fervorosamente a Deus acreditando que Ele viria salvá-lo. Após a oração, um pequeno barco, um grande navio e um helicóptero vieram salvá-lo, mas ele recusou todos eles, pois acreditava que Deus viria salvá-lo. No final, o padre foi levado pela enchente e se afogou.

    Após ler essa história, podemos dizer que Deus não foi salvá-lo? Não. Deus realmente foi salvá-lo. Todas essas equipes de salvamento foram enviadas por Deus, mas o padre as recusou. Na verdade, em nossas experiências, da mesma forma que o padre ao orar a Deus, continuamos imaginando e esperando que Deus nos responda de acordo com nossas expectativas e da forma que queremos. Se a ação de Deus não é aquela que imaginamos, pensamos que Ele não responde às nossas preces. Em muitos casos, não é que Deus não responde às nossas preces, mas sim que não sabemos como Ele responde. Todos nós sabemos que Deus é o Criador e nós somos Sua criação, assim cabe a Deus decidir qual a resposta às nossas preces. Devemos levar em conta nossa posição e aprender a orar, aceitar e obedecer, não pedir e não esperar que Deus responda às nossas preces da forma como imaginamos, porque assim a perda será nossa!

    Certa vez o Senhor nos prometeu: “Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á”(Mateus 7:7-8).   A palavra do Senhor é fiel e Deus é tão bom quanto Sua palavra e ela deve ser cumprida. Mas como é que Deus responde as nossas preces e chamados? Quando abrimos a Bíblia, não é difícil ver que a maneira como Deus responde às nossas preces muitas vezes está além de nossa compreensão e rompe com nossas noções. Na época do Antigo Testamento, os israelitas eram explorados continuamente pelos egípcios e viviam como prisioneiros. Sofrendo, os israelitas oraram a Jeová Deus e pediram a Ele que os salvassem do jugo do faraó egípcio. No entanto, em vez de salvar os israelitas do Egito naquele instante, como eles imaginaram, Jeová Deus enviou Moisés para levá-los para fora do Egito. Como a resposta de Jeová Deus não estava de acordo com suas concepções, os israelitas se rebelaram e desobedeceram, isso fez com que vagassem em uma região inóspita por 40 anos antes de alcançarem a terra de Canaã. No período final da Era da Lei, os israelitas viviam em miséria sob o regime de escravidão do Império Romano. Eles oravam e suplicavam ao Messias para que viesse logo salvá-los da escravidão romana. No entanto, quando o Messias – o Senhor Jesus, a quem clamavam com desespero – veio fazer a obra de forma concreta e salvá-los, eles o crucificaram, já que a obra não estava de acordo com suas noções. A partir desses dois fatos históricos, podemos ver que, embora as pessoas creiam em Deus e orem a Ele, elas mesmas se tornam opositoras Dele por não saberem como Ele cumpre Suas promessas ao homem.

    De fato, Deus nos fala através de todas as coisas, respondendo às nossas preces e nos informando a Sua vontade. Ele nunca esteve escondido de nós. Na medida em que prestemos atenção e usemos nosso coração para conhecer e valorizar pessoas, eventos e objetos que Ele nos apresenta todos os dias, veremos que Deus está conosco e nos guia o tempo todo. Eu vi as palavras de Deus: “ É muito simples agora: olhe para Mim com seu coração e imediatamente seu espírito se tornará forte, você terá uma senda para praticar e Eu guiarei cada passo seu. Minha palavra será revelada a você em todos os momentos e em todos os lugares. Não importa onde ou quando, ou quão adverso seja o ambiente, Eu mostrarei a você claramente e Meu coração será revelado a você, se você olhar para Mim com seu coração; dessa forma, você correrá adiante estrada abaixo e nunca perderá seu caminho.

    Às vezes, confiar em Deus não significa pedir a Deus que faça algo usando palavras específicas, nem pedir Sua orientação ou proteção específicas. Ao contrário, é quando encontram algum problema que as pessoas são capazes de invocá-Lo sinceramente. Então, o que Deus está fazendo ali quando as pessoas o invocam? Quando o coração da pessoa se agita e ela pensa: “Ó Deus, não consigo fazer isso sozinha, não sei como fazer e me sinto fraca e negativa”, Deus sabe disso? Quando esses pensamentos surgem, o coração das pessoas é sincero? Quando elas invocam Deus sinceramente dessa maneira, Deus concorda em ajudá-las? Apesar do fato de poderem não ter dito uma palavra, elas mostram sinceridade, e assim Deus concorda em ajudá-las.

    Na verdade, a vontade de Deus nunca esteve escondida de nós. Desde que oremos sinceramente a Deus, Ele vai ouvir nosso coração e nos responder. Em muitos casos, a razão pela qual não percebemos a resposta de Deus não é porque Ele não nos responde, mas porque acreditamos em um Deus vago, assim como o padre da história. Deus é um Deus vivo e está sempre ao nosso lado. Quando estamos em dificuldade e clamamos por Deus, Ele sabe e, de forma prática, organiza pessoas, eventos e objetos para nos ajudar, para que nossos problemas possam ser resolvidos e possamos entender as intenções Dele. Do contrário, se acreditarmos em um Deus vago e ignorarmos a obra prática de Deus, iremos perder Sua salvação.

    Na verdade, as formas de respostas de Deus não são tão simples como imaginamos. Ele usa muitas maneiras para nos responder e nós, de fato, experimentamos algumas delas com as nossas preces. Por exemplo, às vezes, Deus nos esclarece e ficamos sabendo como seguir as orientações contidas na palavra; às vezes, Deus nos orienta através de pessoas, eventos e objetos ao nosso redor – alguém diz ou faz algo, que, de repente, resolve nossas dificuldades; outras vezes, Deus vai nos iluminar e nos mover, para que possamos refletir e, em consequência, chegar ao entendimento sem nos darmos conta. Essas são várias maneiras simples pelas quais Deus nos responde. Podemos dizer que todo irmão e toda irmã que verdadeiramente acredita em Deus têm essa experiência. Somos incapazes de compreender a sabedoria de Deus, e há tantas outras maneiras de Ele nos responder, que nos obriga a orar com o coração.

    A oração é a maneira mais direta de estabelecer relações normais com Deus. Por meio de oração, recebemos a obra do Espírito Santo e fortalecemos nosso espírito; através da oração, entendemos a vontade de Deus e sabemos o que fazer para cumprir a vontade Dele; através da oração, somos protegidos por Deus e, gradualmente, percorremos o caminho do respeito a Ele e evitamos o mal. Sem oração não podemos obedecer a Deus, obedecer à Sua obra e cumprir a Sua vontade. Orar é crucial para a nossa crença em Deus e para buscar a verdade para receber a salvação de Deus. Orar é abrir e mostrar o caminho através do qual finalmente recebemos o poder de Deus para praticar a verdade, fazer bem o nosso dever e satisfazer a Ele. Sendo assim, as preces têm o papel mais importante em nossas experiências de vida. Logo, é ainda mais importante aprender a orar ao Deus prático e ouvir a sua resposta!

    Toda glória a Deus!

    Por Wang Nan


    Veja também:
    Oração a Deus – Essa oração é tão boa

    Etiquetas:

    Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

    Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?